Sara Barros Leitão

actriz e encenadora portuguesa

Sara Barros Leitão (Porto, 31 de Julho de 1990) é uma actriz e encenadora portuguesa premiada. [1][2] Em 2020, ganhou a primeira edição do Prémio Revelação Ageas/Teatro Nacional D. Maria II.

Sara Barros Leitão
Nascimento 31 de julho de 1990 (33 anos)
Porto
Cidadania Portugal
Ocupação atriz, encenadora, ativista
Página oficial
https://sarabarrosleitao.pt/

Percurso editar

Formou-se em Interpretação pela Academia Contemporânea do Espectáculo. Começou a sua carreira na série Morangos com Açúcar onde interpretou o papel de Jennifer Brown. Foi, depois, convidada para integrar o elenco de 'Olhos nos Olhos, uma novela da TVI, e mais tarde participa na novela, Sentimentos protagonizando o papel de Rute Dias. Em Teatro destacam-se as peças Romeu e Julieta, de William Shakespeare, encenada por Eduardo Alonso e produzida pelo Teatro do Bolhão,Punk Rock, de Simon Stephens, encenada por Victor Hugo Pontes e produzida pelo Teatro do Bolhão; e Flores para Mim, de Abel Neves, encenada por Natália Luíza e produzida pelo Teatro Meridional. Em cinema participa em mais de uma dezena de curtas-metragens entre as quais Weakest Part de Bernardo Gomes de Almeida, vencedora de uma Menção Honrosa no Festival de Curtas Metragens de Faro em 2011 e Manifesto dos Danados de João Niza Ribeiro. Faz regularmente dobragens de séries juvenis e desenhos animados para o Canal Panda, Panda Bigs e RTP2 com a produtora SomNorte. Participou recentemente na série I Love It da TVI no papel de Cristina Moás e em Água de Mar, da RTP, no papel de Constança Assis. Também pode ser vista como Inês Mendonça, na novela da SIC Poderosas.

No ano de 2015 destaca-se a participação no espectáculo NEVA encenado por João Reis e apresentado no Teatro Carlos Alberto (Porto) e no Teatro São Luiz (Lisboa)[1].

Apesar de acreditar que o teatro não são só palavras, a literatura assume um papel fundamental na sua vida. Assumiu a direcção artística da Carruagem – Tráfego de Ideias e iniciou a licenciatura em Estudos Clássicos na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa[3] assim como o mestrado Estudos sobre as Mulheres - Género, Cidadania e Desenvolvimento, na Universidade Aberta, que não concluiu.

Presentemente, desdobra-se em actriz, encenadora e dramaturga. Dignas de destaque são as peças-concerto Trilogia das Barcas (2018), de Gil Vicente, e Rei Lear (2019) de William Shakespeare, coproduzidas pelo CCB e Toy Ensemble, que adaptou e encenou. Em 2018, foi a força criativa por detrás de Teoria das Três Idades, coproduzida pelo Teatro Experimental do Porto e Teatro Municipal do Porto, a partir do estudo do arquivo do TEP, e Todos Os Dias Me Sujo De Coisas Eternas (2019), com base num trabalho de investigação sobre a toponímia portuense, apresentado no projecto Cultura em Expansão.

Em 2020, fundou a estrutura artística Cassandra, para desenvolver os seus projectos. No decorrer do ano seguinte, dirigiu vários, em áreas diferentes: um clube do livro feminista mensal chamado Heróides, o espectáculo Monólogo de uma mulher chamada Maria com a sua patroa, sobre a condição das trabalhadoras domésticas, e a exposição companheira Mulheres todos os dias, entre outros.

Em 2022, Sara Barros Leitão assume a direcção-artística do Teatro Oficina, propondo uma variedade de projetos multimediáticos para o decorrer do ano.[4]

Prémios e Nomeações editar

Fez parte do elenco da curta-metragem Weakest Part de Bernardo Almeida, que recebeu uma Menção Honrosa no Festival de Curtas Metragens de Faro de 2011. [5]

Pelo o seu papel no filme Sara recebeu o Prémio de Melhor Actriz no Festival CLAP de 2012. [6]

Em 2014, foi nomeada para o prémio de Melhor Actriz Secundária nos Prémios Áquila e Prémios Fantastic Televisão, pela a sua interpretação na série Mulheres de Abril. [7]

Pelo seu papel na longa metragem Pecado Fatal realizada por Luís Diogo, é nomeada e distinguida com vários prémios nomeadamente: [8]

  • 2015 - Prémio de Melhor Actriz no Festival de Cinema Independente de São Paulo [9]
  • 2015 - FESTICINI - International Independent Film Festival 2015: recebeu o prémio de Melhor Actriz Secundária
  • 2015 - Prémios CinEuphoria: Nomeada para o prémio de Melhor Actriz - Competição Nacional
  • 2015 - Globos de Ouro: nomeada para Melhor Actriz
  • 2015 - Prémios Sophia: nomeada para o prémio de Melhor Actriz

Em 2016, recebe o prémio de Melhor Representação no Festival Internacional de Cinema de Arouca pelo o seu papel na curta-metragem Marta de Bernardo Almeida. [10][11]

Venceu em 2020, a primeira edição do Prémio Revelação Ageas / Teatro Nacional D. Maria II. [12][2]

Em 2022 é nomeada na categoria teatro com o espetáculo Monólogo de Uma Mulher Chamada Maria com a Sua Patroa para os Globos de Ouro.[13]

Filmografia editar

Televisão editar

Ano Projeto Papel Notas Canal
2007 Morangos com Açúcar (4.ª temporada) Jenifer Brown Participação Especial TVI
2007 - 2007 Morangos com Açúcar (5.ª temporada) Antagonista
2008 - 2009 Olhos nos Olhos Sofia Vaz de Almeida Elenco Principal
2009 - 2010 Sentimentos Rute Dias
2011 Espírito Indomável ___________ ____________
2010 - 2011 Laços de Sangue Luna Participação Especial SIC
2012 - 2014 Doida Por Ti Joana Varela Elenco Principal TVI
2013 Mundo ao Contrario Marta Capucho (Agente Capucho)
2013 - 2014 I Love It Cristina Moas Protagonista
2014 Mulheres de Abril Luísa (Jovem) Elenco Principal RTP1
Bem Vindos a Beiras Francisca Bettencourt Participação Especial
2014 - 2015 Água de Mar Constança Assis Elenco Principal
2014 Jardins Proibidos Jacinta (Jovem) Participação Especial TVI
2015 - 2016 Poderosas Ines Mendonça Co-Protagonista SIC
2016 Aqui Tão Longe Anabela Elenco Adicional RTP1
Dentro Susana Faísca
2017 Ministério do Tempo Mariana Silva Elenco Principal
2018 Três Mulheres Isabel de Castro Elenco Adicional
2019 Na Corda Bamba ___________ TVI
2022 Causa Própria Mónica RTP1
2023 Contado Por Mulheres Cândida Elenco Principal

Cinema [14] editar

  • 2009 - Éden, curta-metragem
  • 2011 - Weakest Part, curta-metragem
  • 2011 - Aristides de Sousa Mendes - O Cônsul de Bordéus
  • 2012 - Sara, curta-metragem
  • 2012 - Ruge Medo, curta-metragem
  • 2012 - O Homem da Gabardine, curta-metragem
  • 2012 - Manifesto dos Danados, curta-metragem
  • 2012 - Auguste, curta-metragem
  • 2012 - Eroticon, curta-metragem [15]
  • 2013 - Para Veres, curta-metragem
  • 2013 - O Tesouro
  • 2013 - Pecado Fatal [16]
  • 2013 - Interferência, curta-metragem
  • 2014 - Éden, curta-metragem
  • 2014 - Os Gatos Não Têm Vertigens
  • 2015 - Marta, curta-metragem [10]
  • 2016 - Gelo [17]
  • 2016 - Kuru, curta-metragem
  • 2016 - Offline
  • 2017 - Ico, curta-metragem [18]
  • 2018 - Descobrindo a Variável Perfeita, curta-metragem

Referências editar

  1. «Sara Barros Leitão - Oficial». Sara Barros Leitão (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2017 
  2. a b PÚBLICO, Lusa. «Sara Barros Leitão vence Prémio Revelação Ageas Teatro D. Maria II». PÚBLICO. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  3. «Sara Barros Leitão». Carruagem – Tráfego de Ideias. Consultado em 20 de janeiro de 2016 [ligação inativa]
  4. Magalhães, Pedro Manuel. «Sara Barros Leitão assume "o ano do desconfinamento" do Espaço Oficina, em Guimarães». PÚBLICO. Consultado em 4 de abril de 2022 
  5. Barroso, Pedro; Brandão, Nuno; Leitão, Sara Barros, Weakest Part, consultado em 16 de dezembro de 2020 
  6. Ideias, VAGA-Mostra de Artes e. «As Coisas pelos Nomes | VAGA - Mostra de Artes e Ideias». Consultado em 4 de janeiro de 2021 
  7. Mulheres de Abril (TV Mini-Series 2014– ) - IMDb, consultado em 16 de dezembro de 2020 
  8. Pecado Fatal - IMDb, consultado em 16 de dezembro de 2020 
  9. Lusa. «Sara Barros Leitão ganha prémio de melhor atriz em São Paulo». PÚBLICO. Consultado em 4 de janeiro de 2021 
  10. a b Nascimento, Frederico Lopes / Marco Oliveira / Guilherme. «Marta». CinePT-Cinema Portugues. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  11. Portugal, Rádio e Televisão de. «"Marta" vence melhor filme do Festival Internacional de Cinema de Arouca». "Marta" vence melhor filme do Festival Internacional de Cinema de Arouca. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  12. «Sara Barros Leitão vence 1.ª edição do prémio de revelação do D. Maria». Notícias ao Minuto. 15 de dezembro de 2020. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  13. SIC (26 de julho de 2022). «XXVI Gala dos Globos de Ouro: Nomeados na categoria Teatro». SIC. Consultado em 31 de outubro de 2022 
  14. «Sara Barros Leitão». IMDb. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  15. Nascimento, Frederico Lopes / Marco Oliveira / Guilherme. «Eroticon». CinePT-Cinema Portugues. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  16. Nascimento, Frederico Lopes / Marco Oliveira / Guilherme. «Pecado Fatal». CinePT-Cinema Portugues. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  17. Nascimento, Frederico Lopes / Marco Oliveira / Guilherme. «Gelo». CinePT-Cinema Portugues. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  18. Nascimento, Frederico Lopes / Marco Oliveira / Guilherme. «Ico». CinePT-Cinema Portugues. Consultado em 16 de dezembro de 2020 

Ligações Externas editar