Sarilhos Grandes

freguesia do Montijo, Portugal
Portugal Portugal Sarilhos Grandes 
  Freguesia  
Símbolos
Brasão de armas de Sarilhos Grandes
Brasão de armas
Localização
Sarilhos Grandes está localizado em: Portugal Continental
Sarilhos Grandes
Localização de Sarilhos Grandes em Portugal
Coordenadas 38° 40' 44" N 8° 58' 06" O
Concelho MTJ.png Montijo
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Joaquim António Lopes Silva Batalha (PCP-PEV)
Características geográficas
Área total 11,69 km²
População total (2011) 3 445 hab.
Densidade 294,7 hab./km²

Sarilhos Grandes é uma freguesia portuguesa do concelho de Montijo, com 11,69 km² de área e 3 445 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 292,9 hab/km².

LocalizaçãoEditar

É composta pelas localidades de Sarilhos Grandes, Lançada, Broega, Pinhal do Gancho, Quatro Marcos e Arce, ocupando uma área de 12,8 km2, com uma população de 3.218 habitantes. Em todas estas localidades, as actividades económicas mais vulgares são a agricultura, floricultura, fabrico de mobiliário, serração de mármore, serralharia civil e comércio.

Integrada no concelho do Montijo, Sarilhos Grandes faz divisão administrativa a Oeste com a freguesia de Sarilhos Pequenos, a Sul com a freguesia da Moita e Pinhal Novo, a Nascente com a freguesia do Alto Estanqueiro - Jardia e a norte é banhada pelo Estuário do Tejo.

PaisagemEditar

A proximidade com o Rio Tejo, onde existe um conjunto de espécies de sabor apreciável, fez com que Sarilhos Grandes desenvolvesse uma gastronomia regional com características muito próprias. A fauna piscícola, nesta zona, inclui as enguias, lamejinhas, linguados, robalos e taínhas, sendo os pratos mais tradicionais o ensopado de enguias, lamejinhas abertas ao natural e a caldeirada à fragateiro.

Esta freguesia continua a apostar no artesanato, fazendo-se trabalhos em barro, sobre diversas temáticas, como os bonecos tradicionais, santos, presépios e candeeiros.

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Santo Isidro de Sarilhos Grandes [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
590 797 964 1 385 1 614 1 562 1 970 2 185 2 289 2 597 3 046 3 290 2 856 3 218 3 424
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 398 403 1 782 635 12,4% 12,5% 55,4% 19,7%
2011 487 332 1 848 757 14,2% 9,7% 54,0% 22,1%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

PatrimónioEditar

O património histórico desta freguesia inclui a Ermida de Nossa Senhora da Piedade e a Igreja de São Jorge, sendo este o orago da freguesia, festejado em Julho, através de uma festa em sua honra. O coreto, o moinho de maré, o edifício da junta de freguesia, o depósito de água, do início do século XX, e os lavadouros, são outros dos monumentos que podem ser visitados nesta freguesia.

Existe ainda o Monumento à Passagem do Milénio, da autoria do escultor João Duarte. Este utilizou o inox escovado, o mármore e a pedra. Foi inaugurado a 25 de Abril de 2001.[2]

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  2. Batista, Susana (2013). Montijo, um concelho uma visão.RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO MESTRADO EM ESTUDOS REGIONAIS E AUTARQUICOS. FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DE LISBOA
  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.