No induismo, sattva (pureza, ou literalmente: existência, realidade) é a mais rara das três Gunas, segundo a filosofia Samkhya, sāttvika (puro), rājasika (enérgico) e tāmasika (obscuro).

Como adjetivo utiliza-se sāttwika (satívica) como adjetivo de pureza na qualidade de bondade.

  • सत्-त्व ou सत्त्व, em devanágari.
  • sat-tvá, no sistema IAST.
  • Pronuciado satuá.

Significado (segundo Monier Williams) [1]Editar

  • Ser, existência, entidade, realidade (īśvara-sattuá: ‘A existências do amor”).
  • Verdadeira essência, naturalidade, disposição mental, caráter.
  • Essência espiritual, espírito, mente.
  • Ares vitais, vida, consciência, força de caráter, firmeza, energia, resolução, coragem, independência, sentido comum, sabedoria, magnanimidade.

Objetos satívicosEditar

Para que um objeto ou alimento seja satívico, deve ser concebido sem contaminação e não deve propagar nenhum tipo de doença para a humanidade. A sua presença purifica o ambiente. Quando uma pessoa consome este tipo de comida, deve sentir que está a comer um alimento puro. O alimento deve ser saudável, nutritivo e limpo. Não deve possuir efeitos embriagantes ou afrodisíaco. Deve ser concebido sem dor ou extermínio de outro ser vivo. Também se exclui a comida picante (raya guna) ou fermentada (tama guna).

Alguns objetos que se podem considerar satívicos são:

  • Flores, frutas e comida que — de acordo com a tradição hinduísta— se pode oferecer a Deus.
  • A árvore nim
  • O leite de origem animal.

Personalidade satívicaEditar

Uma pessoa (ou criatura) satívica é que possui tendências predominantemente satívica”.

  • Uma pessoa que sempre trabalha para o bem estar de todos.
  • Vive de maneira moderada e modesta.
  • Trabalha moderadamente.
  • Leva uma vida casta.
  • Come moderadamente.
  • Lida sempre com a verdade, sem lastimações.
  • Não ofende ou insulta
  • Não é egoísta.
  • Não engana nem trapaceia.
  • Não proliferam maus pensamentos.
  • Possui sabedoria além de boa memória e concentração.
  • Ocupa-se de algum tempo para sempre aumentar seu conhecimento.
  • Adora o seu Deus e faz meditações e orações.
  • Pensamentos, palavras e atitudes coincidem.

Exemplos:

  • Santos e bhaktas (devotos) como Tulsidas e Tukaram.
  • Antigos rishis como Vásishta e Kasiapa
  • Devas: seres divinos dos céu; no que as escrituras hindus consideram como a segunda modalidade (rayas).
  • Algumas floras e faunas como o lotus (que simboliza a pureza) e a vaca (que simboliza a mãe terra).

Referências

  1. Dicionário sânscrito inglês do britânico H. H. Wilson (1786-1860).