Abrir menu principal

Wikipédia β

Scalene

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde janeiro de 2016). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Scalene é uma banda brasileira de Stoner Rock & Rock Alternativo formada em Brasília no ano de 2009. Eles já lançaram 3 EPs, 4 álbuns de estúdio e 1 álbum ao vivo.[1] A banda participou da segunda temporada do reality show musical Superstar, da Rede Globo, onde terminou como vice-campeã. A banda foi vencedora do Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock em Língua Portuguesa 2015/2016 com o álbum Éter.[2] Atualmente, a banda é composta por Gustavo Bertoni (Voz, Guitarra); Tomás Bertoni (Guitarra, Teclado Sintetizador); Lucas Furtado (Mais conhecido como "Lukão" - Contrabaixo Elétrico, Sintetizador Analógico) & Philipe Nogueira (Mais conhecido como "Makako" - Bateria).

Scalene
Informação geral
Origem Brasília
País  Brasil
Gênero(s) Stoner Rock
Rock Alternativo
Período em atividade 2009 - presente
Gravadora(s) Som Livre / SLAP
Afiliação(ões) Supercombo
Medulla
Far From Alaska
Inky
Alaska
Influência(s) Queens of the Stone Age, Radiohead, O'Brother, Thrice, Alexisonfire e outros
Integrantes Gustavo Bertoni
Tomas Bertoni
Lucas Furtado
Philipe Conde
Ex-integrantes Alexia Fidalgo
Página oficial Site Oficial

Índice

CarreiraEditar

2009: Formação e influênciasEditar

Formada no início de 2009, a banda contava com Alexia Fidalgo (ex-vocalista) Gustavo Bertoni (guitarrista e atual vocalista), Tomás Bertoni (guitarrista e backing vocal), Lucas Furtado (baixista e backing vocal) e Philipe Nogueira (bateria e backing vocal). A banda foi fortemente influenciada por grupos como Queens of the Stone Age, Radiohead, O'Brother e Thrice.

2010 - 2012: Álbum & EP Cromático e saída de AlexiaEditar

Em 2010 foi gravado o 1° EP auto intitulado Scalene contendo 7 músicas. A banda produziu muitos dos seus próprios shows pela capital federal, ganhando experiência e seguidores.

Em 2011, a banda tocou em alguns festivais e fez a pré-produção do Cromático, que viria a se tornar um álbum de 12 faixas. Em 2012 com o lançamento de Cromático, puderam estar nos mesmos palcos de artistas consagrados como Natiruts, Fresno e Zeca Baleiro.

No começo daquele ano também começou com a finalização da gravação do álbum Cromático e início da produção do material para lançamento do CD. Com gravação de vários clipes e web clipes durante o ano e a participação em programas como Acesso MTV e Comando Mix, logo o Scalene tomou proporção nacional. Em Julho, houve o lançamento do clipe e single acústico "Sonhador I", que não esta presente em nenhum álbum de estúdio, mas ganhou uma continuação no "Real/Surreal" como "Sonhador II" e um registro ao vivo no DVD "Ao Vivo Em Brasília", lançado em 2016 pela SLAP.

Porém, em agosto a banda encarou a época, segundo Tomás, a "mais difícil da história do Scalene". O avô do Philipe Nogueira ("Makako") estava hospitalizado e a avó dos irmãos Tomás e Gustavo Bertoni faleceu. Além disso, desde o mês anterior estava decidido entre os quatro integrantes que a vocalista Alexia Fidalgo seria tirada da banda. No Domingo, dia 19, e na Segunda, dia 20, os atuais quatro integrantes do grupo conversaram com ela. Na última semana de Agosto foi anunciada oficialmente a saída dela do Scalene.

Algum tempo depois, agora com Gustavo nos vocais, a banda resolve regravar Cromático como um EP, selecionando 5 músicas do álbum original (Tempos Modernos, Ilusionista, Cego Mundo, Semitom e Nunca Apague a Luz). Com o clipe de "Nunca Apague a Luz", a banda tocou pela primeira vez no Hangar 110. O EP ainda teve dois Webclipes, um de ''Semitom'', e outro de ''Tempos Modernos'' ao vivo, ambos foram editados com gravações dos fãs em um show.

No ano de 2012 continuaram a compor para o seu próximo álbum, e durante um show em Brasília tocaram o acústico ao vivo do Mashup de “Dear Rosemary” e “Somebody That I Used To Know”. Nomeado “Rosemary That I Used To Know”, a música ganhou um vídeo como presente de natal para os fãs.[3]

2013: Álbum Real/SurrealEditar

Em 2013, a Scalene lançou o single e o clipe de "Danse Macabre", inspirado no seriado Dexter, que foi um enorme sucesso. O vídeo faz parte do material do segundo álbum, que foi gravado em casa.

Lançado em 14 de Agosto e dividido em duas partes cada uma com nove faixas, o disco explora a dualidade entre o palpável e o imaginário, os sonhos e a realidade. O álbum, mesmo sendo independente, figurou na lista de melhores do ano em vários sites e blogs especializados em música, como Tenho Mais Discos Que Amigos, ShowLivre e Collectors Room.[4] Foram lançados Lyric Vídeos para todas as 18 faixas e ainda um clipe para "Surreal", "Amanheceu" e um Web Clipe para "Forma Padrão".

2014: Crescimento da bandaEditar

O disco Real/Surreal foi tão bem recebido por crítica e público que continuou gerando muitos frutos em 2014. A música “Danse Macabre” passou a ser veiculada na cidade de São Paulo através da 89 FM a Rádio Rock, principal emissora de rádio de rock do Brasil. O Scalene abriu shows de grandes artistas como Raimundos e, ainda em 2014, fez 45 shows em 18 cidades no Brasil, incluindo os festivais Porão do Rock (Brasília, DF) e DOSOL (Natal, RN). O clipe “Surreal” foi veiculado nas principais emissoras de TV do Brasil, como MTV, Multishow e Mix TV.

2015: Superstar & Álbum ÉterEditar

Em 2015, o Scalene começou o ano fazendo parte do line up de festivais renomados como Lollapalooza Brasil e South by Southwest (SXSW), em Austin, Texas, EUA.[5][6]

Foi lançado, no dia 20 de Abril, um clipe para a faixa "Legado", single do álbum Éter, que seria lançado semanas depois.

SuperStarEditar

Em 3 de Maio, a banda tocou a música "Surreal" na noite de Audições do Programa SuperStar da Rede Globo. No programa responsável pelo sucesso da banda Malta, Scalene conseguiu 89% de aprovação do público, além de elogios dos jurados. Escolheram Paulo Ricardo (RPM) para ser seu padrinho e ajudá-los na disputa. Logo depois da apresentação, o site oficial da banda ficou indisponível por congestionamento por quase uma semana.[7] No dia seguinte a banda alcançou 31 pontos de popularidade no site Vagalume, sendo o 37ª artista no ranking. Assim, a banda passou para a próxima fase, concorrendo a quinhentos mil reais, um contrato com a gravadora Som Livre e um carro.[8] Duas semanas depois, em 17 de maio, a música escolhida foi "Danse Macabre". Com 86% a banda seguiu em frente e repetiu o sucesso, o site oficial da banda caiu novamente e a popularidade subiu para 72 pontos, sendo o 9ª artista mais visto segundo o site Vagalume. Thiaguinho, um dos jurados do programa, pediu para a banda cantar a música "Amanheceu", que em palavras dele, "Me fez chorar em casa, me lembrando da minha mãe". Imediatamente a música se tornou uma das mais buscadas da banda e o clipe, que já estava disponível, tomou grande notoriedade.[9] No dia 7 de Junho, para o SuperFiltro a banda tocou uma das faixas do novo álbum: Náufrago. Conseguiu 77%, junto ao público e ao jurados. E passou novamente para a próxima fase, o Top 12. Paulo Ricardo já havia dito que a Scalene é uma "banda pronta" e na ocasião disse que é a favorita.[10] Em 21 de Junho, todas 11 primeiras bandas que se apresentaram tomaram notas em até 80%, a maioria foi em 60. Durante a exibição surgiu a hipótese de várias pessoas estarem entrando no aplicativo porém votando "Não" em todas as bandas senão suas favoritas. A Scalene, então, foi a última a se apresentar, e atendeu ao pedido de Thiaguinho, com a música" Amanheceu", e com uma letra simpática para as mães, eles atingiram 86%. Pela 2ª vez a maior nota da noite. O site da banda caiu mais uma vez e alcançaram 52 pontos de popularidade.[11] No final da temporada, no dia 12 de julho de 2015, o Scalene apresentou as músicas "Nunca Apague a Luz" do EP Cromático no Top 4 conquistando 60% dos votos, "Legado" do álbum Éter atingindo 59% no Top 3 e "A Luz e a Sombra" do álbum Real/Surreal na última etapa chegando a 55%, encerrando sua trajetória no reality em segundo lugar.[12]

Álbum ÉterEditar

Em 19 de maio a banda lançou seu terceiro álbum independente intitulado Éter.

O álbum contém 12 faixas produzidas no final de 2014 e início de 2015. Uma delas, "Terra", teve a participação de Mauro Henrique, conhecido por cantar na banda Oficina G3.

O show de lançamento do álbum aconteceu no Teatro Mars em São Paulo no dia 30 de Maio. Além do Scalene, tocaram também as bandas Supercombo (os seus integrante amigos dos integrantes banda e também concorreram no Superstar) e a banda Medulla.

O nome do álbum remete ao termo usado desde a Grécia antiga para a hipotética substância que preencheria o vazio do universo e seria o meio de propagação da luz. Era considerada um quinto elemento, mais leve e estável, que harmoniza os elementos clássicos: água, fogo, terra e ar. O disco contém sonoridade e temática que trazem uma sensação de busca pela transcendência e evolução pessoal.[13]

Éter possui composições na mesma linha do disco anterior Real/Surreal, mas agora com letras e sonoridades mais elaboradas e sublimes. Como se tivessem pegado o excesso criativo do álbum passado e transformado em algo mais concentrado e ainda versátil. Melodia nos vocais e peso nos riffs, climas e dinâmicas que se alternam com facilidade e muita distorção são temas que fazem parte do rock moderno da Scalene. As influências de Queens of the Stone Age, Them Crooked Vultures e Thrice continuam soando muito bem.[14]

O álbum foi vencedor do Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock em Língua Portuguesa 2015/2016, empatando com o álbum Derivacivilização, do Ian Ramil.[15]

2016: EP Entrelaços/Inércia e DVD Ao Vivo em BrasíliaEditar

Em 2016 a banda lançou o 'EP Entrelaços/Inércia' com duas faixas que fizeram parte do primeiro DVD ao vivo do grupo.[16] Em 18 de julho a banda lançou um DVD ao vivo pela SLAP intitulado 'Ao Vivo em Brasília', contendo quase duas horas de duração e 22 faixas dos álbuns Real/Surreal e Etér além dos singles “Inércia” e “Entrelaços” e as inéditas “Vultos” e "XXIII" (Instrumental de abertura do disco). [17]

No dia 20 de agosto a banda se apresentou no festival Feeling Pro Rock ao lado de CPM 22, Tihuana, Gloria, Vivendo do Ócio, Strike entre outras. Logo após o lançamento do DVD, a banda entrou em turnê em suporte do 'Ao Vivo em Brasília' por todo o Brasil.

2017: Álbum Magnetite e participação no Rock in RioEditar

Era sabido que a banda planejava um lançamento para 2017, que foi confirmado por teasers promocionais em estúdio (Red Bull Studios São Paulo), lançados durante os meses de março e abril, que mostravam os bastidores das gravações.

No dia 17 de julho, foi divulgado pelo site 'Tenho Mais Discos Que Amigos' que o novo álbum se chamaria Magnetite e seria lançado no dia 18 de agosto pela SLAP / Som Livre. O portal adiantou também o nome das 12 faixas do álbum.[18]

Em 27 de julho, a banda compartilhou as músicas 'Ponta Do Anzol' e 'Cartão Postal' como material de divulgação. O show de lançamento oficial de Magnetite ocorreu no dia 30 de setembro no John Bull Pub em Curitiba. Na semana anterior, a banda se apresentou no Palco Mundo na sétima edição do Rock in Rio.[19]

IntegrantesEditar

  • Gustavo Bertoni - Voz, Guitarra, Teclado Sintetizador & Violão.
  • Tomás Bertoni - Guitarra, Teclado Sintetizador, Violão & Backing Vocal.
  • Lucas Furtado - "Lukão" - Contrabaixo Elétrico, Sintetizador Analógico & Backing Vocal.
  • Philipe Nogueira - "Makako" - Bateria & Backing Vocal

Ex-integrantesEditar

  • Alexia Fidalgo - Voz

Membros de turnêEditar

  • Samyr Aissami - Teclado Sintetizador, Guitarra & Percussões Acústicas.

Linha do tempoEditar

 

DiscografiaEditar

Extended playsEditar

Ano Detalhes do disco Gravadora
2010 Scalene Independente
2012 Cromático
2016 Entrelaços/Inércia SLAP

Álbuns de estúdioEditar

Ano Detalhes do disco Gravadora
2012 Cromático Independente
2013 Real/Surreal
  • Lançamento: 14 de agosto de 2013
  • Relançamento: 14 de agosto de 2015
  • Formato: CD, Download digital
Independente/SLAP
2015 Éter
  • Lançamento: 19 de maio de 2015
  • Relançamento: 14 de agosto de 2015
  • Formato: CD, Download digital
2017 magnetite SLAP

Álbum ao vivo (DVD)Editar

Ano Detalhes Gravadora
2016 Ao Vivo em Brasília
  • Lançamento: 18 de julho de 2016
  • Formato: DVD
SLAP

SinglesEditar

Como banda principalEditar

Ano Título Álbum
2012 Cada Minuto Cromático
Nunca Apague a Luz
Sonhador I (Single acústico)
2013 Danse Macabre Real/Surreal
Surreal
2014 Amanheceu
2015 Legado Éter
Sublimação
Histeria
2017 cartão postal magnetite
ponta do anzol
distopia

Como banda convidadaEditar

Ano Canção Álbum
2014 Trans-Aparecer (com Supercombo)
2015 Relentless Game (com Far From Alaska)

Outras apariçõesEditar

Trilha sonora
Ano Título Mídia
2015 Danse Macabre A Regra do Jogo
2016 Relentless Game (part. Far From Alaska) Rock Story

Prêmios e indicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado
2016 Prêmio Quem Melhor Banda Scalene Venceu
Grammy Latino Melhor Álbum de Rock em Língua Portuguesa Éter Venceu

Referências

  1. «Biografia - Banda Scalene | Banda Scalene» 
  2. «Do DF, Scalene e Hamilton de Holanda vencem Grammy em Las Vegas». Música no Distrito Federal. 17 de novembro de 2016 
  3. «Retrospectiva 2012 | Banda Scalene». Consultado em 24 de junho de 2015 
  4. «OQTPH: Review de "Real/Surreal"da Banda Scalene | Tracklist». Consultado em 24 de junho de 2015 
  5. «Scalene | Lollapalooza Brasil» 
  6. «Scalene | SXSW 2015 Event Schedule» 
  7. «Scalane consegue 89% com música autoral e escolhe Paulo Ricardo - SuperStar - Catálogo de Vídeo». Consultado em 24 de junho de 2015 
  8. «SuperStar: uma disputa de bandas que tem até rock» 
  9. «Sandy 'perde a compostura' com rock da Scalene, que marca 86% dos votos» 
  10. «Scalene garante 77% dos votos e conquista Paulo Ricardo: 'Favorita!'». Consultado em 24 de junho de 2015 
  11. «Scalene canta música autoral que emocionou Thiaguinho e chega a 86%» 
  12. Gshow, TV Globo (13 de julho de 2015). «Scalene faz balanço sobre participação: 'Aprendemos muito'». Consultado em 13 de julho de 2015 
  13. «Banda Scalene - Banda de Rock em Brasília DF» 
  14. «Lançamento: escute o álbum ÉTER nas principais plataformas digitais | Banda Scalene». Consultado em 24 de junho de 2015 
  15. «Do DF, Scalene e Hamilton de Holanda vencem Grammy em Las Vegas». Música no Distrito Federal. 17 de novembro de 2016 
  16. «Scalene lança EP com as inéditas "Entrelaços" e "Inércia"». Tenho Mais Discos Que Amigos!. Consultado em 11 de março de 2016 
  17. «Scalene lança primeiro DVD pronto para liderar o rock nacional». Consultado em 25 de agosto de 2016 
  18. Aiex, Tony (28 de julho de 2017). «Scalene lança duas músicas do seu novo disco, "Magnetite"». Tenho Mais Discos Que Amigos!. Consultado em 29 de julho de 2017 
  19. «Banda brasiliense Scalene será atração no Rock in Rio 2017». Metrópoles. Consultado em 29 de julho de 2017