Abrir menu principal
Scott Morrison
Scott Morrison
Primeiro-ministro da Austrália
Período 24 de agosto de 2018 - presente
Antecessor(a) Malcolm Turnbull
Membro do Parlamento da Austrália
Período 24 de novembro de 2007 - presente
Dados pessoais
Nascimento 13 de maio de 1968 (50 anos)
Sydney, Nova Gales do Sul
 Austrália
Alma mater Universidade de Nova Gales do Sul (BS)
Cônjuge Jenny Warren
Filhos 2
Partido Liberal (Coalizão)
Religião Cristão pentecostal
Profissão Executivo, economista, político

Scott John Morrison (13 de maio de 1968) é um politico australiano que atualmente serve como Primeiro-ministro da Austrália e líder do Partido Liberal, desde 24 de agosto de 2018. Ele também é membro da Câmara dos Representantes desde 2007, representando a Divisão de Cook, em Nova Gales do Sul.[1][2]

Morrison nasceu em Waverley, no subúrbio de Sydney, e estudou geografia econômica na Universidade de Nova Gales do Sul. Antes de entrar na política, trabalhou como diretor no Escritório da Nova Zelândia para Turismo e Esporte de 1998 a 2000 e foi diretor da agência governamental Tourism Australia de 2004 a 2006. Ainda foi diretor estadual do Partido Liberal australiano em Nova Gales do Sul de 2000 a 2004. Morrison foi eleito para a Câmara dos Representantes nas eleições de 2007 e começou sua carreira como um político conservador e religioso.[3]

Após a vitória da Coalizão nas eleições federais de 2013, Morrison foi apontado como Ministro para Imigração e Proteção das Fronteiras no governo de Tony Abbott.[4] Ele foi um dos responsáveis pela implementação da controversa e popular Operação Sovereign Borders, que buscava deter a imigração ilegal para o país. Em dezembro de 2014, Morrison mudou de pasta e se tornou Ministro de Serviços Sociais.[5] Ele foi então apontado como Tesoureiro em setembro de 2015, quando Malcolm Turnbull substituiu Abbott como primeiro-ministro.[6]

Em agosto de 2018, Peter Dutton desafiou Turnbull pela liderança do Partido Liberal, devido a insatisfação da ala conservadora da coalizão. Turnbull derrotou Dutton na eleição interna da legenda, mas as tensões políticas continuaram. Turnbull, por fim, renunciou e Morrison assumiu a liderança do partido e, consequentemente, se tornou primeiro-ministro.[7]

Referências

  1. «Scott Morrison é o novo primeiro-ministro da Austrália». G1. Consultado em 25 de agosto de 2018. 
  2. «Who is Scott Morrison? Evangelical churchgoer behind Australia's tough line on immigration». The Guardian. Consultado em 24 de agosto de 2018. 
  3. Massola, James; Bagshaw, Eryk (22 de dezembro de 2017). «'I'm not going to put up with it any more': Morrison vows to defend Christianity in 2018». The Sydney Morning Herald. Consultado em 15 de fevereiro de 2018. 
  4. «Tony Abbott's cabinet and outer ministry». The Sydney Morning Herald. AAP. 16 de setembro de 2013. Consultado em 24 de agosto de 2018. 
  5. «Dutton to immigration in reshuffle». News.com.au. 21 de dezembro de 2014 
  6. Murphy, Katharine (20 de setembro de 2015). «Malcolm Turnbull unveils his ministry». The Guardian 
  7. «Scott Morrison wins Liberal party leadership spill». Nine News. Consultado em 24 de agosto de 2018. 


Precedido por
Malcolm Turnbull
Primeiro-ministro da Austrália
2018 - presente
Sucedido por
Incumbente


  Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.