Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com escudos romanos.

Escudo

Scutum constellation map.svg
Nome latino
Genitivo

Scutum
Scuti

Abreviatura Sct
 • Coordenadas
Ascensão reta
Declinação
19 h
-10°
Área total 109° quadrados
 • Dados observacionais
Visibilidade
- Latitude mínima
- Latitude máxima
- Meridiano
 
-90°
+80°
15 de Agosto, às 21h
Estrela principal
- Magn. apar.
Alfa Scuti
3,85
Outras estrelas
- Magn. apar. < 3
- Magn. apar. < 6
 
0
-
 • Chuva de meteoros
 • Constelações limítrofes
Em sentido horário:

Scutum (Sct), o Escudo, é uma constelação do hemisfério celestial sul. O genitivo, usado para formar nomes de estrelas, é Scuti. Representa o escudo do rei João III Sobieski da Polônia.

As constelações vizinhas, segundo as delineações contemporâneas, são a Águia, a Cauda da Serpente e o Sagitário.

HistóriaEditar

A constelação foi nomeada em 1684 pelo astrônomo polonês Johannes Hevelius[1] como Scutum Sobiescianum (Escudo de Sobieski), para comemorar a vitória das forças cristãs lideradas pelo rei Jan III Sobieski na Batalha de Viena. Mais tarde, o nome foi abreviado para Scutum.

Cinco estrelas brilhantes de Scutum (α Sct, β Sct, δ Sct, ε Sct e η Sct) eram anteriormente conhecidas como 1, 6, 2, 3 e 9 Aquilae, respectivamente.[2]

Coincidentemente, os chineses também associaram essas estrelas com armaduras de batalha, incorporando-as ao asterismo maior conhecido como Tien Pien, ou seja, o Casco Celestial (ou Capacete).[3]

Referências

  1. Star Tales ― Scutum por Ian Ridpath
  2. Wagman, M. (agosto de 1987). «Flamsteed's Missing Stars». Journal for the History of Astronomy. 18 (3). pp. 212–213. Bibcode:1987JHA....18..209W. doi:10.1177/002182868701800305 
  3. Richard H. Allen (1899) Star Names and Their Meanings, p. 363
  Este artigo sobre astronomia é um esboço relacionado ao Projeto Astronomia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.