Seán Baptist Brady

Seán Baptist Brady (Drumcalpin, 16 de agosto de 1939) é um cardeal da Igreja Católica irlandês e arcebispo emérito de Armagh.

Seán Baptist Brady
Cardeal da Santa Igreja Romana
Arcebispo-emérito de Armagh
Info/Prelado da Igreja Católica
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Armagh
Nomeação 1 de outubro de 1996
Entrada solene 3 de novembro de 1996
Predecessor Cahal Brendan Cardeal Daly
Sucessor Eamon Martin
Mandato 1996 - 2014
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 22 de fevereiro de 1964
Pontifício Colégio Irlandês
por Dom Luigi Traglia
Ordenação episcopal 19 de fevereiro de 1995
Catedral Metropolitana de São Patrício de Armagh
por Cahal Brendan Cardeal Daly
Nomeado arcebispo 3 de dezembro de 1994
Cardinalato
Criação 24 de novembro de 2007
por Papa Bento XVI
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santos Quirico e Giulitta
Brasão
Lema Jesum Christum cognoscere
Dados pessoais
Nascimento Drumcalpin
16 de agosto de 1939 (84 anos)
Nacionalidade irlandês
Funções exercidas Arcebispo-coadjutor de Armagh (1994-1996)
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Sean Brady esteve envolvido em reuniões de 1975 em que as crianças eram obrigadas a assinar "acordos de silêncio"', em relação a queixas contra o padre pedófilo Brendan Smyth. Nos anos seguintes, Smyth abusou de muito mais crianças. [1][2][3]

Biografia

editar

Estudou na Caulfield National School, em Laragh, no St. Patrick's College, em Cavan, no St. Patrick's College, Maynooth, além de ter estudado e residido no Pontifício Colégio Irlandês de Roma, onde foi ordenado em 22 de fevereiro de 1966, pelo vice-gerente de Roma, Dom Luigi Traglia. Depois estudou na Pontifícia Universidade Lateranense, onde obteve o doutorado em direito canônico em 1967.[4]

Foi professor no St. Patrick's College de Cavan, de 1967 a 1980, quando foi nomeado vice-reitor do Pontifício Colégio Irlandês de Roma, tornando-se seu reitor, cargo que exerceu de 1987 a 1993. Retornou à Irlanda e tornou-se pároco de Castletara, Cavan (Ballyhaise), na diocese de Kilmore, entre 1993 e 1994.[4]

Foi eleito arcebispo coadjutor de Armagh pelo Papa João Paulo II em 13 de dezembro de 1994, sendo consagrado em 19 de fevereiro de 1995, na Catedral Metropolitana de São Patrício de Armagh, pelo cardeal Cahal Brendan Daly, arcebispo de Armagh, coadjuvado por Emmanuel Gerada, núncio apostólico na Irlanda e por Gerard Clifford, bispo-auxiliar de Armagh.[4][5]

Sucedeu como arcebispo metropolitano de Armagh e Primaz de Toda Irlanda em 1 de outubro de 1996; ele fez a sua entrada solene em 3 de novembro do mesmo ano. Junto, tornou-se presidente da Conferência dos Bispos da Irlanda.[4][5]

Em 17 de outubro de 2007, foi anunciada a sua criação como cardeal pelo Papa Bento XVI, no Consistório de 24 de novembro, em que recebeu o barrete vermelho e o título de cardeal-presbítero de Santos Ciríaco e Julita.[4][5]

Em 8 de setembro de 2014, o Papa Francisco aceitou a sua renúncia ao governo pastoral da Arquidiocese de Armagh em conformidade com o cânon 401 § 1 do Código de Direito Canônico.[6]

Conclaves

editar

Referências

  1. https://web.archive.org/web/20170215023639/http://news.bbc.co.uk/2/hi/europe/8577740.stm
  2. «Brady ashamed of abuse 'failings'». BBC (em inglês). 17 de março de 2010 
  3. Brown, Andrew (17 de março de 2010). «Why Cardinal Brady must go». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  4. a b c d e The Cardinals of the Holy Roman Church
  5. a b c Catholic Hierarchy
  6. «Rinuncia e successione dell'Arcivescovo di Armagh (Irlanda)» (em italiano). Sala de Imprensa da Santa Sé, Rinunce e nomine, 08.09.2014 

Ligações externas

editar

Precedido por
Cahal Brendan Daly
 
Arcebispo de Armagh

19962014
Sucedido por
Eamon Martin
Precedido por
Paul-Marie-André Richaud
 
Cardeal-presbítero de
Santos Ciríaco e Julita

2007
Sucedido por
incumbente