Abrir menu principal

Securing Sex: Morality and Repression in the Making of Cold War Brazil

Securing Sex: Morality and Repression in the Making of Cold War Brazil
Autor(es) Benjamin Cowan
Idioma Inglês
País Estados Unidos
Assunto Anticomunismo e repressão sexual durante a Ditadura militar no Brasil (1964-1985)
Gênero Não-ficção
Linha temporal 2016
Editora University of North Carolina Press
Lançamento 2016
ISBN 978-1-4696-2750-2

Securing Sex: Morality and Repression in the Making of Cold War Brazil é um livro de Benjamin A. Cowan, publicado pela editora da Universidade da Carolina do Norte em 2016.[1]

Depois de muitas publicações que denunciaram os abusos de direitos humanos praticados pela ditadura militar, mas influenciado pela Comissão Nacional da Verdade, Cowan descreve as atitudes das forças conservadoras, expressas pela extrema-direita ativista, que influenciaram o governo do Brasil durante a ditadura militar. No contexto da Guerra Fria e sob a influência do catolicismo e da eugenia, diversas instituições participaram de uma rede transnacional que influenciou as atitudes e leis repressivas dos governos ditatoriais na América Latina nas décadas de 60 a 80. O livro discute o anticomunismo como um tipo de pânico moral que criou uma conspiração de vilões comunistas apresentados como homossexuais depravados, libertinos promíscuos e usuários de drogas responsáveis pela luta armada.[2][3][4][5]

Securing Sex foi extremamente bem recebido pelos acadêmicos brasilianistas, que o consideraram um divisor de águas nos estudos sobre a história do tempo presente relacionados à ditadura brasileira. Os comentários destacaram a abordagem de Cowan no uso de fontes que apresentam as perspectivas da direita e o equilíbrio do livro no uso dessas fontes associadas aos relatos da imprensa da época para compor um novo entendimento da ditadura e suas contradições internas.[6]

SinopseEditar

O livro é derivado da tese de doutorado em história defendida em 2010 por Cowan na Universidade da Califórnia em Los Angeles.[7] Explora a repressão que ocorreu em meados da Guerra Fria no Brasil e em outros locais da América Latina, abordando o assunto pelas vozes e atitudes da direita ativista, baseado em registros de arquivos ainda não utilizados pelos historiadores. Ele descreve como essa direita ativista usou o regime militar no Brasil para propagar a ideia de uma população "modesta" e "moralmente correta", apresentando ainda as atitudes da direita e as leis que foram criadas sob sua influência.[1]

RecepçãoEditar

James Green, da Universidade Brown, fez uma resenha elogiosa de Securing Sex no Journal of Social History (en). Green considerou que o livro abrirá uma nova perspectiva nos estudos sobre a história do tempo presente relacionados à ditadura militar brasileira.[2]

No Journal of Interdisciplinary History, Bryan McCann começa sua análise afirmando que o trabalho de Cowan é uma "importante contribuição para a nossa compreensão da ditadura militar Brasileira de 1964 a 1985", baseada em uma metodologia sólida.[3]

Gregory Mitchell, como Bryan Pitts,[8] relaciona o pânico moral dos anos de chumbo à ascensão das bancadas da bíblia, do boi e da bala, coletivamente denominadas bancada BBB, que participou ativamente do impeachment de Dilma Rousseff.[9]

PrêmiosEditar

Securing Sex ganhou o prêmio de melhor livro de 2017 da seção brasileira da Latin American Studies Association (en).[10]

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. a b Cowan, Benjamin A. (2016). Securing Sex: Morality and Repression in the Making of Cold War Brazil (em inglês). Chapel Hill: UNC Press Books. ISBN 9781469627519 
  2. a b Green, James N. (2017). «Securing Sex: Morality and Repression in the Making of Cold War Brazil. By Benjamin A. Cowan» (requer pagamento). Journal of Social History (em inglês). doi:10.1093/jsh/shx045. The popular unrest of the early 1960s coincided with gradual shifts in sexual and social practices among sectors of the middle classes that positioned themselves against the new political order. Cowan convincingly shows us in a meticulous analysis of documents produced by the military regime and its defenders that the generals went far beyond pursuing communists and corruption, as they tried to purge the nation of its allegedly polluted past. According to his analysis, the new wielders of political power considered that gender disorder and sexual promiscuity among Brazil’s youth, especially the supposed increase in homosexuality, were eroding traditional Christian values, the family, and the state. This moral panic among the regime’s supporters permeated their understanding of modern Brazilian society’s woes and was a driving motivation in their efforts to re-moralize the nation, as manifested in the obligatory “moral and civics” courses required in all schools, to offer one obvious example. 
  3. a b McCann, Bryan (2017). «Securing Sex: Morality and Repression in the Making of Cold War Brazil by Benjamin A. Cowan (review)». Journal of Interdisciplinary History (em inglês). 48 (1): 112–113. ISSN 1530-9169. But Cowan reveals a more prevalent sense on the right that the increasing prominence of premarital sex, homosexuality, birth control, marijuana use, and a host of other cultural transformations in Brazilian society were manifestations of communist conspiracy. 
  4. Halperin, Paula (2018). «Benjamin Cowan, Securing Sex: Morality and Repression in the Making of Cold War Brazil. Chapel Hill: University of North Carolina, 2016. Pp. 324. $85.00 cloth; $32.95 paper.». The Americas (em inglês). 75 (2): 436–438. ISSN 0003-1615. doi:10.1017/tam.2017.171 
  5. Dunn, Christopher (2019). «Securing Sex: Morality and Repression in the Making of Cold War Brazil - by Cowan, Benjamin A.». Bulletin of Latin American Research (em inglês). 38 (1): 109–111. ISSN 1470-9856. doi:10.1111/blar.12935 
  6. Loureiro, Felipe P. (2017). «Securing sex: morality and repression in the making of Cold War Brazil». Cold War History (em inglês). 17 (3): 325–327. ISSN 1468-2745. doi:10.1080/14682745.2017.1341419 
  7. Cowan, Benjamin Arthur (2010). «The Secret History of Subversion: Sex, Modernity, and the Brazilian National Security State» (Resumo. Obra completa requer pagamento) (em inglês). Universidade da Califórnia em Los Angeles. Consultado em 21 de agosto de 2018 – via ProQuest 
  8. Pitts, Bryan (2018). «Securing Sex: Morality and Repression in the Making of Cold War Brazil». Hispanic American Historical Review (em inglês). 98 (2): 343–345. ISSN 0018-2168. doi:10.1215/00182168-4379753 
  9. Mitchell, Gregory (2018). «Benjamin A. Cowan, Securing Sex: Morality and Repression in the Making of Cold War Brazil. Chapel Hill: University of North Carolina Press, 2016. Photographs, acronyms, notes, bibliography, index, 340 pp.; hardcover $85, paperback $32.95, ebook $24.99.» (requer pagamento). Latin American Politics and Society (em inglês). 60 (1): 176–179. ISSN 1531-426X. doi:10.1017/lap.2017.14. Anyone wanting to understand the recent rise and political entrenchment of the Brazilian right-wing Bancada BBB (Bíblia, Boi e Bala, or Bible, Beef, and Bullet Caucus) would do well to read (and heed) Benjamin A. Cowan’s book. Indeed, to read this book is to reckon with the legacies and logics of moral panic that would later resurface amid the more recent overthrow of President Dilma Rousseff by the BBB politicians now embroiled in their own criminal corruption scandals. 
  10. «2017 Section Awards» (em inglês). Latin American Studies Association. Cópia arquivada em 3 de agosto de 2018 

Leituras complementaresEditar