Abrir menu principal
Sedição de 1830
Data 29-30 de novembro 1830
Local Rio Grande do Sul, Império do Brasil
Desfecho Vitória brasileira
Beligerantes
Flag of Brazil (1870–1889).svg Império do Brasil Rebeldes Gaúchos
Rebeldes Alemães
Comandantes
Império do Brasil Dom Pedro I
Império do Brasil Caetano Maria Lopes Gama
João Manuel de Lima e Silva
Alexandre Luís de Queirós e Vasconcelos
Otto Heise
Samuel Gottfried Kerst
   

A sedição de 1830 foi um movimento republicano ocorrido no Rio Grande do Sul em 1830. Organizado por João Manoel de Lima e Silva, comandante do 28° Batalhão de Caçadores,[1] soldados alemães do 28°, entre eles Otto Heise, queriam proclamar a república e investir Samuel Gottfried Kerst como presidente da república.[2] Os sediciosos foram logo presos. Teria tido a participação de Alexandre Luís de Queirós e Vasconcelos, que organizou uma revolta no interior.

O inquérito da revolta não chegou a conclusão alguma, afora prender o major Otto Heise, dois capitães (Samuel Gottfried Kerst, do corpo de engenheiros, e Gaspar Eduardo Stepanousky, do corpo de cavalaria) e alguns civis da colônia, a maioria alemães e que mais tarde foram soltos.[1]

Foi um dos precursores da Revolução Farroupilha.


Referências

  Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.