Abrir menu principal
Segunda Batalha de Tapas
Campanha dácia de Trajano
Data setembro de 101
Local Transilvânia, Romênia
Desfecho Vitória romana
Beligerantes
  Reino da Dácia Império Romano Império Romano
Comandantes
  Decébalo Império Romano Trajano
Forças
~40 000 (estimativas modernas[nota 1] De 9 a 11 legiões: 70 000–80 000 (incluindo auxiliares)
Baixas
Desconhecido Desconhecido
Tapas está localizado em: Roménia
Tapas
Localização de Tapas no que é hoje a Romênia

Segunda Batalha de Tapas (em latim: Tapae) foi uma decisiva batalha da Campanha dácia de Trajano travada em setembro de 101 na qual o imperador romano Trajano derrotou o exército do rei dácio Decébalo. Por outros motivos, a campanha se arrastou até terminar em 102.

Índice

ContextoEditar

Tão logo Trajano se tornou imperador romano, ele começou a planejar sua campanha contra a Dácia, que resultou numa campanha militar entre 101 e 102. A desculpa utilizada foi a falta de respeito de Decébalo com os romanos e o fato de que ele teria deixado de respeitar os termos do tratado de paz firmado depois da Primeira Batalha de Tapas (87-8), depois da Campanha dácia de Domiciano.

Além das nove legiões romanas que já estavam estacionadas na fronteira do Danúbio, Trajano trouxe mais duas, a X Gemina e a XI Claudia, e criou outras duas novas, a II Traiana Fortis e a XXX Ulpia Victrix.

BatalhaEditar

O exército imperial romano cruzou o Danúbio em Viminácio e avançou lentamente pela Dácia. Assim como na campanha anterior, de Domiciano, a batalha foi travada em Tapae ("Tapas"). Os dácios resistiram à ofensiva romana até que uma tempestade começou, o que foi interpretado por eles como um sinal dos deuses e que resultou na decisão de recuar.

ConsequênciasEditar

Como o inverno já estava próximo, Trajano decidiu esperar até a próxima primavera para continuar sua ofensiva contra Sarmizegetusa. Decébalo se aproveitou e, no inverno de 101-2, atacou a Mésia, provocando um grande combate na Batalha de Adamclisi.

NotasEditar

  1. Como a população da Dácia era estimada entre 650 000 e 1 200 000, o que torna altamente improvável um exército na casa das centenas de milhares.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Segunda Batalha de Tapas