Abrir menu principal

Segunda vinda de Jesus (Igreja SUD)

Translation to english arrow.svg
A tradução deste artigo está abaixo da qualidade média aceitável. É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, tente encontrar a página original e melhore este verbete conforme o guia de tradução.
[Este artigo ainda está em fase de conclusão... Por, favor, aguarde ou — se puder — ajude a conclui-lo.]

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias (às vezes dita Mórmons) acredita que haverá uma Segunda Vinda de Jesus Cristo à terra em algum momento no futuro. Entretanto, a Igreja e seus líderes não fazem previsões sobre a data da Segunda Vinda.

De acordo com os ensinamentos desta Igreja, o verdadeiro evangelho será ensinado em todas as partes do mundo antes da Segunda Vinda.[1] Os Santos dos Últimos Dias acreditam que haverá cada vez mais guerras, terremotos, furacões, e outros desastres naturais antes da Segunda Vinda.[2]

Índice

FinalidadeEditar

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ensina que Deus ama a todas as pessoas[3] , tanto àqueles que vivem na Terra atualmente quanto todos àqueles que viveram na terra e já faleceram, e também aqueles que ainda virão à Terra. Sua Teologia sustenta que todas as pessoas, justos e injustos, serão ressuscitadas por causa da expiação de Cristo[4].  Entretanto, para ganhar a exaltação, há certas ordenanças necessárias para cada pessoa, que precisam ser satisfeitas, enquanto na terra, incluindo o batismo, a confirmação, a investidura do templo e o casamento celestial.[5][6][7] A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias acredita que Deus irá fornecer uma maneira para que aqueles que não receberam as ordenanças necessárias para ter o trabalho feito por eles.[8] os seres Humanos não perderão a chance de entrar no Reino Celestial (o mais alto dos Graus de Glória, onde Deus habitará) devido à falta de oportunidade para conhecer o Evangelho Restaurado enquanto vivo. Através do trabalho feito por pessoas vivas nos Templos, e por meio do trabalho missionário realizado no Mundo Espiritual, a igreja afirma que não-membros têm a oportunidade de aceitar estas ordenanças enquanto estiverem no Mundo Espiritual.[9]

Acredita-se que aqueles que morreram e não receberam essas ordenanças serão ensinados na vida após a morte.[10] Este trabalho é feito de maneira semelhante a como o trabalho missionário é feito na vida.[11] acredita-se que na vida após a morte, os indivíduos mantêm suas crenças, o conhecimento e a liberdade de escolha (arbítrio), e eles continuarão a ser capaz de escolher por si mesmos o que eles desejam. Realizar o trabalho de redenção em favor dos falecidos tem efeito sobre eles somente se os mesmos aceitarem. Os espíritos não mudarão sua religião, crenças ou sentimentos, a menos que eles próprios decidam aceitar o trabalho que foi feito por eles nos Templos.[12]

Os Santos dos Últimos Dias atualmente realizam este trabalho ao pesquisar os registros genealógicos de suas famílias, buscando os nomes de pessoas falecidas. A realização das ordenanças como o batismo e o casamento é realizada com pessoas vivas que agem como 'procuradores'. Estas ordenanças são chamadas de vicárias, pois um familiar vivo recebe as ordenanças em favor de seu ente falecido. Os Santos dos Últimos Dias acreditam que este trabalho irá continuar após a Segunda Vinda, quando iniciar-se-á o período que eles conhecem como "Milênio". Nestes 1000 anos, Jesus Cristo retornará à Terra, governará sobre ela[13] e dedicar-se-á à conversão dos justos que permaneceram na Terra e que não são membros da Igreja, e também a este trabalho em favor dos que morreram. Estas duas obras servem como a preparação espiritual para a conclusão da missão de Cristo e do período de testes para as almas humanas na Terra.[14]

TemporizaçãoEditar

De acordo com a Doutrina e Convênios, o que é considerado cânon bíblico na Igreja, "[Filho do Homem] agora reina nos céus e reinará até que desce sobre a terra ... que o tempo está perto, à mão ... mas a hora e o dia nenhum homem sabe, nem os anjos nos céus; nem o saberão até que ele venha."[15]

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ensina que a nenhuma pessoa será dado o conhecimento de quando a Segunda Vinda está para ocorrer. Não há nenhum ensinamento oficial especulando sobre uma data ou hora. Embora este momento não seja conhecido, os Santos dos Últimos Dias acreditam que eventos específicos ocorrerão como sinais antes da Segunda Vinda.[16][17]

EventosEditar

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ensina que Jesus virá em "poder e grande glória."[18] Santos dos Últimos dias acreditam que a pessoa que vai chegar é o mesmo Jesus como aquele que subiu ao céu no Novo Testamento,[19] e que ele ainda tem as marcas dos cravos em suas mãos e pés, que ele recebeu ao ser Crucificado.[20]

SinaisEditar

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ensina que a Terra inteira será ciente da chegada de Jesus, incluindo os não-crentes.[21][22]

Eventos que são especificados nos ensinamentos para ocorrer na Segunda Vinda incluem:

  • Lá aparecerá um grande sinal no céu, e todas as pessoas que devem vê-lo.[23]
  • Os justos que estão sobre a terra serão arrebatados para encontrá-lo.[24][25]
  • Os anjos anunciar seu retorno, o qual todos os moradores da terra o ouvirão, e todo joelho se dobrará.[26][27]

Ações de CristoEditar

A doutrina é bastante específica sobre os eventos que irão ocorrer na Segunda Vinda. Acredita-se que Cristo vai fazer as seguintes coisas, porém nenhuma ordem ou intervalo de tempo está especificada:

  • Cristo irá completar a Primeira Ressurreição. Este evento envolve Jesus ressuscitando todos os que morreram em retidão. A Igreja acredita que o Mundo espiritual é um lugar onde as almas dos mortos residem antes da Segunda Vinda e do Juízo Final[28][29] , mas que este não é o local de descanso final da alma. Eles acreditam que todos os povos da terra serão ressuscitados e receberão seu corpo físico, novamente.[30] A Ressurreição irá acontecendo durante todo o Milênio, conforme o trabalho de redenção das almas, vivos e mortos, for se concluindo. Aqueles que não foram fiéis permanecerão na Prisão Espiritual até a conclusão do Milênio, quando finalmente ressuscitarão.[31]
  • Ele julgará as nações, e dividirá os justos dos iníquos.
  • Os ímpios serão removidos da terra. Todas as coisas impuras serão queimadas, pois a Terra será purificada pelo fogo.[32] As pessoas que forem honradas, independentemente de fé ou crenças, permanecerão na Terra.
  • Os Judeus dos dias atuais serão ministrados pessoalmente por Cristo, tocarão e sentirão as marcas dos cravos nas mãos e nos pés, e chorarão, pois finalmente reconhecerão Jesus como o Messias.[33][34]
  • Jesus vai reinar pessoalmente na Terra. Ele irá estabelecer um governo teocrático e vai inaugurar o novo Milênio.[35]

O MilênioEditar

De acordo com a doutrina de a Igreja de Jesus Cristo, o Milênio é tido como um período de paz e justiça.[36] Durante este tempo, Jesus pessoalmente vai reinar na terra, e Satanás será 'amarrado', e não terá poder sobre as pessoas por causa da sua retidão.[37]

Durante a primeira parte do Milênio, muitos missionários serão necessários em todo o mundo para ensinar as pessoas sobre a Terra, visto que haverão pessoas das mais variadas religiões na face da Terra. No entanto, com o passar do tempo, o trabalho missionário irá diminuir à medida que o conhecimento de que Jesus é o Cristo e o conhecimento sobre o evangelho se espalha.

Durante o Milênio, a maioria do trabalho e das ordenanças necessárias para a salvação daqueles que já morreram serão concluídas. A Igreja ensina que o arbítrio das almas é inviolável, por isso cada alma poderá optar pelas ordenanças feitas vicariamente ou pelas ordenanças realizadas pessoalmente. Doutrinariamente, as pessoas falecidas devem aceitar voluntariamente as ordenanças e a converterem-se os ensinamentos de Cristo por eles para entrar em vigor. Os Santos dos últimos dias acreditam que a família humana árvore de todo o caminho para o Adam vai ter o seu ordenanças do templo concluída. Este trabalho será possível através da ajuda daqueles que foram ressuscitados no ou antes da Segunda Vinda de Cristo.[38]

Os Santos dos Últimos Dias acreditam que a organização familiar continuará durante todo o Milênio da mesma forma como ela é agora.

Perto do final do Milênio, acredita-se que Satanás será solto por um curto período de tempo.[39] neste ponto, o Arcanjo Miguel, que a Igreja ensina ser Adão, levará os justos em uma batalha final contra Satanás e seus seguidores. Satanás e seus seguidores serão lançados em um lugar conhecido como Trevas Exteriores. Embora Satanás tenha sido conhecido como 'Lúcifer' ("portador de luz") e tenha vivido na presença de Deus antes da fundação deste mundo, sua rebelião foi tida como o único pecado imperdoável: a rebelião contra o plano de Deus. Assim, tendo um inegável conhecimento de Deus, de Jesus Cristo e seu plano para a humanidade, ele tenta enganar as pessoas que habitam a terra. As únicas pessoas que que serão lançadas nas Trevas Exteriores junto com Satanás são as que receberam uma certeza inegável da existência de Deus, da divindade de Jesus Cristo e de seu plano, e em seguida negado ou falsificado a verdade que receberam. Estes são conhecidos como os Filhos de Perdição.[40][41]

Acredita-se que no final do Milênio, com todo o trabalho concluído, o Julgamento Final das almas dos seres humanos iniciar-se-á.[42] A Terra vai então receber a sua Glória Paradisíaca ou tornar-se "celestializada", e aqueles que viveram sobre a Terra e que se mantiveram dignos da Glória Celestial, herda-la-ão e viverão com Deus e com Cristo.[43]

Principais sinais anterioresEditar

A Igreja acredita que nenhum homem sabe a hora da vinda de Cristo. No entanto, existem sinais que foram dados e que irão mostrar que a Segunda Vinda está se aproximando.[44] Alguns dos principais eventos, bem como seu cumprimento estão listados abaixo:

A restituição de todas as coisasEditar

O Livro de Atos afirma que, "Arrependei-vos, pois, e convertei -, de que seus pecados podem ser apagados, quando os tempos de refrigério, da presença do Senhor, E ele enviar a Jesus Cristo, que já dantes vos foi indicado a você: Qual convém que o céu receba até os tempos da restauração de tudo, dos quais Deus falou pela boca de todos os seus santos profetas, desde o princípio do mundo."[45] acredita-se que isso significa que deve haver uma restauração de todas as coisas antes da Segunda Vinda. O Livro de Apocalipse diz: "E vi outro anjo voar pelo meio do céu, tendo o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda nação, e tribo, e língua, e povo".[46] Este evangelho que se acredita ser a mesma Igreja que estava na terra quando Cristo estava aqui, inicialmente, e que já foi restaurada à Terra. Em seguida, ela deve ser estabelecida em todo o mundo. A Igreja acredita que a verdadeira igreja, a qual fora originalmente formada, tornou-se corrompida décadas após ser estabelecida por Jesus Cristo. Uma vez que Deus é o mesmo ontem, hoje e sempre,[47] esta restauração precisa ser feito através de revelação divina, por meio de Seus profetas, tal como fôra feito nos tempos da antiguidade.

Atual estado de execução: Maioria cumprida
A Igreja acredita que este processo de restauração foi iniciado com Joseph Smith, quando ele recebeu a Primeira Visão. Ali ele foi chamado para ser o primeiro profeta dos tempos modernos. A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias acredita ser a verdadeira Igreja, a qual recebe diretamente de Deus as instruções sobre seu correto e adequado funcionamento.[48] Eles também acreditam "na mesma organização que existia na Igreja Primitiva, isto é, apóstolos, profetas, pastores, mestres, evangelistas, e assim por diante".[49]

Oposição à restauraçãoEditar

Acredita-se que se há um Deus, também há um diabo. Caso haja na Terra uma verdadeira doutrina ensinada por Deus, então deve também haver uma força que faria tudo para se opor a esta doutrina.[50]

Acreditava estado de execução: Em cumprimento
A Igreja relata que a perseguição dos primeiros santos foi a primeira manifestação deste sinal. A atual localização da sede de Igreja, em Salt Lake City (UT) se deve ao fato de sucessivas expulsões que os santos sofreram enquanto tentavam viver sua religião onde habitavam. Após serem expulsos da cidade de Nauvoo (IL), não havia outra alternativa senão migrarem rumo ao oeste, até chegarem no vale do Lago Salgado. Os pioneiros Santos dos Últimos Dias foram os primeiros habitantes do Meio-Oeste americano, e responsáveis pela colonização de toda aquela região. Hoje, embora mais dispersa pelo mundo, a perseguição ainda existe[51].

EliasEditar

No Livro de Malaquias, foi profetizado que, antes da Segunda Vinda, "Eis que eu vos enviarei Elias , o profeta, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor; E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais".[52]

Acreditava estado de execução: Cumprida
O profeta Elias apareceu ao profeta Joseph Smith em 3 de abril de 1836, e que lhes foram conferidas as chaves para "converter o coração dos pais aos filhos, e dos filhos aos pais".[53] Esta chave é a do poder selador, a qual permite que uma família seja selada para toda a eternidade dentro dos Templos, de forma que continuarão sendo uma família apos esta vida. Apesar de muitas religiões acreditam que Elias ainda virá antes da Segunda Vinda, a Igreja é a maior denominação Cristã que acredita que esta profecia já ocorreu.

A coligação de JudáEditar

O Livro de Isaías declara: "E levantará um estandarte para as nações, e ajuntará os desterrados de Israel, e ajunta os dispersos de Judá dos quatro cantos da terra."[54] A Igreja acredita tanto na Coligação literal quanto na espiritual. O local de coligação espiritual são as capelas, onde os membros se reúnem. A coligação literal dos dispersos de Judá iniciar-se-á no condado de Daviess, no Missouri, em data desconhecida.[55]

Acreditava estado de execução: Cumprido e em andamento
Em 1841, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias enviou o apóstolo Orson Hyde para a Terra Santa, para dedicar aquela região para o retorno do povo Judeu. Na época, havia menos de 5.000 judeus em toda a terra da Palestina.[56] Hoje a Igreja possui mais de 30 mil unidades em quase todos os países do mundo[57].

O proselitismo em IsraelEditar

Um sinal de que ainda tem que é o início do trabalho missionário dentro de Israel. A Igreja acredita que, antes do retorno de Cristo, que o evangelho deve ser ensinado para os que estão em Israel, e a igreja deve estar legalmente estabelecido dentro desses limites.

Acreditava cumprimento estado: Atualmente parada, mas já iniciada.
O proselitismo é permitido dentro de Israel, mas a Igreja se abstém de fazer proselitismo com base em um acordo com o governo de Israel. Todavia, a Igreja possui um terreno em Jerusalém, onde se encontra uma unidade da Universidade Brigham Young.[58]

Templo em JerusalémEditar

A Igreja acredita que haverá um templo construído em Jerusalém. A Igreja SUD é uma das poucas igrejas que acreditam na construção de templos. O templo dentro de Jerusalém serão construídas com uma característica que todos os outros templos SUD não tem. Este templo vai conter um trono, que, às vezes, o Salvador pessoalmente, sentar-se e reinará sobre a casa de Israel.[59]

Sobre o templo em Jerusalém, Orson Pratt declarou, "Haverá um Templo construído em Jerusalém. Quem você acha que vai construí-lo? Você pode pensar que serão os judeus incrédulos que rejeitaram o Salvador. Eu acredito que o que está contido na página 77 do Livro de Mórmon, bem como em muitos outros lugares, no mesmo livro, vai ser literalmente cumprida. O Templo em Jerusalém será, sem dúvida, ser construído por aqueles que não crêem no verdadeiro Messias. A sua construção deverá ser, em alguns aspectos, diferente dos Templos estão sendo construídos. Ele irá conter o trono do Senhor, em que ele, às vezes, pessoalmente, sentar-se, e reinará sobre a casa de Israel, para sempre. Ele também pode conter outros doze tronos, em que os doze Apóstolos antigos irão sentar-se, e julgar as doze tribos de Israel."[60]

Mais recentemente, Bruce R. McConkie declarou: "Quem são aqueles" que estão longe: "quem virá a Jerusalém para construir a casa do Senhor? Com certeza eles são os Judeus que foram dispersos longe. Com que poder e em cuja autorização o trabalho deve ser feito? Há apenas um lugar, debaixo de todo o céu, onde as chaves da construção do templo são encontrados. Só há um povo que sabe como construir templos e o que fazer quando estiver concluída. Estas pessoas são os Santos dos Últimos Dias. O Templo em Jerusalém não será construído por Judeus que se reuniram ali para fins políticos, como no presente. Não será construída por um povo que não sabe nada sobre as ordenanças de selamento e a sua aplicação para os vivos e os mortos. Não vai ser construído por aqueles que não sabem nada a respeito de Cristo e suas leis e os mistérios reservados para o santos. Mas ele será construído por judeus que vieram a Cristo, que mais uma vez estão no verdadeiro rebanho de seu antigo Pastor, e que aprendeu de novo sobre os Templos, porque eles sabem que Elias veio, não para se sentar em uma cadeira vazia em alguns festa Judaica da Páscoa, mas para o Templo de Kirtland, em 3 de abril de 1836, a Joseph Smith e Oliver Cowdery. O templo em Jerusalém será construída por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias. 'Aqueles que estão longe," eles que vêm de uma Americana de Sião, que tem um templo em Salt Lake City virá a Jerusalém para construção de outro templo sagrado em Jerusalém, parte de " a montanha da casa do Senhor.'"[61]

Acreditava cumprimento estado: Pendente
Não há qualquer previsão para a construção de um Templo em Jerusalém.

Duas testemunhas em Jerusalém,Editar

Acredita-se que duas pessoas serão chamadas para pregar o evangelho na terra de Jerusalém, e que eles terão a fé e o poder para causar milagres, como visto no Livro de Apocalipse.[62] Uma vez que eles tem o direito para profetizar, acredita-se que eles são profetas.[63] Esses profetas serão chamados para ensinar o evangelho durante um tempo de grande conflito, e serão capazes de manter as nações reunidas contra Israel na baía de seu ministério. Este conflito é acreditado para ser parte de a batalha do Armagedom, que terá lugar perto de Megido, ou do Vale de Jizreel. Depois de três anos e meio, eles serão mortos por seus inimigos, e seus corpos estarão expostos na rua por três dias e meio. Em seguida, um grande terremoto ocorrerá e eles subirão milagrosamente ao céu. Qualquer um dos doze apóstolos, poderia ser considerado um profeta, como eles são aceitos pela igreja como profetas, videntes e reveladores.

Acreditava cumprimento estado: Pendente
A Igreja SUD, no momento, não faz proselitismo em Israel.

Outros sinais anterioresEditar

De acordo com um Santo dos Últimos dias comentarista,[64] há muitos sinais, muitos dos quais já passaram.

Sign Believed fulfillment state Notes
Apostate darkness covers earth Fulfilled This is believed to be the time between the death of Jesus Christ to restoration of the church.
Many false churches Fulfilled
Spirit to be poured out on all flesh [65] Fulfilled Most LDS members believe this to be the pouring out of knowledge and wisdom, and can be attributed to many discoveries, and the progression of ages (i.e.: the progression out of the Dark Ages)[66]
Discovery and use of printing[67] Fulfilled
Protestant reformation and age of renaissance Fulfilled
Discovery and colonization of America[68] Fulfilled
Establishment of the American nation Fulfilled
Translation and printing of the Bible Fulfilled
Establishment of U.S. Constitution [69] Fulfilled
Latter-day revelation[70][71] Fulfilled
Coming forth of the Book of Mormon[72][73] Fulfilled See above: There must be a restitution of all things
Opposition to the Book of Mormon Fulfilled See above: There will be opposition to the restoration
Restoration of keys and priesthood Fulfilled See above: There must be a restitution of all things
Restoration of the gospel Fulfilled See above: There must be a restitution of all things
Messenger to precede second coming Fulfilled "And even so I have sent mine everlasting covenant into the world, to be a light to the world, and to be a standard for my people, and for the Gentiles to seek to it, and to be a messenger before my face to prepare the way before me."[74] It is generally seen by LDS members that the gospel itself is the messenger, however it could be considered that other messengers have been sent, including Elijah and a modern-day prophet, Joseph Smith.
Church and kingdom set up again Fulfilled See above: There must be a restitution of all things
Growth of the church Fulfilled See above: There must be a restitution of all things
Gathering of Israel Fulfilled See above: The descendants of Judah will gather from the four corners of the earth
Times of Gentiles being fulfilled[75] Fulfilled It is believed that the coming of the Book of Mormon to the American people fulfills this prophecy.
Return of Tribe of Judah to Jerusalem Fulfilled See above: The descendants of Judah will gather from the four corners of the earth
Jews to begin to believe in Christ Fulfilled As Christ taught primarily amongst the Jewish people during his life, most of the early converts to Christianity were Jewish, however according to the Jewish Encyclopedia, "The number of post-Mendelssohnian Jews who abandoned their ancestral faith is very large".[76] Though there is an ongoing process of people being converted to and from the Jewish faith, it is believed that most of the Jewish faith will not believe in Christ until after the Second Coming.
Building of latter-day temples Fulfilled
Lord to come suddenly to temple Fulfilled "As shown in the New Testament and the Book of Mormon, after his resurrection, Jesus Christ can, and also does, appear to people in this latter-day dispensation of the gospel. When these sacred manifestations are for personal instruction, they are not spoken of openly. However, when it is appropriate, the divine communication is made public. It is a principle of the gospel that the Lord Jesus Christ can, and will, manifest himself to his people, including individual members, in his own time, and 'in his own way, and according to his own will' (D&C 88:86)."[77]

One such occasion is as follows:

"One week following the dedication of the Kirtland Temple the Prophet Joseph Smith, with Oliver Cowdery, the Council of the Twelve, and several brethren of the priesthood, partook of the sacrament in the lower room of the temple. After having performed this service to the brethren of the priesthood, Joseph and Oliver retired to the pulpit on the west side of the room, and the veils that secluded them from the other brethren were dropped. The two young men then bowed their heads in solemn and silent prayer. After rising from prayer, the following glorious vision burst before them: We saw the Lord standing upon the breastwork of the pulpit, before us;"[78]

Spirit of Elijah and genealogical research Fulfilled See above: Elijah the prophet is to return to the earth
Persecution of the saints Fulfilled See above: There will be opposition to the restoration
Persecution of the Jews Fulfilled
Peace taken from earth Fulfilled Modern prophets have stated that peace has been removed from the earth, and will not be restored until the Second Coming.[79]
Refusal of men to believe signs of times Fulfilled
Ten tribes to return Fulfilled and in progress According to LDS doctrine, the gathering of Israel is believed to be both the gathering of the tribes of Israel into the membership of the church, and the literal gathering of the tribes of Israel.[80][81][82] It is believed that the house of Israel was scattered abroad across the earth, and most people on the earth have some lineage from the literal house of Israel. A patriarchal blessing given to faithful members is believed to contain within it the lineage from the house of Israel from which the person is descended. If one is not descended from the literal lineage, it is believed that they are "grafted" or adopted into the house of Israel when the person is baptized.[83]
True gospel to be preached to all the world Fulfilled and in progress The LDS Church currently has missionary work in countries throughout the world, and many more countries without missionary work contain members.
Worldly knowledge to increase Fulfilled and in progress
Scientific and inventive progress Fulfilled and in progress
Disease, plague, pestilence to sweep earth Fulfilled and in progress
Elements in commotion Fulfilled and in progress This is commonly believed to be upsets in common weather patterns, possibly caused by global warming and other issues.
Disasters and calamities to abound Fulfilled and in progress
Social unrest, corruption, violence to increase Fulfilled and in progress
Wickedness Fulfilled and in progress
Holy Spirit ceasing to strive with wicked Fulfilled and in progress In the Book of Mormon, those who the Spirit ceased to strive with often became violent and uncaring about their own salvation, or the souls of others. This often resulted in the warfare and destruction of entire groups of people.
Angels now reaping the earth Fulfilled and in progress It is commonly believed that this term refers to both missionary work, and to the destruction of the wicked. At this time missionary work is in progress, however the destruction of the wicked will not occur until the Second Coming.[84][85]
Wars and rumors of wars Fulfilled and in progress
Famines, depressions, and economic turmoil Fulfilled and in progress
Lamanites to blossom as the rose[86] Fulfilled and in progress According to the footnotes on Doctrine and Covenants 49:24, this is referring to the gospel going to the Lamanites, which are believed to be the American Indians.
Sorrow and fear Fulfilled and in progress It is believed that this will get worse as we get closer to the Second Coming.
Beginning of the construction of the Temple of the New Jerusalem in Independence, Missouri Pending In August 1831, the temple grounds were marked with a cornerstone by the leadership of the church, however the Latter-day Saints were evicted from Independence in 1833. A temple was started by the Church of Christ (Temple Lot) in 1927, but was soon abandoned.
Signs on earth and heavens Fulfilled The prophecy of Joel was declared fulfilled by church president Gordon B. Hinckley in a sermon titled, "Living in the Fulness of Times", in the 2001 October General Conference. While some may say that the moon turning to blood can be seen (for example, gazing at it through the smoke of a forest fire will give it a red color), most LDS members do not believe this is a fulfillment of this prophecy yet, and that there is a more dramatic appearance yet to be had. However, there is one recorded experience of such an event that covered a fairly wide area: New England's Dark Day.
The gathering at Adam-ondi-Ahman Pending It is believed that Adam will convene a meeting at Adam-ondi-Ahman to officially turn the government of the human family over to Jesus Christ. It is also believed that other patriarchal prophets throughout the Bible will gather there to return keys of their dispensation to Christ. Such an event as this would most likely not be made public knowledge; thus, fulfillment would be difficult to verify.
Final great war Pending It is believed that the nations will gather near Har Megiddo or the Valley of Jezreel which is located in the north part of Israel near the coast.
Fall of the great and abominable church[87][88] Pending According to LDS teachings the great and abominable church is not a specific denomination, but is composed of those who fight against the saints of God and have their hearts set on the things of the world.[89][90] Its members are not defined by any specific church and includes members from every denomination, including Mormons. According to D&C 88 this event happens in conjunction with the Second Coming.
Special mission in Jerusalem of two latter-day prophets Pending See above: Two witnesses will be called to prophecy and preach within the land of Jerusalem

Veja tambémEditar

NotasEditar

  1. Matthew 24:14 KJV
  2. Doctrine and Covenants 45:26
  3. John 3:16 KJV
  4. "Atonement of Jesus Christ", lds.org.
  5. «Salvation for the Dead». Ensign 
  6. Mark 16:16 KJV
  7. John 3:5 KJV
  8. 1 Corinthians 15:29 KJV
  9. John 5:25 KJV
  10. 1 Peter 4:6 KJV
  11. 1 Peter 3:19 KJV
  12. «Baptisms for the Dead», Gospel Study: Study by Topic, lds.org, LDS Church, consultado em 6 July 2010  |access-date= e |accessdate= redundantes (ajuda); Verifique data em: |acessodata= (ajuda)|access-date= e |accessdate= redundantes (ajuda); Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  13. «10a Regra de Fé -». Consultado em 18 de março de 2019 
  14. «Millennium». True to the Faith. [S.l.: s.n.] 
  15. Doctrine and Covenants 49:6-7
  16. Matthew 24:3 KJV
  17. Doctrine and Covenants 45:38-39
  18. Matthew 24:30 KJV
  19. Acts 1:11 KJV
  20. John 20:20 KJV
  21. Doctrine and Covenants 88:103-106
  22. Joseph Smith–Matthew 1:25-26 (Matthew 24:26-27)
  23. Doctrine and Covenants 88:93
  24. 1 Thessalonians 4:16-17 KJV
  25. Doctrine and Covenants 88:96
  26. Isaiah 45:23 KJV
  27. Doctrine and Covenants 88:103-106
  28. Luke 23:43 KJV
  29. 2 Nephi 9:13
  30. Acts 24:15 KJV
  31. Revelation 20 4-5 KJV
  32. Malachi 4:1 KJV
  33. Zechariah 12:10 KJV
  34. Zechariah 13:6 KJV
  35. Ezekiel 21:27 KJV
  36. Isaiah 2:4 KJV
  37. Revelation 20:3 KJV
  38. «Chapter 45: The Millennium». Gospel Principles. [S.l.: s.n.] 
  39. Revelation 20:7 KJV
  40. «Sons of Perdition», Guide to the Scriptures, Standard Works, LDS Church, consultado em 6 July 2011  |access-date= e |accessdate= redundantes (ajuda); Verifique data em: |acessodata= (ajuda)|access-date= e |accessdate= redundantes (ajuda); Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  41. John 17:12 KJV
  42. “Extracts from William Clayton’s Private Book,” p. 8, Journals of L. John Nuttall, 1857–1904[fonte confiável?]
  43. Doctrine and Covenants 130:7-9
  44. «Preparation for the Second Coming». Ensign 
  45. Acts 3:19-21 KJV
  46. Revelation 14:6 KJV
  47. Hebrews 13:8 KJV
  48. «Signs of the True Church». Ensign 
  49. Articles of Faith 1:6
  50. Doctrine and Covenants 10:12
  51. «Fire at St. George stake center intentionally set, fire officials say». Consultado em 18 de março de 2019 
  52. Malachi 4:5-6 KJV
  53. «Commandments, Calamities, and the Second Coming». Ensign 
  54. Isaiah 11:12 KJV
  55. Adão-ondi-Amã
  56. «The Future of the Holy Land». Ensign 
  57. «Relatório estatístico de 2017 para a Conferência Geral de abril de 2018» 
  58. https://www.state.gov/j/drl/rls/irf/2001/5697.htm
  59. Revelation 7:15 KJV
  60. «Building Temples». Journal of Discourses. 19 
  61. The Millennial Messiah: The Second Coming of the Son of Man. [S.l.: s.n.] 
  62. Revelation 11:3-13 KJV
  63. Doctrine and Covenants 77:15
  64. McConkie, Bruce R. Mormon Doctrine. [S.l.: s.n.] 
  65. Joel 2:28 KJV
  66. «Lesson 35: God Reveals His Secrets to His Prophets». Old Testament: Gospel Doctrine Teacher’s Manual. [S.l.: s.n.] Consultado em 28 de maio de 2018. Arquivado do original em 21 de outubro de 2015 
  67. «Special Witnesses of Christ». Liahona 
  68. Mormon 5:20
  69. «Our Divine Constitution». Ensign 
  70. James 1:5 KJV
  71. Revelation 14:16 KJV
  72. Psalms 85:11 KJV
  73. Ezekiel 37:19-20 KJV
  74. Doctrine and Covenants 45:9
  75. Jeremiah 16:19 KJV
  76. Gottheil, Richard; Kohler, Kaufmann; Broydé, Isaac (1906), «CONVERTS TO CHRISTIANITY, MODERN», in: Singer, Isidore; Adler, Cyrus, Jewish Encyclopedia, New York: Funk and Wagnalls 
    Digital reprint by JewishEncyclopedia.com
  77. Flake, Joel A. (1992), «Jesus Christ: Latter-day Appearances of Jesus Christ», in: Ludlow, Daniel H, Encyclopedia of Mormonism, ISBN 0-02-879602-0, New York: Macmillan Publishing, pp. 736–737, OCLC 24502140  |ISBN= e |isbn= redundantes (ajuda); |oclc= e |OCLC= redundantes (ajuda)|ISBN= e |isbn= redundantes (ajuda); |oclc= e |OCLC= redundantes (ajuda)
  78. «He Lives! For We Saw Him». Ensign 
  79. «A Voice of Warning». Liahona 
  80. «Gathering Scattered Israel: Then and Now». Ensign 
  81. «Israel's 'Other Tribes'». Ensign 
  82. «The 'Other Tribes': Which Are They?». Ensign 
  83. Romans 11:17 KJV
  84. Doctrine and Covenants 31:4
  85. Doctrine and Covenants 86:5
  86. Doctrine and Covenants 49:24
  87. 2 Nephi 28:18
  88. Doctrine and Covenants 29:21
  89. 1 Nephi 13:6-9
  90. «Warring against the Saints of God». Ensign 

Leitura complementarEditar