Abrir menu principal

Wikipédia β

Segundo milénio d.C.

segundo milénio d.C.
XIXIIXIIIXIVXVXVIXVIIXVIIIXIXXX
Novo MundoRevolução AmericanaRevolução FrancesaPeste NegraNapoleão BonaparteTelefoneAeronavesPouso na LuaBomba AtômicaLâmpadaBíblia de Gutenberg
A partir da esquerda, em sentido horário: em 1492, Cristóvão Colombo abriu o caminho do Novo Mundo para a Espanha, inaugurando a Era Moderna; A Revolução Americana de 1776 funda um dos países mais poderosos do planeta, os Estados Unidos; A Revolução Francesa mostra ao mundo a destruição em larga escala das classes sociais; A Bomba Atômica da II Guerra Mundial, o conflito mais letal da história, muda tudo ao estabelecer a noção de extinção humana a partir do holocausto nuclear; Uma fonte alternativa de luz, a Lâmpada, é inventada e amplamente utilizada no fim do milênio; Pela primeira vez na história, um ser humano pisa na Lua em 1969 durante a missão lunar da Apollo 11; Aeronaves tornam-se o meio de transporte mais utilizado através dos céus; Napoleão Bonaparte influencia a França e posteriormente toda a Europa do começo do século XIX em termos de expansionismo e modernização; O telefone de Graham Bell muda a maneira como o mundo se comunica, tanto localmente quanto à distância; Em 1348, a Peste Negra matou mais de 100 milhões de pessoas no planeta, e metade da população européia; Como pano de fundo, um fragmento da Bíblia de Gutenberg, o primeiro livro a ser impresso, em meados da década de 1450.

O segundo milênio d.C. foi o período de tempo que teve início em 1 de janeiro de 1001 e terminou em 31 de dezembro de 2000, abrangendo a Idade Média Plena, a Baixa Idade Média, a Renascença, a Idade Moderna, o Colonialismo, a industrialização e o surgimento dos estados-nação, culminando no século XX com o impacto da ciência e a educação, medicina e vacinação universal. Os séculos de escaladas de conflitos com armas de alta tecnologia (das guerras mundiais e bombas nucleares) são contrabalanceados pela urgência de movimentos pacifistas levados a cabo pelas Nações Unidas, pelo Corpo da Paz, por médicos e enfermeiros que cruzam fronteiras para tratar doenças e ferimentos e o retorno das Olimpíadas como forma de enfrentamento sem combate entre países.

Cientistas prevaleceram em definir a liberdade intelectual, e novas tecnologias são desenvolvidas por governos, indústrias e centros de pesquisa ao redor do mundo, com educação compartilhada por inúmeras conferências internacionais e publicações especializadas. O desenvolvimento da prensa móvel, do rádio, da televisão e da internet ajudaram a propagar informação, e no final do século XX bilhões de pessoas recebiam simultaneamente através de áudio, vídeo e impressos, entre outros meios, produções educativas, noticiosas ou de entretenimento.

A partir século XVI, humanos migraram da Europa, África e Ásia para o Novo Mundo, dando início ao cada vez mais constante processo de globalização. O entrelaçamento de mercados internacionais levou à formação de corporações multinacionais, com escritórios em diversos países. Empreendimentos internacionais reduziram o impacto do nacionalismo no imaginário popular.

A população mundial dobrou durante os primeiros sete séculos do milênio (de 310 milhões em 1000 a 600 milhões em 1700), posteriormente aumentando dez vezes durante seus últimos três séculos, ultrapassando a marca de 6 bilhões em 2000.

Índice

CalendárioEditar

O segundo milênio foi o período de tempo que iniciou-se em 1 de janeiro de 1001 e terminou em 31 de dezembro de 2000. Este é o segundo período de mil anos do Anno Domini.

O calendário Juliano foi adotado na Europa no começo do milênio, e todos os países que utilizaram-no acabaram por adotar o calendário Gregoriano quando do final do Juliano. Sendo assim, a data final é sempre calculada de acordo com o calendário Gregoriano, mas as datas inicias seguem geralmente o calendário Juliano (ou ocasionalmente o calendário Gregoriano proléptico).

Este milênio é considerado popularmente como iniciado e finalizado um ano antes, ou seja, começando no ano 1000 e terminando no final de 1999. Apesar desta ser uma visão incorreta, muitas celebrações públicas pelo fim do milênio foram realizadas na passagem de 31 de dezembro de 1999 para 1 de janeiro de 2000, enquanto a data verdadeira, um ano depois, não recebeu o mesmo nível de comemorações. O equívoco deriva-se da suposição de que existe um ano zero, mas esse não é o caso deste calendário.[1]

CivilizaçõesEditar

EventosEditar

Os eventos desta seção estão organizados de acordo com o geoesquema das Nações Unidas.

  África América Ásia Europa Oceania
Século XI

1043 Eze Nri Ìfikuánim torna-se o primeiro rei do Império de Nri
1054 Dinastia dos Almorávidas é estabelecida[2]
1060 Império de Kanem converte-se ao Islã[2]

1000 Cahokia (atual Illinois, EUA) torna-se capital regional da cultura mississippiana

1008 O Conto de Genji é finalizado[3]
1005 Tratado de Shanyuan é assinado
1044 É publicado Wujing Zongyao, com a receita da pólvora[3]

1054 Grande Cisma do Oriente divide a Igreja Católica
1088 Primeira universidade do mundo é fundada[3]
1095 Primeira Cruzada[3]

 
Século XII

1143 Dinastia Almóada assume lugar dos Almorávidas[2]
1171 Saladino depõe os fatímidas e funda o Império Aiúbida[2]
1173 Aiúbidas conquistam o território de Qasr Ibrim em Núbia[2]

1100 Toltecas estabelecem sua capital em Tula[4]
1124 Arnaldur é consagrado primeiro bispo da Groenlândia[4]
1175 Destruição da civilização Tolteca[4]

1117 Bússola é usada para navegação[3]
1150 Construção de Angkor Wat[3]

1169 Averróis traduz Aristóteles[3]

 
  África América Ásia Europa Oceania
Século XIII

1200 Império Monomotapa é estabelecido no Zimbabwe[2]
1203 Soumaoro Kanté conquista Império Gana[2]
1250 Soldados Mamelucos tomam o Império Egípcio dos Aiúbidas[2]

1200 Chichén Itzá é abandonada[4]
1200 Manco Capac funda o Império de Cuzco[4]
1200 Expansão do estado Chimu de Chimor[4]

1211 Genghis Khan forma seu império[3]

1215 Magna Carta[3]
1260 Consagração da Catedral de Chartres[3]

1200 Taitianos colonizam o Havaí[4]

Século XIV

1324 Peregrinação de Musa I à Meca[3]
1365 Cruzada liderada pelo rei de Chipre saqueia Alexandria[2]
1375 Império Songhai declara sua independência de Mali [2]

1315 Fundação de Tenochtitlán[3]
1350 Nórdicos abandonam a Groenlândia[4]
1350 Guerra entre os Incas e os Chimus[4]

1350 Café começa a ser consumido[3]
1368 Zhū Yuánzhāng expulsa os mongóis do poder[5]

1348 Peste Negra[3]
1350 Florescimento da moda[3]
1382 Bíblia de Wycliffe

1300 Imigração polinésia para a Nova Zelândia[6]
1300 Havaí implementa sistema de castas[7]
1300 Gigantescas estátuas de pedra são erigidas na Ilha de Páscoa[7]

  África América Ásia Europa Oceania
Século XV

1400 Capital da Dinastia Sayfawa é realocada para Borno
1400 Os Funj colonizam Alódia
1496 Espanha conquista Melilha, no Marrocos[2]

1470 Incas conquistam o Império Chimu[4]
1428 Astecas conquistam Azcapotzalco, aliam-se a Texcoco e Tlacopan e tornam-se o estado dominante do México[4]
1492 Descobrimento da América[3]

1407 Começam as obras da Cidade Proibida em Pequim[5]
1431 Reino Ayutthaya conquista Angkor[5]

1413 Filippo Brunelleschi introduz a perspectiva linear[3]
1453 Império Otomano conquista Constantinopla[3]
1439 Invensão da Imprensa por Gutenberg. 1455 É impressa a Bíblia de Gutenberg[3]

1400 Tongas constroem centro cerimonial em Mu'a[7]

Século XVI

1546 Império Songhai conquista Niani
1509 Tráfico negreiro em direção às Américas[3]
1517 Selim I captura o Egito[8]
1535 Conquista de Túnis pelo Sacro Império Romano-Germânico[8]

1535 Europeus descobrem o consumo de tabaco nas Américas
1537 Europeus descobrem o consumo de batata nas Américas
1545 Europeus descobrem prata em Potosí[3]

1517 Publicação das 95 Teses[3]
1543 Publicação de De Humani Corporis Fabrica[3]
1596 Invenção do vaso sanitário em seu formato moderno[3]

1550 Maoris da Nova Zelândia constroem fortificações[9]

  África América Ásia Europa Oceania
Século XVII

1600 É fundado o Reino de Ruanda
1600 É fundado o Reino de Daomé
1644 Tem início a Guerra de Char Bouba[8]

1607 É fundada a Colônia de Virgínia[10]
1624 Ilha de Manhattan é comprada de nativos americanos[10]
1697 Último reduto Maia é conquistado pelos espanhóis[10]

1610 O chá espalha-se pelo mundo[3]
1637 Japão estabelece proibição de contato com estrangeiros[11]

1603 Primeira encenação de Hamlet[3]
1610 Galileo Galilei publica suas observações a respeito de Júpiter[3]
1666 Isaac Newton descobre a gravidade[3]

1600 Dinastia de Tu'i Kanokupolu toma o poder em Tonga[9]
1642 Abel Tasman descobre a Nova Zelândia[12]

Século XVIII

1700 Fim do Império Maravi
1754 Nasce Usman Dan Fodio
1799 Descoberta da Pedra de Rosetta[3]

1742 Atahualpa lidera no Peru revolta indígena contra a Espanha[3]
1776 É publicada a Declaração da Independência dos Estados Unidos[3]

1751 China ocupa o Tibete[11]

1722 Bach compõe O Cravo Bem Temperado[3]
1769 Invenção do motor a vapor[3]

1789 Revolução Francesa
1796 Edward Jenner inventa a vacina[3]

 
  África América Ásia Europa Oceania
Século XIX

1869 É inaugurado o Canal de Suez[3]
1896 Batalha de Adua
1879 Batalha de Isandlwana

1821 Bolívar liberta a Venezuela[3]
1822 Declarada a Independência do Brasil[3]
1876 Thomas Edison funda o primeiro laboratório de pesquisas industriais[3]
1876 Primeira transmissão telefônica[3]

1868 Fim da política de isolamento japonesa[3]

1830 George Stephenson constrói a primeira ferrovia[3]
1859 A Origem das Espécies[3]
1882 Teoria Microbiana da Doença é comprovada[3]

1840 Tratado de Waitangi é assinado[13]
1845 Guerras Maoris[14]

Século XX

1956 Guerra do Suez[15]
1967 Guerra dos Seis Dias[15]
1996 Fim do apartheid[15]

1903 Irmãos Wright realizam o primeiro vôo de um aeronave controlada mais pesada que o ar[3]
1908 Ford constrói o Model T[3]
1928 Primeira transmissão de televisão[3]

1934 Grande Marcha de Mao[3]
1945 Bombardeamentos atômicos de Hiroshima e Nagasaki[3]

1901 Guglielmo Marconi realiza a primeira transmissão de rádio transatlântica[3]

1917 Revolução Russa[3]
1928 Descoberta da penicilina[3]
1933 Adolf Hitler é eleito chanceler da Alemanha[3]

1915 Australianos e neozelandeses engajam-se na Campanha de Galípoli

Notas e referências

  1. «Millennium FAQs - Frequently Asked Questions». When does the Millennium start?. Greenwich2000.ltd.uk. 12 de agosto de 2008. Consultado em 29 de janeiro de 2009 
  2. a b c d e f g h i j k «Africa AD 600–1500». World Timelines. The British Museum. 2005. Consultado em 17 de novembro de 2008 
  3. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax ay az Toast, Scott (19 de fevereiro de 2002). «Top 100 Events of the Millennium». adapted from LIFE Magazine. Scott Toast. Consultado em 14 de novembro de 2008 
  4. a b c d e f g h i j k «Americas AD 1000–1492». World Timelines. The British Museum. 2005. Consultado em 16 de novembro de 2008 
  5. a b c «Asia AD 1200–1500». World Timelines. The British Museum. 2005. Consultado em 23 de novembro de 2008 
  6. Whitmore, Robbie. «Timeline of events in New Zealand history». New Zealand in History. Consultado em 16 de novembro de 2008 
  7. a b c «Oceania AD 1000–1520». World Timelines. The British Museum. 2005. Consultado em 16 de novembro de 2008 
  8. a b c «Africa AD 1500–1850». World Timelines. The British Museum. 2005. Consultado em 23 de novembro de 2008 
  9. a b «Oceania AD 1520–1770». World Timelines. The British Museum. 2005. Consultado em 16 de novembro de 2008 
  10. a b c «Americas 1492–1800». World Timelines. The British Museum. 2005. Consultado em 16 de novembro de 2008 
  11. a b «Asia AD 1500–1800». World Timelines. The British Museum. 2005. Consultado em 23 de novembro de 2008 
  12. "European discovery of New Zealand". Encyclopedia of New Zealand
  13. Michael King (2003). The Penguin History of New Zealand. [S.l.]: Penguin Books. ISBN 0-14-301867-1 
  14. Belich, James (1986). The New Zealand Wars and the Victorian Interpretation of Racial Conflict. [S.l.]: Oxford University Press. ISBN 1-86940-002-X 
  15. a b c «Africa AD 1950–2000». World Timelines. The British Museum. 2005. Consultado em 23 de novembro de 2008