Abrir menu principal
Bionic Six
Os 6 Biônicos (BR)
Logotipo do desenho
Informação geral
Formato Série de desenho animado
País de origem  Estados Unidos
Idioma original inglês
Produção
Produtor(es) Tokyo Movie Shinsha (TMS Entertainment)
Apresentador(es) Jean-Marc Lofficie
Elenco John Stephenson
Carol Bilger
Bobbie Block
Norman Bernard
Arthur Burghardt
Brian Tochi
Exibição
Emissora de televisão original  Estados Unidos Syndication
Transmissão original 26 de Abril de 1987 a 12 de Novembro de 1987
N.º de temporadas 2
N.º de episódios 65 episódios


Bionic Six (Os 6 Biônicos BRA ) foi uma série de animação nipo-americana da década de 80 produzida pelo Tokyo Movie Shinsha Entertainment (atualmente conhecido como TMS Entertainment) e distribuída pela MCA TV. O renomado diretor de animação japonês Osamu Dezaki participou como chefe de supervisão de direção, cujo distintivo estilo (Golgo 13 e Cobra) é evidente.

O enredo era baseado nos seriados, O Homem de Seis Milhões de Dólares e A Mulher Biônica, embora a série não faça parte da franquia.[1][2]

Índice

O começoEditar

A história parte de quando o piloto de testes Jack Bennett e sua família estavam em uma missão sigilosa nas geladas montanhas do Tibete. Jack já era o Biônico 1, trabalhava e treinava sob a tutela do Professor Amadeus Sharp, o cientista que lhe concedeu tais poderes biônicos. Porém durante a missão, uma imensa avalanche soterrou sua esposa Helen e seus quatro filhos (Eric, Maggie, J.D. e Bunji), deixando-os em estado de coma terminal. Jack, mesmo com seus miraculosos poderes, não conseguiu evitar a tragédia. Amadeus deduziu que só existia uma maneira de salvar suas vidas: colocando neles os mesmos implantes biônicos que Jack possuía. Jack concordou e assim nasceram os 6 Biônicos. Agora eles têm superpoderes extraordinários desenvolvidos pela ciência moderna e uma nova missão: lutar contra o perverso irmão mais velho de Amadeus, Wilmer Sharp, que agora sob a alcunha de Dr. Escaravêlho, aterroriza o mundo com seus planos diabólicos de dominação e seus cruéis comparsas.

PersonagensEditar

HeróisEditar

Os 6 Biônicos (Bionic Six)
  • Jack Bennett (Biônico 1 / Bionic-1) - ele é o pai e chefe da família. Casado com Helen Bennett, tem quatro filhos adolescentes, sendo dois biológicos e dois adotivos. Trabalha como piloto de testes e tem a culinária como passatempo, embora suas receitas um tanto "excêntricas" sempre acabam desagradando seus filhos. Seus poderes incluem multi-visão (raios laser, raio-X, visão telescópica) e audição super-aguçada.
  • Helen Bennett (Mãe Biônica / Mother-1) - esposa de Jack Bennett, é mãe carinhosa, risonha e dedicada. Ela tem como poderes psíquicos e telecinesia, sendo bastante similar a Jean Grey dos X-Men).
  • Margareth "Maggie" Bennett (Roqueira / Rock-1) - a filha mais nova dos dois biológicos do casal Bennett, possui personalidade vivaz e impulsiva. Como seu codinome implica, ela adora rock 'n roll e normalmente aparece com fones de ouvido escutando música. Utiliza prefixos como "Mega" e "Ultra" como forma de descrever certas coisas que gosta. Detesta fazer esforço (principalmente no tocante aos estudos) e procura sempre pelo jeito mais fácil e prático de fazer as coisas, o que geralmente causa-lhe um péssimo final. Cursa o décimo ano colégial do AEHS (Albert Einstein High School). Em sua forma biônica ela pode correr a grandes velocidades e dispara raios supersônicos pelos pequenos canhões nos ombros de sua roupa.
  • Eric Bennett (Atleta / Sport-1) - o primogênito dos quatro filhos da família Bennett. Ele é esportivo e energético, tendo como paixão natural o beisebol - esporte com o qual é capitão de time e sonha tornar-se um campeão profissional - cujas expressões e termos ele usa em suas conversas diárias. Possui um certo narcisismo e adora flertar com suas colegas de colégio. Cursa o décimo-primeiro ano colegial do AEHS. Em combate veste um uniforme típico de jogador de beisebol, tendo poderes eletromagnéticos diversos e um taco feito do mesmo tipo de energia, que usa para rebater projéteis inimigos.
  • J.D. (Q.I.) - o mais velho dos dois filhos adotivos, ele tem ascendência africana e é o cérebro da família. Além de estudar pratica pugilismo em suas horas vagas. É mais sério e compenetrado que seus irmãos, mas também sabe participar das brincadeiras e ser mais descontraído na vida quando lhe é conveniente. Ele possui força e inteligência sobrehumanos, além de incrível capacidade de raciocínio rápido e estratégico. Sonha em tornar-se um cientista renomado, assim como o Professor Sharp. Cursa o último ano colegial do AEHS.
  • Bunji (Karate) - o caçula de toda a família. Ele foi adotado pelos Bennett em seu país natal, o Japão, após o desaparecimento (e possível morte) de seu pai biológico, um renomado mestre de artes marciais. Ele é normalmente visto treinando e meditando, para aperfeiçoar sempre suas técnicas marciais. Seu pai algumas vezes aparece-lhe via contato espiritual para auxiliá-lo em seus problemas. Seus poderes biônicos reforçam seus dons marciais (especialmente a força de seus braços e pernas), mas seu maior defeito é ser muito precipitado. Cursa o nono ano colegial do AEHS.
Aliados e amigos
  • Professor Amadeus Sharp - cientista excepcional e amigo de longa data de Jack Bennett. Criou o Projeto Biônico em segredo, financiado pelo governo. Após tornar Jack Bennett o Biônico 1, teve de fazer o mesmo com sua família para salvá-los da morte certa. Mora sozinho em seu museu particular de robótica, no qual mantém seu laboratório e sua base secreta para os Seis Biônicos. É o irmão mais novo de Wilmer Sharp (Escaravêlho).
  • F.L.U.F.F.I. - é o mascote da família Bennett, um gorila robô construído pelo Professor Sharp. Apesar de seu comportamento infantil e não muito inteligente possui um grande coração e uma sólida amizade para com sua família. É mais constantemente visto em companhia de Bunji e adora comer objetos de alumínio - principalmente as panelas e objetos de cozinha de Jack.
  • Os Bandróides - popular banda de robôs desenvolvidos com tecnologia biônica com inúmeros fãs pelo mundo afora, especialmente Maggie. Seu criador e empresário é considerado um dos maiores cientistas do mundo.
  • Kaleidoscópio - não é exatamente um amigo dos Seis Biônicos, mas um ex-comparsa de Escaravêlho até ser traído pelo mesmo. É capaz de usar incríveis hologramas para entrar e sair de qualquer lugar. Se o caso for derrubar Escaravêlho, ele se oferece na hora somente para fugir de fininho depois.
  • Perceptor - antigo assistente do Prof. Sharp no desenvolvimento da tecnologia biônica. Muito impaciente, testou o processo em si mesmo, tendo como resultado a perda da visão, mas que amplificou notavelmente seus outros sentidos. Isso o fez refletir sobre suas atitudes e agora usa seus novos poderes contra o mal usando o nome de Perceptor.
  • Beta-Cyphrons - são dois Cyphrons especiais desenvolvidos com inteligência artificial por Escaravêlho para melhor enfrentar os Seis Biônicos, mas por se recusarem a usar violência foram considerados fracassos e jogados no lixo. Ao se reativarem, resolvem disfarçar-se de humanos para melhor compreender o mundo. Assumindo os pseudônimos de "Rocky Road" e "Tutty Fruity", eles se tornaram amigos dos Bennett, mais tarde descobrindo que eram eles os Seis Biônicos. Depois disto, eles partem então para vivenciar novas experiências.

VilõesEditar

  • Dr. Wilmer Sharp (Dr. Escaravêlho / Dr. Scarab) - irmão mais velho de Amadeus Sharp, é um homem gordo, cruel e insidioso, algumas vezes até com certo grau cômico, diferentemente de seu irmão. Deseja possessivamente a vida eterna e não medirá esforços, mesmo para com Amadeus, em atingir seus pérfidos objetivos. Ele criou seus cinco subordinados (Glove, Chopper, Klunk, Mecânico e Madame-O) a partir de ex-condenados e ex-pacientes psiquiátricos terminais, aos quais concedeu manipulações genéticas e poderes biomecânicos. Nota: na dublagem brasileira, o nome Escaravelho tem sua segunda letra "e" pronunciada com som fechado, ficando "Escaravêlho", daí o acento circunflexo.
  • Glove - homem de pele roxa e trajes militares básicos, cujo nome vem da luva-canhão em sua mão direita, a qual dispara tanto raios laser e de energia concussiva quanto projéteis físicos. Muito inteligente e articulador, ele é também muito traiçoeiro e por muitas vezes conspirou para derrubar Escaravêlho e tomar seu posto de líder, mas sempre falhava e acabava severamente punido por sua traição. Usualmente serve a Escaravêlho como líder de campo em operações e batalhas, mas é suficientemente covarde a ponto de fugir em pânico ao menor sinal de derrota.
  • Madame-O - a única mulher do sexteto maligno, ela é sarcástica e também muito traiçoeira, tal como Glove. Tem cabelos negros eriçados, veste um tipo de traje justo cor-de-rosa com uma máscara de respiração. Possui pele azulada quase branca, personalidade sedutora ao estilo femme fatale, costuma terminar suas frases empregando a palavra "querido(a)" num tom bastante sarcástico e usa uma harpa que dispara raios sônicos.
  • Mecânico - vilão de aspecto brutamontes mas mentalidade infantil e baixa inteligência. Usa ferramentas mecânicas como armas, daí vindo seu nome. Apesar de seu temperamento explosivo, ele adora animais e programas televisivos infantis, tanto que inimigos e até aliados freqüentemente tiram-lhe vantagem por causa disto.
  • Chopper - um guerreiro de pele desbotada que veste roupas de motociclista, manuseia correntes enormes e solta gritos vocais que imitam a aceleração do motor de uma motocicleta.
  • Klunk - parece uma enorme e inarticulada criatura humanóide feita de cola cinzenta. Possui ainda menos inteligência que Mecânico, tanto que seu vocabulário se resume a grunhidos, frases incompletas e palavras desconexas. Apesar de sua limitada capacidade cerebral, ele é muito perigoso em decorrência de sua imensa força e resistência física e habilidade de engloir e destruir rapidamente adversários com seu corpo gosmento. Apesar destes benefícios de batalha, Klunk detesta sua forma atual e serve a Escaravêlho na esperança de tornar-se humano novamente.
  • Cyphrons - robôs de guerra projetados e construídos por Escaravêlho e seus comparsas como capangas básicos. Os 6 Biônicos sempre acabam com eles sem maiores dificuldades.

Sempre que Escaravêlho e seu grupo estão disfarçados e decidem revelar-se, eles esmurram seus punhos contra suas insígnias peitorais e exclamam "Hail Escaravêlho!", similarmente à saudação nazista "Hail Hitler!" (o líder, por sua vez, grita "Hail a mim mesmo!"). Este gesto também tem outra finalidade — ativação de um ampliador temporário de força e velocidade.

DublagemEditar

A dublagem foi realizada pelo estúdio paulista BKS.

Personagem   Voz
Jeff Bennett (Biônico 1) Dráuzio de Oliveira
Jane Bennett (Mãe Biônica) Isaura Gomes
Eric Bennett (Atleta) Wendell Bezerra
Maggie Bennett (Roqueira) Cecília Lemes
J. D. Bennett (Q.I.) Aníbal Munhoz
Bunji Bennett (Karatê) Orlando Viggiani
Professor Amadeus Sharp Waldyr de Oliveira
F.L.U.F.F.I. Mário Jorge Montini
Dr. Wilmer Sharp (Dr. Escaravêlho) Borges de Barros (2ºVoz)
Glove Eleu Salvador
Madame-O Neide Pavani
Mecânico não divulgada
Chopper Flávio Dias
Klunk Mário Jorge Montini

MerchandisingEditar

Action figure

Produzida por LJN em 1986, a linha composta de 13 bonecos (Jack, Helen, J.D., Eric, Meg, Bunji, F.L.U.F.F.I., Doctor Scarab, Glove, Mechanic, Madame-O, Chopper, e Klunk), cinco veículos e um playset. Estes bonecos e veículos foram compostos de plástico e metal fundido com algumas das figuras que têm membros transparentes. Os bonecos foram projetados e com copyright por Paul Samulski em nome da LJN.

Livros

Grosset & Dunlap Publishing produziu o Bionic Six Super Picture Book, uma coleção livros coloridos e em preto e branco de pin-ups do Bionic Six, Dr. Sharp, F.L.U.F.F.I., , e a equipe de Scarab. A arte dos livros foi fornecido por Vince Perez e Lisa Santangelo.[3] Uma revista em quadrinhos de Bionic Six (com arte creditada a "Espinoza & Hooper" [sic]) anunciada em meados de 1988 como lançamento pela editora independente New Comics Group[4] nunca se materializou.


Referências

  1. Memorial do Bionic Six Memorial
  2. Seis Biônicos no InfaTV
  3. Kochman, Charles (1987). Bionic Six. Grosset & Dunlap. ISBN 0-448-19057-5.
  4. Hama, Larry (maio de 1988). Young Master (edição 4). New Comics Group. p. 32.
Bibliografia
  • «Bionics On!». Toon Magazine (em inglês) (14). BlackBear Press. 1997 

Ligações externasEditar