Selton Mello

ator, dublador, diretor e produtor brasileiro

Selton Figueiredo Mello (Passos, 30 de dezembro de 1972) é um ator, dublador, diretor e produtor brasileiro[2] premiado inúmeras vezes por suas personagens em filmes e séries e por sua direção.

Selton Mello
Selton Mello
Nome completo Selton Figueiredo Mello
Nascimento 30 de dezembro de 1972 (48 anos)
Passos, MG
Residência Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileiro
Estatura 1,81m[1]
Parentesco Irmão: Danton Mello
Ocupação
Período de atividade 1981–presente
Prêmios Lista

BiografiaEditar

Nascido em Passos, ainda criança se mudou para São Paulo com sua família. Devido a sua carreira de ator, passou a residir na cidade do Rio de Janeiro. É filho de Dalton Natal Mello e Selva Aretuza Figueiredo de Mello e irmão do também ator Danton Mello.[3]

CarreiraEditar

Seu primeiro trabalho na televisão ocorreu em 1981, quando tinha oito anos, no seriado Dona Santa exibido na Rede Bandeirantes, interpretando Sidney, um dos personagens centrais da trama.[4][5] Em 1983, viveu Raimundo na novela Braço de Ferro, também na Bandeirantes.[6] Em 1984, se transferiu para Rede Globo e integrou no elenco da novela Corpo a Corpo como Ronaldo Pellegrini.[7] Em 1986, participou da primeira fase da novela Sinhá Moça interpretando o escravo alforriado Rafael.[8]

Em seguida, ficou afastado da TV por seis anos, para se dedicar ao cinema e a sua carreira como dublador. Personagens como John Bender, de Clube dos Cinco, e o jovem Indiana de Indiana Jones e a Última Cruzada foram dublados por ele em suas versões brasileiras.[9] Diversos outros filmes como Loucademia de Polícia, Os Goonies[10] e os Karate Kid Parte II e Parte III tiveram suas dublagens feitas por ele.[11] A Nova Onda do Imperador, Irmão Urso[9] e a animação brasileira Uma História de Amor e Fúria são outros que ele participou.[12]

Em 1990, fez sua estreia no cinema através do filme Uma Escola Atrapalhada no papel de Renan.[13][14] Em 1992, retornou as novelas interpretando Bruno em Pedra sobre Pedra.[15] Em 1993 esteve no elenco da novela Olho no Olho interpretando Juca.[16] Em 1994, viveu Vítor Velasquez, um dos personagens centrais da novela Tropicaliente.[17] Em 1995, viveu Antônio Mestieri na novela A Próxima Vítima.[18] Em 1997, interpretou Emanuel na novela A Indomada.[19] Em 1999, protagonizou ao lado do ator Matheus Nachtergaele a minissérie O Auto da Compadecida no papel do nordestino Chicó.[20] No mesmo ano, foi co-protagonista da novela das seis Força de um Desejo interpretando Abelardo Sobral.[21]

Em 2000, foi protagonista da série A Invenção do Brasil feita em comemoração aos 500 anos do Brasil, como Diogo Álvares Corrêa, o Caramuru.[22] Em 2001, protagonizou a minissérie Os Maias interpretando João da Ega.[23] No mesmo ano, protagonizou o filme Lavoura Arcaica como André.[24] Em 2003, integrou no elenco da terceira temporada do seriado Os Normais no papel de Bernardo.[25] No mesmo ano, protagonizou o longa-metragem Lisbela e o Prisioneiro como Leléu Antônio.[26] Em 2004, foi um dos protagonistas da série Os Aspones, interpretando Tales.[27][28] No mesmo ano, apresentou o programa Tarja Preta, exibido no Canal Brasil, onde entrevistava profissionais do cinema e de cultura.[29][30]

Em 2005, viveu Pernambuco Nogueira no filme O Coronel e o Lobisomem.[31][32] Em 2006, estreou como diretor, dirigindo o curta-metragem Quando o Tempo Cair[33] Em 2007, viveu o protagonista Matt na série O Sistema.[34] Em 2008, protagonizou o filme Meu Nome Não É Johnny, interpretando o produtor musical João Guilherme Estrella,[35] e dirigiu o filme Feliz Natal.[36] Em 2009, protagonizou o filme Jean Charles, baseado na história real do brasileiro morto ao ser confundido com terroristas em Londres.[37][38] Em 2010, esteve no elenco da série A Cura no papel do protagonista Dimas Bevilláqua.[39] Em 2011, protagonizou ao lado de Luana Piovani e Débora Falabella, o seriado A Mulher Invisível interpretando Pedro;[40] a série foi baseada no filme lançado em 2009.[41] Também em 2011, protagonizou Billi Pig com Grazi Massafera, onde interpretou Wanderley,[42] e lançou seu segundo filho, O Palhaço, do qual é protagonista, roteirista e diretor[43][44][45] e com o qual ganhou doze Grandes Otelos no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2012.[46]

Em 2012, viveu o protagonista Troy Somerset no filme Reis e Ratos.[47] Também em 2012, passou a viver Caio na série Sessão de Terapia no canal GNT, no qual também é diretor. A série ganhou mais duas temporadas, se estendendo até 2014.[48][49][50] Em 2014, participou do filme anglo-brasileiro Trash - A Esperança Vem do Lixo como Frederico.[51] Em 2016, interpretou Augusto de Valmont, um dos protagonistas da série Ligações Perigosas.[52][53] Também em 2016, fez parte do elenco do último filme de Héctor Babenco, Meu Amigo Hindu, como a personificação da morte.[54][55] Em 2017, dirige, roteiriza e atua em O Filme da Minha Vida, seu terceiro filme.[56][57]

Em 2018, protagonizou a série da Globo Treze Dias Longe do Sol como Saulo Garcez[58] e integrou o elenco da série O Mecanismo, da Netflix, interpretando o protagonista Marco Ruffo. A série teve duas temporadas.[59][60] Em 2020, retornaria as novelas após 23 anos afastado, interpretando o protagonista Dom Pedro II na novela das seis Nos Tempos do Imperador, entretanto a novela foi adiada devido a Pandemia de COVID-19 e sua produção prevê que a novela tenha condições de ir ao ar apenas em 2021.[61][62]

Vida pessoalEditar

Selton não se casou ou teve filhos. O próprio ator não se importa em ser solteiro e solitário, tendo tido poucos relacionamentos duradouros e mantendo uma vida pessoal discreta. Entre 1994 e 1997, namorou a atriz Danielle Winits. Entre 2000 e 2002, namorou a atriz Andréa Leal.[63] Teve um breve relacionamento com Luana Piovani durante as filmagens de A Mulher Invisível, em 2009.[64]

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Ano Título Personagem / Cargo Notas
1981–82 Dona Santa Sidney[4]
1983 Braço de Ferro Raimundo[6]
1984 Corpo a Corpo Ronaldo Pellegrini[7]
1986 Sinhá Moça Rafael (jovem) Episódio: "28 de abril"[8]
1988 Grupo Escolacho Selton Especial de fim de ano[65]
1992 Pedra sobre Pedra Bruno[15]
1993 Você Decide Edu Episódio: "Laços de Sangue"[66]
Olho no Olho Juca[16]
1994 Tropicaliente Vitor Velasquez[17]
1995 A Próxima Vítima Tonico[18]
1996 A Comédia da Vida Privada Luís Eduardo Episódio: "Parece Que Foi Ontem"[67]
Valdemar (Billy Boy) Episódio: "O Grande Amor da Minha Vida"[67]
1997 A Indomada Emanuel[19]
1999 O Auto da Compadecida Chicó[20]
Força de um Desejo Abelardo Sobral[21]
2000 A Invenção do Brasil Diogo Álvares Correia (Caramuru)[22]
Brava Gente Edinho Episódio: "Lira Paulistana"[68]
Retrato Falado Diogo Episódio: "Clarice"[69]
2001 Os Maias João da Ega[23]
Os Normais Nilo Episódio: "Um Sábado Normal"[25]
2002 Copas de Mel Flávio Episódio: "1994"[70]
2003 Os Normais Bernardo Temporada 3[25]
2004 Sitcom.br Homem Episódio: "Medo de Avião"[71]
Os Aspones Tales[27][28]
2004–09 Tarja Preta Apresentador[29][30]
2007 O Sistema Matias / Matt[34]
2010 A Cura Dimas Bevilláqua[39]
2011 A Mulher Invisível Pedro[40]
2012; 19–21 Sessão de Terapia Dr. Caio Barone Temporada 1: Participação[48] / Temporada 4–5: Protagonista[49][50]
2016 Ligações Perigosas Augusto de Valmont[52][53][72]
2018 Treze Dias Longe do Sol Saulo Garcez[58]
2018–19 O Mecanismo Marco Ruffo[59][60]
2021 Nos Tempos do Imperador Imperador Dom Pedro II do Brasil

CinemaEditar

Ano Título Personagem / Cargo Nota
1990 Uma Escola Atrapalhada Renan [13][14]
1994 Lamarca Ivan [73]
1995 Flora Remo Curta-metragem[74]
Razão Pra Crer [75]
1997 O Que É Isso, Companheiro? César / Oswaldo [76]
Guerra de Canudos Tenente Luís da Gama [77]
2000 O Auto da Compadecida Chicó [78]
2001 Lavoura Arcaica André [24]
Caramuru - A Invenção do Brasil Diogo Álvares Correia (Caramuru) [79]
2003 Lisbela e o Prisioneiro Leléu Antônio da Anunciação [26]
2004 Garotas do ABC Salesiano de Carvalho [80]
Nina Namorado de Ana [81]
2005 O Coronel e o Lobisomem Pernambuco Nogueira [31][32]
2006 Quando o Tempo Cair Curta-metragem; direção[33]
Árido Movie Bob [82]
Tarantino's Mind Curta-metragem[83]
2007 O Cheiro do Ralo Lourenço [84]
2008 Meu Nome Não é Johnny João Guilherme Estrella [35]
Os Desafinados Dico [85]
A Erva do Rato Ele [86]
Feliz Natal Direção[36]
2009 A Mulher Invisível Pedro [41]
Jean Charles Jean Charles de Menezes [38]
2010 Federal Dani [87]
Lope Marquês de Navas [88]
2011 O Palhaço Benjamin / Pangaré Também diretor [43][44][44]
2012 Reis e Ratos Troy Somerset [47]
Billi Pig Wanderley [42]
2014 Trash - A Esperança Vem do Lixo Frederico Gonz [51]
2016 Meu Amigo Hindu Morte [54][55]
2017 Soundtrack Cris Também produtor[89]
O Filme da Minha Vida Paco Também diretor[56][57]
2019 Babenco - Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou Ele mesmo

DublagemEditar

Ano Obra Personagem
1983 O Programa de Charlie Brown e Snoopy Charlie Brown [11]
1984 Loucademia de Polícia Jones[10]
1985 Clube dos Cinco John Bender [9]
Os Goonies Brandon Walsh [10]
1986 Karate Kid 2 (2ª Dublagem - Globo) Daniel Larusso [11]
1987 Dinosaucers David [90]
1989 Karate Kid 3 - O Desafio Final Daniel Larusso [11]
Indiana Jones e a Última Cruzada Indiana Jones (jovem) [90]
1990 Linha Mortal Nelson Wright [90]
Duck Tales Asnésio[90]
2000 A Nova Onda do Imperador Kuzco [91]
2003 Irmão Urso Kenai [90]
2009 Reflexões de um Liquidificador Liquidificador[92]
2013 Uma História de Amor e Fúria Homem-Pássaro[12]
2017 Lino - O Filme: Uma Aventura de Sete Vidas Lino [93]

VideoclipesEditar

Ano Título Cargo Cantor
2005 "Flerte Fatal" Diretor / Produtor Ira![94]
2006 "Corpo Fechado" Diretor Nasi[95]
2009 “Esconderijo” Diretor Ana Cañas[96]

TeatroEditar

Ano Título Personagem / Cargo
1987 O Ateneu [97]
1992 Os Meninos da Rua Paulo Capitão dos Camisas Vermelhas[98]
1995 A Luz da Lua [99]
1999–05 O Zelador Mick / Produtor[99]
2001 Esperando Godot Wladimir[100]
2003 Zastrozzi Zastrozzi / Diretor / Produtor [101]

Prêmios e indicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Obra Resultado
1998 Prêmio Contigo! de TV Melhor Ator Coadjuvante A Indomada Venceu[102]
2001 Festival de Havana Melhor Ator Lavoura Arcaica Venceu[103]
Festival de Brasília Melhor Ator Venceu[104]
2002 Mostra de Cinema Latino-americano de Lérida Melhor Ator Venceu[105]
Festival de Cinema de Lima Melhor Ator Venceu[106]
2004 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Melhor Ator Lisbela e o Prisioneiro Venceu[107]
Prêmio ACIE de Cinema Melhor Ator Indicado[108]
Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro[109] Melhor Ator Indicado
Prêmio Qualidade Brasil Melhor Apresentador Tarja Preta Venceu[110]
2006 Prêmio Contigo! de Cinema Nacional Melhor Ator Coadjuvante (popular) O Coronel e o Lobisomem Venceu[111]
Cine PE Melhor Ator Coadjuvante Árido Movie Venceu[112]
Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa Melhor Ator Coadjuvante Venceu[113]
Festival do Rio Melhor Ator O Cheiro do Ralo Venceu[114]
Festival Internacional de Cinema de Punta Del Este Melhor Ator Venceu[114]
Festival Internacional de Cinema de Guadalajara Melhor Ator Venceu[115]
Prêmio SESC/SATED Melhor Ator Venceu[116]
2007 Prêmio Contigo! de Cinema Nacional Melhor Ator Coadjuvante Árido Movie Indicado[117]
Prêmio Qualidade Brasil Melhor Ator O Cheiro do Ralo Indicado[118]
Troféu APCA Melhor Ator Venceu[119]
Prêmio Faz Diferença - O Globo Segundo Caderno Cinema Venceu[120]
2008 Prêmio ACIE de Cinema Melhor Ator Indicado[121]
Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Melhor Ator Indicado[122]
Festival Paulínia de Cinema Melhor Diretor Feliz Natal Venceu[9]
Festival de Cinema de Goiânia Melhor Diretor Venceu[9]
Los Angeles Brazilian Film Festival Melhor Diretor Venceu[9]
Prêmio Contigo! de Cinema Nacional Melhor Ator Meu Nome Não É Johnny Venceu[123]
Festival Internacional de Cinema de Miami Melhor Ator Venceu[124]
Prêmio Qualidade Brasil Melhor Ator Venceu[125]
Brazilian Film Festival of Toronto Melhor Ator Venceu[126]
2009 Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa Melhor Ator Venceu[127]
Prêmio Vivo de Cinema Brasileiro Melhor Ator Venceu[128]
Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Melhor Ator Venceu[129]
Prêmio ACIE de Cinema Melhor Ator Indicado[130]
Melhor Diretor Feliz Natal Indicado[130]
Prêmio Bravo! Prime de Cultura Artista Prime do Ano Homenagem Venceu[131]
Prêmio Quem de Cinema Melhor Ator Jean Charles Venceu[132]
Prêmio Contigo! de Cinema Nacional Melhor Ator Indicado[133]
2010 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Melhor Ator Indicado[134]
Melhor Ator A Mulher Invisível Indicado[134]
Prêmio ACIE de Cinema Melhor Ator Indicado[135]
Prêmio Qualidade Brasil Melhor Ator de Minissérie A Cura Indicado[136]
Prêmio Extra de Televisão Melhor Ator Indicado[137]
2011 Prêmio Contigo! de TV Melhor Ator em Série ou Minissérie Indicado[138]
Prêmio Extra de Televisão Melhor Ator A Mulher Invisível Indicado[139]
2012 Prêmio Faz Diferença - O Globo Segundo Caderno Cinema O Palhaço Venceu[140]
Festival Internacional de Chicago Melhor Diretor Revelação Venceu[141]
Troféu APCA Melhor Diretor Venceu[142]
Prêmio ABC de Cinematografia Melhor Edição (com Marília Moraes) Venceu[143]
Grande Prêmio Brasileiro de Cinema Melhor Filme de Ficção
Melhor Diretor
Melhor Ator
Melhor Roteiro Original (com Marcelo Vindicatto)
Melhor Montagem de Ficção (com Marília Moraes)
Venceu[144]
Prêmio ACIE de Cinema Melhor Filme
Prêmio Blockbuster Brasil
Venceu[145][146]
Festival Paulínia de Cinema Melhor Diretor de Ficção
Melhor Roteiro (com Marcelo Vindicatto)
Venceu[145]
Prêmio Quem de Cinema Melhor Ator Venceu[147]
Festival de Cinema da Lapa Melhor Diretor Venceu[148]
Festival Internacional de Cinema de Toronto Melhor Ator Venceu[149]
Festival de Cine Iberoamericano de Huelva Prêmio de Audiência Venceu[150]
Festival Sesc Melhores Filmes Melhor Filme (júri)
Melhor Diretor (popular)
Melhor Ator (júri)
Venceu [151]
Prêmio Contigo! de Cinema Nacional Melhor Diretor (júri) Venceu[152]
Melhor Ator (júri)
Melhor Roteiro (júri)
Indicado[153]
Melhor Ator (popular) Billi Pig Venceu[152]
2017 Festival de Cinema da Lapa Melhor Diretor O Filme da Minha Vida Venceu[154]
Melhor Roteiro (com Marcelo Vindicatto) Venceu[154]
2018 Mostra de Cinema Latino-americano de Lérida Menção Especial Venceu[155]
Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Melhor Ator Coadjuvante Indicado[156]
Melhor Roteiro Adaptado Indicado[156]
2021 Melhores do Ano - RD1 Melhor Ator Nos Tempos do Imperador Indicado[157]
Prêmio F5 Melhor Ator de Novela Pendente[158]
Melhores do Ano NaTelinha Melhor Ator Pendente[159]
Prêmio Glow Melhor Ator/Atriz Pendente[160]
Melhores do Ano Melhor Ator de Novela Pendente[161]
Prêmio Contigo! Online Melhor Ator de Novela Pendente[162]

Referências

  1. «Selton Mello: "Cuidei melhor dos personagens que de mim"». Armando Antero. 1 de julho de 2009. Consultado em 25 de dezembro de 2020 
  2. «Selton Mello». Pure People. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  3. «Selton Mello recebe surpresa dos pais e declara: 'Isso é o verdadeiro berço de ouro'». Gshow. Consultado em 28 de julho de 2019 
  4. a b «Selton Mello estreou com 9 anos, no seriado 'Dona Santa', na Band, em 1982 (foto da novela 'Corpo a Corpo', de 1984). Em 2016, foi indicado ao Globo de Ouro, mas não levou a estatueta». Pure People. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  5. Xavier, Nilson. «Dona Santa». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  6. a b Xavier, Nilson. «Braço de Ferro». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  7. a b Xavier, Nilson. «Corpo a Corpo». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  8. a b Xavier, Nilson. «Sinhá Moça». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  9. a b c d e f Bernadette, Leticya. «Diretores brasileiros: Selton Mello». 365 filmes. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  10. a b c Coneglian, Júnior. «Você lembra das dublagens que esses famosos fizeram?». Leia Já. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  11. a b c d «Animação Uma Família Feliz com voz de Juliana Paes surpreende filhos». Os Paparazi. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  12. a b «Uma História de Amor e Fúria». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  13. a b «Selton Mello». Memória Globo. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  14. a b «Uma Escola Atrapalhada». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  15. a b Xavier, Nilson. «Pedra sobre Pedra». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  16. a b Xavier, Nilson. «Olho no Olho». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  17. a b Xavier, Nilson. «Tropicaliente». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  18. a b Xavier, Nilson. «A Próxima Vítima». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  19. a b Xavier, Nilson. «A Indomada». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  20. a b Xavier, Nilson. «O Auto da Compadecida». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  21. a b Xavier, Nilson. «Força de um Desejo». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  22. a b Xavier, Nilson. «A Invenção do Brasil». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  23. a b Xavier, Nilson. «Os Maias». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  24. a b «Lavoura Arcaica». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  25. a b c Xavier, Nilson. «Os Normais». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  26. a b «Lisbela e o Prisioneiro». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  27. a b «Melhor: Selton Mello, em Os Aspones». Gazeta do Povo. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  28. a b Xavier, Nilson. «Os Aspones». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  29. a b Arantes, Silvana. «"Tarja Preta" é recomendável antitédio». Folha de S.Paulo. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  30. a b Contreiras, Tatiana. «Selton Mello estreia temporada do Tarja Preta entrevistando Rodrigo Santoro no Canal Brasil». O Globo. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  31. a b «O Coronel e o Lobisomem». CinePlayers. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  32. a b «O Coronel e o Lobisomem». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  33. a b «Quando o Tempo Cair». Porta Curtas. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  34. a b Xavier, Nilson. «O Sistema». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  35. a b «Meu Nome não é Johnny». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  36. a b «Feliz Natal». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  37. «Selton Mello se identifica com Jean Charles». Caras. 16 de junho de 2009. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  38. a b «Jean Charles». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  39. a b Xavier, Nilson. «A Cura». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  40. a b Xavier, Nilson. «A Mulher Invisível». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  41. a b Xavier, Nilson. «A Mulher Invisível». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  42. a b Adoro Cinemal. «Billi Pig». Consultado em 4 de setembro de 2020 
  43. a b «O Palhaço». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  44. a b c «Dentre os nacionais da Mostra 'O Palhaço' é o mais luminoso - Veja.Abril.com.br». Veja. 2 de novembro de 2011. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  45. «Filme 'O Palhaço', de Selton Mello, chego aos cinemas espanhóis». G1 com Agência EFE. 15 de abril de 2013. Consultado em 17 de agosto de 2017 
  46. Fonseca, Rodrigo. «'O palhaço' é o Vencedor do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro». O Globo. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  47. a b «Reis e Ratos». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  48. a b «Sessão de Terapia». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  49. a b Kogut, Patrícia. «'Sessão de terapia' será a primeira parceria entre GNT e Globoplay». O Globo. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  50. a b Matos, Thaís. «'Sessão de terapia' volta com Morena Baccarin e Selton Mello: 'Mundo precisa de psicólogo'». G1. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  51. a b «Trash - A Esperança Vem do Lixo». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  52. a b «Selton Mello fala sobre volta a TV na minissérie Ligações Perigosas». Diário de Pernambuco. 23 de dezembro de 2015. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  53. a b Xavier, Nilson. «Ligações Perigosas». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  54. a b «'Meu amigo hindu', filme de Hector Babenco, estreia dia 3 de março». G1. 22 de janeiro de 2016. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  55. a b «Meu Amigo Hindu». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  56. a b Guerra, Flávio. «Selton Mello volta a abordar questões familiares ao dirigir o seu 3º filme». Uol. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  57. a b «O Filme da Minha Vida». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  58. a b Xavier, Nilson. «Treze Dias Longe do Sol». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  59. a b «O Mecanismo». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  60. a b «Selton Mello protagoniza a série O mecanismo da Netflix; confira entrevista». Correio Braziliense. 20 de março de 2018. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  61. «Após nova suspensão de novelas, medo de demissões toma conta da Globo». Metrópoles. 23 de julho de 2020. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  62. «Nova novela das seis da Globo vai estrear um ano após o previsto». Metrópoles. 7 de julho de 2020. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  63. «Ensaio: Andréa Leal». Istoé Gente. 2003. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  64. «Selton Mello: "Eu me sinto um sobrevivente"». Quem. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  65. «Selton Mello». Memória Globo. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  66. Xavier, Nilson. «Você Decide». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  67. a b Xavier, Nilson. «A Comédia da Vida Privada». Teledramartugia. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  68. Lemos, Rafael. «Selton Mello, de volta à TV, quer fazer 'coisa para milhões'». Veja. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  69. «Retrato Falado». Consultado em 4 de setembro de 2020 
  70. «Copas de Mel». Memória Globo. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  71. «Sitcom.com». Memória Globo. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  72. «Resumo de 'Ligações Perigosas': conheça os personagens e a trama da nova minissérie da TV Globo». Gshow. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  73. «Lamarca». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  74. «Remo». Porta Curtas. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  75. «Razão para Crer». Cinemateca. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  76. «O Que É Isso, Companheiro?». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  77. «Guerra de Canudos». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  78. «O Auto da Compadecida». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  79. «Caramuru - A Invenção do Brasil». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  80. «Garotas do ABC». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  81. «Nina». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  82. «Árido Movie». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  83. «Tarantino's Mind». Porta Curtas. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  84. «O Cheiro do Ralo». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  85. «Os Desafinados». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  86. «A Erva do Rato». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  87. «Federal». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  88. «Marquês de Navas». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  89. «Soundtrack». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  90. a b c d e Ramos 2010, p. 39.
  91. Ramos 2010, p. 38-39.
  92. «Reflexões de um Liquidificador». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  93. «Lino - Uma Aventura de Sete Vidas». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  94. Muraro, Cauê. «Selton Mello diz se sentir 'mais criativo' como diretor que como ator». G1. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  95. Takano, Andréia. «Selton Mello faz Nova Parceria com Nasi». OFuxico. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  96. «Selton Mello dirige clipe da paulistana Ana Cañas». Clic RBS. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  97. «Em homenagem a Damião, "O Ateneu" traz nova geração de atores». Atelier. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  98. Cerrone, Lucia (1992). «Os Meninos da Rua Paulo». Centro Brasileiro de Teatro para a Infância e Juventuve (Cbtij). Consultado em 4 de setembro de 2020 
  99. a b «Selton Mello encena o zelador no municipal». Prefeitura de Santos. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  100. «Esperando Godot (Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro)». Istoé. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  101. «Espetáculo "Zastrozzi marca estréia de Selton Mello na direção». Folha Online. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  102. «3º Prêmio Contigo! - Vencedores». Contigo!. Consultado em 11 de abril de 2012. Arquivado do original em 11 de abril de 2009 
  103. «"Lavoura Arcaica" ganha quatro prêmios no Festival de Havana». Folha Online. 2001. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  104. «"Lavoura Arcaica" e "Samba Riachão" vencem 34.º Festival de Brasília» 
  105. Scoparo 2017, p. 313.
  106. Fonseca, Rodrigo (2020). «'Lavoura Arcaica': 45 anos de um marco da prosa». Estadão. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  107. «Débora Falabella lembra filme 'Lisbela e o Prisioneiro': "Carinho muito grande"». Marie Claire. 2020. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  108. «2004 - 2ª Edição». Prêmio ACIE de Cinema. 2004. Consultado em 4 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 2020 
  109. «9º Prêmio Guarani :: Premiados de 2003». Consultado em 29 de outubro de 2021 
  110. «Personagem marcante fez Selton Mello "descobrir" o humor». Tribuna. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  111. Lettiere, Giovani. «A Lista de Vencedores do Prêmio Contigo! de Cinema». O Globo. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  112. «"Árido Movie" é grande vencedor do Cine-PE». Folha de S.Paulo. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  113. Miranda, Marcelo. «Brasil domina premiações no III Cineport». O Tempo. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  114. a b Felicia, Carla. «Eu não tenho a manha de ficar gatinho». IstoÉ Gente. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  115. Mesquita, Lígia. «Três razões para assistir "O Cheiro do Ralo", por Selton Mello». Ego Notícias. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  116. «Vencedores do Prêmio SESC/SATED». BH Eventos. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  117. «"Confira a lista completa dos indicados ao 2º Prêmio Contigo!». Gazeta do Povo. 2002. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  118. «Rio de Janeiro - 2007 - Prêmio Arte Qualidade Brasil». Prêmio Qualidade Brasil. Consultado em 4 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 2018 
  119. Deminco, Bruno. «Selton Mello e Danton Mello». IstoÉ Gente. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  120. «Noite estrelada». Revista Quem. 2008. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  121. «2008 - 5ª Edição». Prêmio ACIE de Cinema. 2008. Consultado em 4 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 2019 
  122. «O Cheiro do Ralo - Curiosidades». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  123. Meneghini, Carla. «Premiação de cinema consagra 'Tropa de elite'». G1. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  124. «'Meu nome não é Johnny' vence Festival em Miami». Correio Braziliense. 2008. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  125. «Selton Mello e Wagner Moura recebem Prêmio Qualidade Brasil». Cine Click. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  126. «Filme sobre sete anões brasileiros é premiado no Canadá». NSC Total. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  127. «"Estômago" é o mais premiado do Cineport com quatro troféus». Jornal da Paraíba. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  128. «Telecine exibe "Meu Nome Não É Johnny" em abril». Folha Online. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  129. «Corujão exibe o sucesso nacional 'Meu Nome Não é Johnny', terça». Rede Globo. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  130. a b «Confira abaixo os filmes indicados e vencedores de todas as edições do Prêmio ACIE de Cinema». Prêmio ACIE de Cinema. 2009. Consultado em 4 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 2018 
  131. «Selton Mello é eleito artista do ano no 5º Prêmio Bravo! - Cultura». Estadão. Consultado em 16 de outubro de 2019 
  132. «Conheça os vencedores do 3º Prêmio QUEM Acontece». Revista Quem. 2010. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  133. Rito, Regina. «Dira Paes vai apresentar prêmio de cinema no Rio». Terra. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  134. a b «Confira a lista dos vencedores do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro». Cenas de Cinema. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  135. «2010 - 7ª Edição». Prêmio ACIE de Cinema. 2019. Consultado em 4 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 2019 
  136. «Categoria Televisão - 2010 - Prêmio Arte Qualidade Brasil». Prêmio Arte Qualidade Brasil. Consultado em 4 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 2016 
  137. «Hebe Camargo é a grande estrela do Prêmio Extra 2010». Uol. Consultado em 29 de novembro de 2011 
  138. «Ti-Ti-Ti é a Grande Vencedora da 13ª Edição do Prêmio Contigo! de TV». Vírgula. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  139. Redação Extra Online (29 de novembro de 2011). «Prêmio Extra de TV: Gabriel Braga Nunes leva o prêmio de melhor ator pelo vilão Léo». Extra Online. Consultado em 29 de novembro de 2011 
  140. Gobbi, Nelson. «Prêmio Faz Diferença: 'Receber este troféu é reafirmar a importância da Produção Cultural', diz Vladimir Brichta». O Globo. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  141. Gonçalves, Andrey. «O Palhaço». TNOnline. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  142. Mendes, Felipe. «APCA entrega prêmios aos Melhores de 2011». Leia Já. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  143. «Prêmio ABC 2012 - Associação Brasileira de Cinematografia». Associação Brasileira de Cinematografia (ABC). Consultado em 4 de setembro de 2020 
  144. Martinez, Leo (15 de outubro de 2012). «Filme 'O Palhaço' é destaque no Grande Prêmio de Cinema Brasileiro». Globo.com. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  145. a b «Quem é Quem no Cinema - Selton Mello». Filme B. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  146. «Prêmio ACIE de Cinema consagra "O Palhaço" e "Elvis & Madona"». Revista de Cinema. 8 de maio de 2012. Consultado em 25 de fevereiro de 2017 
  147. «Os premiados no 5º Prêmio QUEM». Baladain. 2011. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  148. «2012 - V FESTIVAL». Festival de Cinema da Lapa. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  149. «Selton Mello é melhor ator em Festival de Cinema Brasileiro em Toronto». JC Net. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  150. «'O palhaço' ganha três prêmios em festival de Cinema de Huelva». G1. 2012. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  151. «O filme 'O Palhaço' faturou seis prêmios no 38º Festival Sesc Melhores». Caras. 8 de maio de 2012. Consultado em 25 de fevereiro de 2017 
  152. a b «'O Palhaço' é o grande vencedor do 7º Prêmio Contigo! de Cinema». Terra. 2012. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  153. «7º Prêmio Contigo! de Cinema: a votação já está aberta». AIB News. Consultado em 21 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 7 de novembro de 2017 
  154. a b «"João, o maestro" é o grande vencedor do 10º Festival de Cinema da Lapa». Revista News. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  155. «O Filme da Minha Vida». Jangada. 2018. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  156. a b «Com 15 indicações, 'Bingo' é favorito no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2018». O Globo 
  157. «Melhores do Ano – RD1 elege destaques de 2021 na TV e na música». Spin Off. 12 de novembro de 2021. Consultado em 16 de novembro de 2021 
  158. «Prêmio F5: Veja indicados e vote nos destaques do entretenimento em 2021». Folha de São Paulo. 16 de novembro de 2021. Consultado em 16 de novembro de 2021 
  159. «Melhores do Ano 2021». Natelinha. 21 de novembro de 2021. Consultado em 22 de novembro de 2021 
  160. «Prêmio Glow 2021». Glow News. 4 de novembro de 2021. Consultado em 26 de novembro de 2021 
  161. «Melhores do Ano: veja a lista oficial dos indicados ao prêmio em 2021». Gshow. 28 de novembro de 2021. Consultado em 28 de novembro de 2021 
  162. «Prêmio Contigo Online: Conheça os indicados» 

BibliografiaEditar

  • Ramos, Alexandre Pires de Oliveira (2010). Ah Moleque! O humor na Animação Dublada. Brasília: Centro Universitário de Brasília (UniCEUB) 
  • Scoparo, Tânia Regina Montanha Toledo (2017). Entre Romance e Filme: Leitura e Ensino em Lavoura Arcaica. Londrina: Universidade Estadual de Londrina 

Ligações externasEditar

 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Selton Mello
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Selton Mello