Sena Sugar Estates

A Sena Sugar Estates Ltd. foi uma empresa agroindustrial dedicada à produção de açúcar a partir de cana-do-açúcar, inicialmente formada com recurso a capitais maioritariamente britânicos, à qual foram concedidas extensas subconcessões de terras sob administração da Companhia da Zambézia, em Luabo e Marromeu, próximo da foz do rio Zambeze, e uma grande plantação de copra nas imediações de Chinde. A empresa, agora propriedade de um consórcio formado entre o Estado moçambicano e uma empresa das ilhas Maurício, foi reactivada em 2007 com o nome de Companhia de Sena[1].

HistóriaEditar

A Sena Sugar Estates Ltd. teve origem na transformação em 1920 da Companhia do Assucar de Moçambique, uma empresa fundada em 1890 por John Peter Hornung e um pequeno grupo de investidores que resolveram explorar extensas propriedades de cana-de-açúcar que possuíam no vale do rio Zambeze, em Moçambique.

Sendo então Moçambique era uma colónia portuguesa, a empresa viu-se na necessidade de construir uma refinaria de açúcar em Lisboa com o objectivo de abastecer o mercado metropolitano português. Construída em Alcântara, nas proximidades do cais por onde desembarcariam as ramas, a refinaria foi inaugurada a 12 de Março de 1909, na presença do rei D. Manuel II de Portugal[2], recebendo o nome de Alcântara - Refinaria Colonial. A capacidade anual instalada era então de 20 000 toneladas de açúcar, principalmente açúcar areado branco e amarelo. Em 1950, a Refinaria Colonial autonomizou-se permanecendo as acções na posse da Sena Sugar Estates Ltd., tendo o nome alterado para SIDUL - Sociedade Industrial do Ultramar, SA[3].

  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.

Notas

  1. Açúcar - Sena volta a produzir cana no Luabo.
  2. «Industria Nacional». O Século. Illustração Portugueza. 2ª (161): 359. 22 de março de 1909. Consultado em 30 de março de 2022 
  3. História da Sidul Arquivado em 22 de setembro de 2008, no Wayback Machine..

Ligações externasEditar