Abrir menu principal

Senhora (telenovela)

Senhora
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Romance
Duração 45 minutos
Criador(es) Gilberto Braga
Baseado em Senhora de José de Alencar
Desenvolvedor(es) Rede Globo
País de origem  Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Herval Rossano
Elenco Norma Blum
Cláudio Marzo
Fátima Freire
Alberto Pérez
Zilka Salaberry
Osmar Prado
Paulo Ramos
Miriam Pires
Tema de abertura "Aurélia" - Orquestra Waltel Branco
Tema de encerramento Aurélia - Orquestra Waltel Branco entre outras músicas
Exibição
Emissora de televisão original Rede Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
Transmissão original 30 de junho de 197517 de outubro de 1975
N.º de episódios 80
Cronologia
O Noviço
A Moreninha

Senhora é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo no horário das 18, entre 30 de junho e 17 de outubro de 1975, em 80 capítulos, substituindo O Noviço e sendo substituída por A Moreninha.[1] Foi a "novela das seis" exibida pela emissora. É uma versão do romance homônimo, de José de Alencar, sendo adaptada por Gilberto Braga com direção de Herval Rossano. Foi a primeira novela global em cores no horário das seis da tarde. Foi reprisada entre 5 de abril a 23 de julho de 1976, às 13h30, substituindo Helena e sendo substituída por sua predecessora original, O Noviço.

Conta com Norma Blum, Cláudio Marzo, Fátima Freire, Alberto Pérez, Zilka Salaberry, Osmar Prado, Paulo Ramos e Miriam Pires nos papeis principais.

EnredoEditar

Aurélia é uma moça bondosa e pobre, que vive com a mãe Emília e o irmão Pedrinho, em uma casa alugada e trabalha na casa da arrogante Adelaide Amaral para ajudar nas contas. O pai dela é filho de um rico fazendeiro que nunca teve coragem de assumir a família humilde, vindo visitá-los uma vez ao mês. A moça se apaixona pelo jornalista Fernando Seixas e é correspondida, porém ele a deixa para se casar com a arrogante Adelaide, que lhe oferece um alto dote que poderá salvar sua família da falência e de ser despejada, enquanto a amada nada tem. Enquanto isso a vida de Aurélia entra em desgraça, quando seu pai é morto por assaltantes e sua mãe sofre um infarto ao descobrir o acontecido. A vida começa a mudar quando ela recebe a herança milionária de seu avô paterno, que lhe reconheceu como neta antes de também morrer e deixou uma das maiores fortunas do Brasil.

Após desaparecer por um ano, Aurélia retorna ao Rio de Janeiro como uma das mulheres mais ricas e sofisticadas do Brasil. Ela tem que lidar, porém, com seu tio Lemos, que entra na justiça para tornar-se tutor de seus bens, uma vez que ela é mulher, tendo como comparsa a governanta Firmina. Aurélia manda que ofereçam à Fernando – que ainda é noivo de Adelaide – um dote três vezes maior para que ela se case com ma moça misteriosa, não deixando que lhe digam que é ela. No dia do casamento, no entanto, ela revela toda a verdade: que mandou "comprar" um marido para expor a todos que Fernando é um interesseiro. Fernando então tem que provar seu real valor no casamento, provando para Aurélia que a ama verdadeiramente e que só fez o acordo para salvar sua família.

ElencoEditar

Ator Personagem
Norma Blum Aurélia Lemos Camargo
Cláudio Marzo Fernando Seixas
Fátima Freire Adelaide Amaral (Amaralzinha)
Alberto Pérez Sr. Lemos
Zilka Salaberry Firmina Mascarenhas
Osmar Prado Torquato Ribeiro
Paulo Ramos Eduardo Abreu
Miriam Pires Camila Seixas
Felipe Wagner Manuel Tavares do Amaral
Cleyde Blota Maria do Carmo Amaral
Lúcia Alves Maria Seixas (Mariquinhas)
Elisa Fernandes Nicota Seixas
Ivan Setta Tadeu
Fausto Rocha Jr. Alfredo Moreira
Roberto Bolant Pedro Emílio Camargo Júnior (Pedrinho)
Diana Morel Santa
Maria do Rocio Lísia Soares
Gracinda Freire Donana
Nestor de Montemar Fagundes
Cléa Simões Anastácia
Darcy de Souza Bernardina
André Valli Armando
Chica Xavier Rosa
Antônio Pompeo João de Deus
Norma Sueli Neuza Ribeiro
Pietro Mário Távora

Participações especiaisEditar

Ator Personagem
Ida Gomes Emília Camargo
Moacyr Deriquém Pedro Camargo
Antônio Victor Sr. Lourenço Camargo

Trilha sonoraEditar

  1. "Quem Sabe?" - Francisco Petrônio e Dilermando Reis
  2. "Ontem Ao Luar" - Paulo Tapajós
  3. "Aurélia" - Orquestra Waltel Branco
  4. "Recordando" - Orquestra Romanza

Referências

  1. «Senhora - 1975». Teledramaturgia. Consultado em 15 de dezembro de 2015 
  Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.