Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para o viés editorial na mídia em massa, veja Sensacionalismo.
Sensacionalista
Slogan Isento de verdade
Proprietário(s) Nelito Fernandes
Requer pagamento? não
Gênero Humor
País de origem Brasil
Idioma(s) Português
Lançamento 2009
Posição no Alexa 3564.º no Brasil[1]
Endereço eletrónico www.sensacionalista.com.br

O Sensacionalista é um noticiário satírico eletrônico brasileiro.[2] Em 15 de junho de 2018, ocupou a posição 3 564.ª no Brasil, segundo o Alexa.[3] Dispõe de um canal no Youtube,[4] contava com 2,3 milhões de seguidores no Facebook, 11 milhões de visitantes únicos por mês e 25 milhões de visualizações em março de 2016.[5][6]

O sucesso de seu humor gerou uma versão audiovisual, um telejornal de notícias fictícias no canal Multishow, chamado Jornal Sensacionalista.[7]

HistóriaEditar

Sua criação foi em 2009 por Nelito Fernandes, que trabalhou como redator do programa humorístico Casseta & Planeta, da Rede Globo, e sob a inspiração no norte americano The Onion e no brasileiro Cocadaboa.[8]

O Sensacionalista aumentou sua popularidade durante as eleições de 2014 e do processo de impeachment de Dilma Rousseff, o criador do site acredita que o sucesso é resultado de uma política em que "todo mundo é um alvo e ninguém está a salvo", diante da crise o site virou destaque na imprensa internacional e foi comparado tanto ao americano The Onion quanto ao francês Le Gorafi.[9][10]

O sítio foi processado em 2015 pelo deputado federal evangélico Marco Feliciano (PSC-SP), que pediu para não virar mais objeto de piadas e exigiu indenização por danos morais pelas postagens já publicadas. As alegações do deputado, entretanto, não foram acatadas pela justiça.[11][12]

LivroEditar

O livro Sensacionalista foi publicado pela editora Belas Letras.

Referências

  1. «How popular is sensacionalista.com.br?» (em inglês). Alexa. Consultado em 15 de junho de 2018 
  2. «Google dá resposta divertida ao site Sensacionalista». Consultado em 7 de março de 2016 
  3. «How popular is sensacionalista.com.br?». alexa.com. Consultado em 15 de junho de 2018 
  4. «Vídeos | Sensacionalista». 6 de agosto de 2016 
  5. «'Sensacionalista' concorre com a realidade e ri à toa em tempos de crise - BBC Brasil». BBC Brasil. Consultado em 30 de março de 2016 
  6. «Com humor que não toma partido, Sensacionalista vira fenômeno nas redes sociais». revistaepoca.globo.com. Consultado em 9 de abril de 2016 
  7. «Sensacionalista e isento de verdade». Estadão. 28 de Março de 2011. Consultado em 7 de Março de 2016 
  8. Carvalho, Lucas. «"Isento de verdade", site Sensacionalista brinca com o noticiário e faz sucesso na web». Consultado em 7 de Março de 2016 
  9. «Sensacionalista, le Gorafi « do Brasil »». Le Monde.fr (em francês). Consultado em 30 de março de 2016 
  10. «In Turbulent Times, One Source Keeps Brazil Laughing». Forbes. Consultado em 27 de março de 2016 
  11. «Feliciano processa Sensacionalista por se sentir 'abalado moralmente e torturado'». HuffPost Brasil. Consultado em 30 de março de 2016 
  12. «Marco Feliciano perde ação contra Sensacionalista na Justiça». Brasileiros. Consultado em 30 de março de 2016. Arquivado do original em 16 de abril de 2016 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um website é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.