Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde outubro de 2011). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sergio Corbucci
Nascimento 6 de dezembro de 1927
Roma,  Itália
Morte 1 de dezembro de 1990 (62 anos)
Roma, ITA
Ocupação Cineasta

Sergio Corbucci (Roma, 6 de dezembro de 1927Roma, 1 de dezembro de 1990) foi um diretor de cinema e roteirista italiano. É conhecido por seus spaghetti westerns, e junto com Sergio Leone e Sergio Sollima, é considerado um dos grandes diretores do gênero.

CarreiraEditar

Irmão do escritor italiano e diretor Bruno Corbucci (que trabalhou na composição de roteiros para vários filmes dele), nasceu em Roma (Itália) em 06 de dezembro de 1927. Ele começou sua carreira filmado alguns filmes de baixo orçamento e pouco reconhecimento.

Seu primeiro marco comercial foi o culto western spaghetti "Django" (1966), estrelado por Franco Nero, que fez dele um dos mais destacados diretores italianos junto com Sergio Leone, e um dos diretores mais produtivos do país. Seu mais famoso filme do gênero foi "Il grande silenzio" (1968), um drama cheio de spaghetti westerns e drama, com um protagonista silencioso e um psicopata mal. Este filme foi censurado (ainda não lançado em alguns países, como foi o caso da Espanha), devido à sua violência explícita.

Nas décadas de 70 e 80, Corbucci dirigiu principalmente comédias, muitos deles estrelando o ator Adriano Celentano. Seus filmes tem sido raramente tratado com seriedade e respeito, muitas vezes sendo considerado de segunda categoria. No entanto, Corbucci permaneceu fiel a si mesmo, e se tornou um diretor cult.

Ele faleceu em 1 de dezembro de 1990 em sua cidade natal, Roma.

FilmografiaEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um cineasta é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.