Sete Quedas

Município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Sete Quedas (desambiguação).

Sete Quedas é um município brasileiro da região Centro-Oeste, situado no estado de Mato Grosso do Sul.

Sete Quedas
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Sete Quedas
Bandeira
Brasão de armas de Sete Quedas
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "7Quedas"
Gentílico setequedense
Localização
Localização de Sete Quedas em Mato Grosso do Sul
Localização de Sete Quedas em Mato Grosso do Sul
Mapa de Sete Quedas
Coordenadas 23° 58' 12" S 55° 02' 09" O
País Brasil
Unidade federativa Mato Grosso do Sul
Municípios limítrofes Tacuru, Paranhos, Japorã e Corpus Christi (Paraguai)
Distância até a capital federal: 1 486 km
estadual: 470 km[1]
História
Fundação 13 de maio de 1980 (40 anos)
Emancipação 22 de junho de 1981 (39 anos)
Aniversário 13 de maio
Administração
Distritos
Prefeito(a) Francisco Piroli (PSDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 825,925 km²
 • Área urbana  est. Embrapa[3] 2,515 km²
População total (est. IBGE 2011[4]) 11 768 hab.
 • Posição MS: 49º
Densidade 14,2 hab./km²
Clima subtropical (Cfa)
Altitude [5] 407 m
Fuso horário Hora do Amazonas (UTC−4)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[6]) 0,789 alto
 • Posição MS: 28º
Gini (est. IBGE 2003[7]) 0,420
 • Posição MS: 12º
PIB (IBGE/2008[8]) R$ 85 887,712 mil
 • Posição MS: 60º
PIB per capita (IBGE/2008[8]) R$ 7 835,04
Outras informações
Padroeiro(a) Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Dados históricosEditar

Fundada em 13 de maio de 1980, seu nome provavelmente foi uma homenagem ao Salto de Sete Quedas, situado no Rio Paraná, que foi desintegrado para dar lugar a Hidrelétrica de Itaipu ne mesma época.

GeografiaEditar

O município está situado no sul da região Centro-Oeste do Brasil, a uma latitude 23º58'13" sul e a uma longitude 55º02'08" oeste. Situa-se a 470 km da capital estadual, Campo Grande, e a 1 486 km da capital federal (Brasília). Ocupa uma superfície de de 825,925 km², representando 0.2313% do Estado, 0.0516% da Região e 0.0097% de todo o território brasileiro. Faz fronteira ao sul com Corpus Christi, no Paraguai, ao norte com o município de Tacuru, ao leste com o município de Japorã e ao oeste com o município de Paranhos. Está a -1 hora com relação a Brasília e -4 com relação a Meridiano de Greenwich.

Está a uma altitude de 407 m. O município de Sete Quedas encontra-se se na Região dos Planaltos Arenítico-Basálticos Interiores, com unidade geomorfológica; Divisores das Sub-Bacias Meridionais. Apresenta Modelados Planos-P, relevo plano, geralmente elaborado por várias fases de retomada erosiva; Modelados de Dissecação – D, com relevos elaborados pela ação fluvial e Modelados de Acumulação Fluvial – Af, área plana resultante de acumulação fluvial sujeita a inundação periódica. A predominância é de solos minerais não hidromórficos, Argissolos bem desenvolvidos, profundos e, geralmente, bem drenados. Variam muito quanto à fertilidade, com textura predominantemente arenosa e média e Gleissolos.

Localiza-se na região de influência do Cerrado. A vegetação revela o domínio da Floresta Estacional Semidecidual, apresentando fisionomias de Cerrado e, devido às ações antrópicas, vem cedendo lugar às atividades agropecuárias, ampliando o domínio da pastagem. Está sob influência da Bacia do Rio da Prata. O rio Iguatemi é afluente pela margem direita do rio Paraná e sua nascente se localiza no município de Aral Moreira; limite entre os municípios de Tacuru e Sete Quedas.

ClimaEditar

Cidade mais fria do estado. Está sob influência do clima subtropical (Cfa) do sul de Mato Grosso do Sul e apresenta índice efetivo de umidade com valores anuais vaiando de 40 a 60%. A precipitação pluviométrica anual varia entre 1.500 a 1.700mm anuais, excedente hídrico anual de 800 a 1.200mm, durante cinco a seis meses e deficiência hídrica de 350 a 500mm, durante quatro meses.

É uma das cidades mais frias de Mato Grosso do Sul devido a três fatores a seguir: Sua latitude/posição sul ao trópico de capricórnio, sua altitude em relação a outros municípios do estado e sua posição em relação à recepção de massas polares vindas da Argentina passando pelas fronteiras paraguaias adicionadas com a umidade advindas do pantanal e da região amazônica, fator ao qual mantém-se sempre mais fresca que as demais cidades do estado. Possível ocorrência de geadas.

Segundo dados da estação meteorológica automática do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) no município, em operação desde junho de 2008, a menor temperatura registrada em Sete Quedas foi -0,1 °C em 18 de julho de 2017 e a maior atingiu 40,6 °C em 30 de outubro de 2019. O menor índice de umidade relativa do ar (URA) foi de 10%, nas tardes dos dias 28 de agosto de 2010, 13 de setembro de 2010, 9 de outubro de 2016 e 9 de setembro de 2018. A rajada de vento mais forte alcançou 25 m/s (90 km/h) em 31 de outubro de 2019.[9][10]

Dados climatológicos para Sete Quedas
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 37,3 37,8 38,4 36 32,6 31,6 32,5 35,6 39,6 40,6 37,2 37,4 40,6
Temperatura máxima média (°C) 31 30,5 28,7 26,2 23,6 22,6 24,2 26 26,6 28,7 30,1 29,2 27,3
Temperatura média (°C) 25,4 25 23,6 20,9 18,2 16,4 17,5 19,2 20,4 22,3 23,8 23,9 21,4
Temperatura mínima média (°C) 19,9 19,5 18,5 15,6 12,9 10,3 10,8 12,5 14,2 15,9 17,6 18,7 15,5
Temperatura mínima recorde (°C) 13,9 14,2 9,4 6,5 5,4 0,4 -0,1 2 1,9 9,4 10,9 12 -0,1
Precipitação (mm) 148 150 131 134 130 102 87 76 126 180 188 188 1 640

Fontes: Climate-data.org (médias)[11] e Instituto Nacional de Meteorologia
(INMET) (recordes de temperatura: 03/06/2008-presente)[9][10]

DemografiaEditar

Sua população estimada em 2011 era de 10.768 habitantes.

EconomiaEditar

As principais fontes de renda são a pecuária bovina, soja e o cultivo da mandioca.

Referências

  1. «Mapas e rotas». Guia 4 Rodas. Consultado em 3 de novembro de 2011 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Urbanização das cidades brasileiras». Embrapa Monitoramento por Satélite. Consultado em 30 de julho de 2008 
  4. «Estimativa Populacional 2011» (PDF). Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2011. Consultado em 13 de setembro de 2011 
  5. «Mato Grosso do Sul». Embrapa. Consultado em 19 de julho de 2011 
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  7. «Indice GINI». Cidade Sat. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2000. Consultado em 06 de agosto de 2011. Arquivado do original em 30 de abril de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  8. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  9. a b Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). «Estação: SETE QUEDAS (A751)». Consultado em 29 de julho de 2020 
  10. a b INMET. «Gráficos». Consultado em 29 de julho de 2020 
  11. «DADOS CLIMATOLÓGICOS PARA SETE QUEDAS». Consultado em 29 de julho de 2020. Cópia arquivada em 29 de julho de 2020 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Imagens e media no Commons
  Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.