Abrir menu principal

Shûbun

filme de 1950 dirigido por Akira Kurosawa
(Redirecionado de Shubun)
Shûbun
No Brasil Escândalo
O Escândalo
em japonês 醜聞
 Japão
1950 •  p&b •  104 min 
Direção Akira Kurosawa
Roteiro Akira Kurosawa
Ryuzo Kikushima
Elenco Toshirô Mifune
Shirley Yamaguchi
Yôko Katsuragi
Noriko Sengoku
Eitarô Ozawa
Takashi Shimura
Shinichi Himori
Ichirô Shimizu
Género comédia dramática
Música Fumio Hayasaka
Idioma japonês

Shûbun (bra Escândalo[1][2] ou O Escândalo[3]) é um filme japonês de 1950, dirigido por Akira Kurosawa.

SinopseEditar

  Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Ichiro Aoye (Toshirō Mifune), um jovem pintor famoso, acidentalmente encontra uma jovem cantora famosa, Miyako Saijo (Shirley Yamaguchi), enquanto passa as férias nas montanhas. Após descobrir que ambos estão ficando no mesmo hotel, ele a oferece uma carona para onde eles estão se hospedando. No caminho, eles são reconhecidos por fotógrafos do tablóide "Amour", que seguem os dois. Como Saijo recusa uma entrevista aos fotógrafos, eles tramam sua vingança tirando uma foto do casal tendo uma conversa inocente e a publicam com a legenda "A história de amor de Miyako Saijo". Durante o circo subsequente promovido pela mídia, Aoye se aproxima de um advogado, Hiruta, interpretado por Takashi Shimura, que o aconselha a processar a revista. Aoye concorda mas Hiruta, desesperado por presentear sua filha doente de cama Masako (Yôko Katsuragi), aceita um suborno do editor da revista para cancelar o julgamento. Depois de passar uma noite embriagado fora com Aoye, Hiruta tem uma revelação de que não é tarde para se fazer a coisa certa e, impressionado pela gentileza de Aoye e Saijo para com a sua filha Masako, e pelo próprio desgosto de Masako pelo jeito com o qual ele vinha lidando com o caso, Hiruta confessa tudo e, apesar de ter sua licença de advogado caçada, sua reputação está salva e a revista "Amoure" perde o caso. O filme termina com uma nota triste sobre a morte de Masako.[carece de fontes?]

  Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Referências

  1. «Escândalo». Brasil: CinePlayers. Consultado em 11 de julho de 2019 
  2. «Escândalo». Brasil: AdoroCinema. Consultado em 11 de julho de 2019 
  3. SANTIAGO, Luiz (19 de abril de 2018). «Crítica: O Escândalo (1950)». Brasil: Plano Crítico. Consultado em 11 de julho de 2019 
  Este artigo sobre um filme japonês é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.