Abrir menu principal
Sibel Kekilli
Em 2017, no Festival de Berlim
Nascimento 16 de junho de 1980 (39 anos)
Heilbronn,  Alemanha Ocidental
Ocupação Atriz

Sibel Kekilli (Heilbronn, 16 de junho de 1980) é uma atriz alemã de cinema e televisão e ex-atriz de filmes pornográficos. Ela ganhou atenção pública ao estrelar em 2004 o filme Gegen die Wand, vencendo o Deutscher Filmpreis, o prêmio mais prestigiado do cinema alemão. Kekilli é mais famosa por seu trabalho na série norte-americana Game of Thrones, onde ela interpreta Shae.

Índice

Vida e carreiraEditar

Kekilli nasceu em Heilbronn, Alemanha Ocidental, filha de uma família turca. Seus pais foram para a Alemanha em 1977, sendo descritos por sua filha como muito liberais.[1] Depois de deixar a escola aos 16 anos, ela conseguiu se tornar uma assistente administrativa no governo local, trabalhando na eliminação de resíduos municipais por dois anos. Ela se mudou para Essen em 2002, trabalhando como vendedora, porteira, faxineira, gerente de um clube norturno, garçonete, promoter e modelo.

Em 2002, trabalhando em um shopping de Colônia, ela foi descoberta por um diretor de elenco, que a chamou para um teste para um papel em um filme.[2] Ela conseguiu o papel principal depois de competir com outras 350 atrizes. O filme, Gegen die Wand, foi lançado em 2004 e foi um grande sucesso de público, recebendo vários prêmios em festivais de cinema, incluindo o Deutscher Filmpreis, o mais importante do cinema alemão. As filmagens foram cansativas para Kekilli, entretanto, e ela teve de passar por uma apendicectomia durante as gravações na Turquia.[3] Após o filme, ela também teve de fazer uma rinoplastia.[1]

Pouco tempo depois do lançamento de Gegen die Wand, o tablóide alemão Bild-Zeitung revelou que ela anteriormente havia trabalhado em filmes pornográficos usando o nome artístico "Dilara".[4] Tal relato gerou um escandalo público que fez com que seus pais cortassem relações com ela.[1] Kekilli venceu o Prêmio Bambi por sua atuação em Gegen die Wand; durante seu discurso de agradecimento, ela reclamou as lágrimas sobre o "abuso da mídia" e a "suja campanha de difamação" contra ela.[5] O Bild-Zeitung foi mais tarde reprimido pela Deutscher Presserat, a instituição de controle das publicações alemãs.

Kekilli estrelou em 2006 o filme Eve Dönüş, interpretando a esposa de um homem injustamente preso e condenado; ela venceu o prêmio de melhor atriz no Antalya Golden Orange Film Festival. No mesmo ano ela interpretou uma mulher judia no filme Der Letzte Zug. Em 2009 ela participou do filme Die Fremde como Umay, uma jovem turca que deixa Istanbul para reencontrar sua família em Berlim; ela venceu seu segundo Deutscher Filmpreis pelo papel no filme.[6]

Em 2011, Kekilli apareceu em dois episódios da primeira temporada da série de televisão norte-americana Game of Thrones no papel da prostituta Shae. O autor dos romances A Song of Ice and Fire em que a série é baseada, George R. R. Martin, também co-produtor executivo do programa, elogiou a escolha da atriz para o papel, dizendo que seu teste foi "extraordinário", complementando ao dizer que ela conseguia fazer com que o público "se apaixonasse por [Shae] também".[7] Para a segunda temporada, Kekilli foi promovida ao elenco principal.

Vida pessoalEditar

Kekilli atualmente vive em Hamburgo. Ela apoia a organização Terre des Femmes em seu trabalho contra a violência em famílias de origem islâmicas. Em dezembro de 2006, em uma evento anti-violência doméstica promovido pelo jornal turco Hürriyet em Berlim, ela afirmou "Eu mesma tive experiências de violência física e psicológica vistas como normais em famílias muçulmanas. Infelizmente, a violência pertence a cultura islâmica". Seu depoimento fez com que o consul da Turquia deixasse a sala.[8]

Referências

  1. a b c «Biografie - Sibel Kekilli». Yahoo! Movie Deutschland (em alemão). Consultado em 5 de abril de 2012. Arquivado do original em 5 de abril de 2012 
  2. Fasel, Andreas (7 de março de 2004). «"Man erkennt sich"». Welt (em alemão). Consultado em 5 de abril de 2012 
  3. «Gegen die Wand - Pressehrft» (PDF) (em alemão). Polyfilm.at. 2004. Consultado em 5 de abril de 2012 
  4. «From Bare to Bear for Ex-Porn Queen». DW (em inglês). 18 de fevereiro de 2004. Consultado em 5 de abril de 2012 
  5. «Goldene Rehkitze für Hanks, Kekilli und Elton John». Spiegel (em alemão). 19 de novembro de 2004. Consultado em 5 de abril de 2012 
  6. Vogel, Elke (23 de abril de 2010). «"Das weiße Band" räumt bei Gala zehn Lolas ab». Welt. Consultado em 5 de abril de 2012 
  7. Martin, George R. R. (28 de julho de 2012). «You Guys Are Scary Good, the Sequel». Not a Blog (em inglês). LiveJournal. Consultado em 5 de abril de 2012 
  8. Gülfirat, Suzan (4 de dezembro de 2006). «Eklat um Sibel Kekilli in Berlin». Der Tagesspiegel (em alemão). Consultado em 5 de abril de 2012 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Sibel Kekilli