Abrir menu principal


Sidney Rigdon foi um dos primeiros conversos e líder da Igreja restaurada em 1830 e no começo de 1840. Sidney seviu durante algum tempo como Primeiro Conselheiro de Joseph Smith na Primeira Presidência da Igreja. Mais tarde ele apostatou e foi excomungado em 1844.

Série temática sobre os
Santos dos Últimos Dias
Salt Lake Temple spires.jpg
História
Primeira Visão
Crise na sucessão
Escrituras-padrão
Livro de Mórmon
Doutrina e Convênios
Pérola de Grande Valor
Bíblia
Importantes líderes
Joseph Smith Jr. · Oliver Cowdery
Sidney Rigdon · Brigham Young
Thomas S. Monson
Publicações Periódicas (em português)
A Liahona
Doutrinas
Regras de fé
Estrutura
Primeira Presidência
Quórum dos Doze Apóstolos
Quórum dos Setenta
Conflitos
Guerra Mórmon · Guerra de Utah
Legião Nauvoo · Batalhão Mórmon
Ramificações
A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Comunidade de Cristo
Bickertonitas · Strangitas
Igreja de Cristo (Lote do Templo)

Quando Joseph Smith foi morto em 1844, houve uma confusão sobre quem deveria sucedê-lo na liderança da igreja. Muitos dos líderes da igreja estavam ausentes de Nauvoo, no momento da sua morte, servindo como missionários ou trabalhando na campanha presidencial de Joseph Smith. Sidney Rigdon estava em Pittsburgh, Pensilvânia, quando ele soube da morte de Smith, e correu de volta para Nauvoo, tornando-se um dos primeiros líderes da igreja a retornar. Ele rapidamente anunciou que tinha o direito de levar a igreja como seu "guardião", até que procedimentos adequados pudessem decidir o próximo presidente da igreja, e que o Quórum dos Doze, não teria o direito de conduzir a igreja. Rigdon, como um dos Doze, tinha sido ordenado por Joseph Smith como um "Profeta, Vidente e Revelador".

A Igreja de Jesus Cristo afirma que a Primeira Presidência tomou quase todas as grandes decisões e liderou a Igreja de Cristo antes da morte de Smith, e como o primeiro conselheiro de Smith, Rigdon achava que ele deveria naturalmente ter sido o líder da igreja após a morte de Smith[3].

Os Santos dos Últimos Dias que seguiram Rigdon se separaram dos seguidores de Brigham Young. Rigdon e seus seguidores estabeleceram em Pittsburgh, Pensilvânia. Em 6 de abril de 1845, Rigdon presidiu uma conferência da Igreja de Cristo, em que ele dizia ser o legítimo continuador da igreja fundada por Smith[4]. William Bickerton estava entre os convertidos pela pregação de Rigdon, e foi batizado em Pittsburgh em 1845. Mais tarde, naquele mesmo ano Bickerton foi ordenado presbítero e logo após um evangelista na igreja[5]. A organização de Rigdon se desfez pouco tempo depois.

Bickerton continuou a pregar e em maio 1851 um ramo da Igreja foi organizada sob a liderança de Bickerton em West Elizabeth, na Pensilvânia. Em uma conferência em 9 de julho de 1861, foi registrado que doze de seus membros foram escolhidos e chamados pelo Espírito Santo para ser apóstolos. A igreja foi fundada em Pittsburgh, Pensilvânia , em junho 1865 com o nome legal de "Igreja de Jesus Cristo dos Green Oak, na Pensilvânia"[6]. Em 5 de abril de 1941, a igreja na Pensilvânia recebeu o título de "A Igreja de Jesus Cristo " de Washington County, Pensilvânia. A igreja hoje está legalmente registrada como "A Igreja de Jesus Cristo" no cartório de registro empresarial do estado da Pensilvânia.



Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.