Sigfrido da Suécia

Sigfrido (em latim: Sigfridus; em sueco: Sigfrid; em alemão: Sigfried, Siegfrid, Siegfried; Glastonbury, Inglaterra, – Växjö, Suécia, 1045) foi um evangelista beneditino na Suécia. Os dados sobre sua vida e morte não são definitivos. Algumas biografias dão-no como morto em 1067. O mais certo é que Sigfrido foi um dos primeiros missionários católicos na Suécia e um dos primeiros missionários ingleses a estender o cristianismo àquele país. É considerado apóstolo das províncias de Småland e Gotalândia Ocidental.

Imagem de Sigfrido, padroeiro da Suécia

PeregrinaçãoEditar

Sigfrido enviou os missionários Ésquilo e Botuído para cristianizar a região do Lago Malar. Diz-se que Sigfrido chegou à localidade de Verêndia, na província da Småland, procedente da Dinamarca, com seus três sobrinhos. Estes foram assassinados perto de Växjö (Växjö), enquanto Sigfrido se encontrava em Gotalândia Ocidental, onde — segundo a Lenda de Sigfrido — teria batizado o rei Olavo, o Tesoureiro em 1008.

Quando regressou a Verêndia, encontrou uma tina de madeira flutuando em um lago com as cabeças de seus sobrinhos, por isso é costume representá-lo com mitra de bispo, um báculo e três cabeças na mão. Sigfrido continuaria realizando pregações e construindo igrejas em todo o sul da Suécia, até morrer, em Växkö, onde repousam seus restos. Suas relíquias foram destruídas no século XVII.

Na liturgia católica o dia 15 de fevereiro é consagrado a são Sigfrido.

Lenda ou história?Editar

Ainda que sua existência seja em geral aceita, os acontecimentos de sua vida não podem ser comprovados, por causa das contradições entre as fontes históricas.

Segundo a Lenda de Sigfrido, ele era arcebispo de Iorque, e teria sido enviado à Suécia por ordem de um certo rei Mildredo, personagem sem existência comprovada.

Contrapondo-se à lenda, o historiador Saxão Gramático afirma que o rei Olavo, o Tesoureiro foi batizado por outro missionário inglês, Bernardo.

Outra versão, provavelmente sob influência da Lenda de Sigfrido, dá conta de que Sigfrido batizou o rei e foi o primeiro bispo de Skara. O historiador Adão de Brema contesta essa versão, pois o primeiro bispo de Skara chamava-se Thurgot, mas admite a existência de Sigfrido.

Historiadores contemporâneos põem em dúvida a localização da sede episcopal de Sigfrido em Växjö.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre a biografia de um(a) santo(a) ou um(a) beato(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.