Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Silva Pinto
Nome completo António José da Silva Pinto
Nascimento 14 de abril de 1848
Lisboa, Portugal
Morte 4 de novembro de 1911 (63 anos)
Lisboa, Portugal
Nacionalidade Portugal Português
Ocupação Escritor, crítico literário, ensaísta, dramaturgo e romancista

António José da Silva Pinto, também conhecido como Silva Pinto (Lisboa, 14 de abril de 1848 — Lisboa, 4 de novembro de 1911), foi um escritor português, crítico literário, ensaísta, dramaturgo e romancista de estética naturalista.

Amigo de Cesário Verde, foi também um dos principais doutrinadores do realismo-naturalismo.[1] Encontra-se colaboração da sua autoria na Revista de arte e de crítica [2] (1878-1879), Ribaltas e Gambiarras [3] (1881) e também na Brasil-Portugal[4] (1899-1914).

Após a morte de Cesário Verde, foi responsável pela publicação de O Livro de Cesário Verde em Abril de 1887[5].

ObrasEditar

  • O Padre Maldito, romance subintitulado "Memórias do Cura" (1873)
  • Terceiro Livro de Combates e Críticas, artigos da imprensa (1874-1886)
  • Os homens de Roma, Drama em quatro atos (1875)
  • Contos Fantásticos (1875)[6]
  • Combates e críticas, Coletânea de artigos da imprensa (1875-1881)
  • Novos Combates e Críticas, Nova coletânea de artigos (1875-1884)
  • O Padre Gabriel, Drama original em três actos, dedicado a Cesário Verde (1878)
  • Do Realismo na Arte, 3.ª ed., in Controvérsias e Estudos Literários (1878)
  • Realismos (1880)
  • Camilo Castelo Branco (edição de 1889) (eBook)
  • A queimar cartuchos (1906)
  • Saldos, Volume subintitulado Crítica social e histórica (1912)

Referências

  1. «Silva Pinto». Porto Editora. Infopédia. Consultado em 25 de julho de 2012 
  2. Helena Roldão (16 de julho de 2013). «Ficha histórica: Revista de arte e de critica (1878-1879)» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 16 de abril de 2015 
  3. Pedro Mesquita (26 de março de 2013). «Ficha histórica: Ribaltas e gambiarras (1881)» (PDF). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 19 de junho de 2015 
  4. Rita Correia (29 de Abril de 2009). «Ficha histórica: Brasil-Portugal : revista quinzenal illustrada (1899-1914).» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 26 de Junho de 2014 
  5. Revista COLÓQUIO/Letras n.º 93 (Setembro de 1986). Tábua bibliográfica de Cesário Verde, pág. 18.
  6. Contos Fantásticos (1875), Base de dados: Bibliografia do Conto Português (séc. XIX- XX)
  Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.