Silverlight


Microsoft Silverlight é um software de tecnologia para navegadores e plug-ins deprecado.[1] Desenvolvido para competir com o Adobe Flash[2] e com o Adobe Flex, o Silverlight propõe a criação de RIA (Internet rica), propõe combinar visual e funcionalidade, ou seja, criando uma ponte entre designers e desenvolvedores.

Silverlight
Desenvolvedor Microsoft
Plataforma x86 e x64
Lançamento abril de 2007 (14 anos)
Versão estável 5.1.41212.0 (13 de Janeiro de 2016)
Sistema operativo Microsoft Windows, Mac OS X e Linux
Gênero(s) Plug-in
Licença MS-EULA, com componentes MS-PL
Estado do desenvolvimento Ativo
Tamanho 6,60 MB
Página oficial https://www.microsoft.com/silverlight/

O maior destaque fica por conta da transmissão de vídeos, que utiliza o codec VC-2 para fornecer uma transferência de dados com maior qualidade e ainda a possibilidade de trabalhar com resoluções em Full HD (1080p). Vale ressaltar o uso da aceleração de hardware 3D, também presente para acirrar a corrida pela tecnologia que dominará o mercado.

CaracterísticasEditar

  • É formado basicamente de 4 arquivos: dois arquivos em XAML (que é a linguagem utilizada tanto pelo Silverlight quanto pelo Windows Presentation Foundation). E mais dois arquivos de code-behind, ou seja, escritos em alguma linguagem de programação para manipular o XAML
  • Oferece uma experiência ampla na incorporação de vídeos, animações e interfaces interativas
  • É pequeno e de fácil instalação, possuindo menos de 6 MB
  • Pode criar e trabalhar com gráficos vetorizados, assim como textos, animações e sobreposições que interagem com gráficos e efeitos de alta qualidade
  • Os desenvolvedores podem criar aplicativos programando em diversas linguagens, dentre elas: JavaScript (utilizando AJAX), C#, Python, Ruby e Visual Basic
  • Foi projetado para trabalhar em diversas arquiteturas, sistemas operacionais e navegadores

Transmissão de áudio e vídeoEditar

A tecnologia do Silverlight foi empregada para gerar novas soluções de transmissão com alta qualidade, possibilitando alcançar patamares nunca conquistados. Para isso, é possível usar o Microsoft Expression Media Encoder e outros ambientes de edição. Ótimo para que webdesigners possam ter controle completo sobre suas aplicações.

Como exemplo temos a Gigante Netflix.com que distribui audiovisual como filmes e outros usando Silverlight

Entre as principais características de transmissão estão: suporte a biblioteca API, possibilidade de usar ferramentas da Microsoft ou de terceiros, trabalhar com qualidade de streaming maior que a de DVDs (HDTV) e também permissão para hospedar arquivos de vídeo/áudio maiores que 4 GigaBytes.

AlternativaEditar

O projeto Mono vem desenvolvendo o Moonlight uma alternativa opensource ao Silverlight, projeto esse que é financiado pela Novell e pela própria Microsoft.

VersõesEditar

Silverlight 5Editar

  • Uma melhoria na performance de arquivos de mídia, como por exemplo o H.264 com suporte a aceleração pela GPU;
  • O texto está mais claro do que nas versões anteriores, possibilitando uma melhor leitura;
  • Aceleração pela GPU de aplicações em 3D, possibilitando uma experiência mais rica e fluida nas aplicações;
  • Suporte a testes com o Visual Studio Team Test;
  • Possui suporte a sistemas 64-bit;
  • Estende características do modelo 'Trusted Application' ao navegador, pela primeira vez.

Referências

  1. Smith, Jerry (2 de julho de 2015). «Moving to HTML5 Premium Media - Microsoft Edge Dev Blog». blogs.windows.com (em inglês). Consultado em 1 de outubro de 2018. we encourage companies that are using Silverlight for media to begin the transition to DASH/MSE/CENC/EME based designs 
  2. «Microsoft Silverlight | Download». TechTudo. Consultado em 21 de dezembro de 2020 

Ligações externasEditar