Silvicultura

o estudo da criação e utilização da floresta

Silvicultura é a ciência dedicada ao estudo dos métodos naturais e artificiais de regenerar e melhorar os povoamentos florestais com vistas a satisfazer as necessidades do mercado e, ao mesmo tempo, aplicação desse estudo para a manutenção, o aproveitamento e o uso racional das florestas.

Mata na Eslovénia

A silvicultura também está relacionada à cultura madeireira. O manejo de uma área de silvicultura exige a participação de técnicos de várias áreas.

Busca ainda auxiliar na recuperação das florestas através do plantio de mudas, preferencialmente de caráter regional, de forma a ampliar as possibilidades de manutenção dos biomas locais visando à recuperação de recursos hídricos e manutenção da biodiversidade, de forma a aumentar a eficiência do processo.

Replantio de eucalipto nativos na Austrália.

Pode referir-se também à exploração comercial madeireira. Em muitos casos, é citada como megassilvicultura. Um exemplo bem próximo é o desmatamento incontrolável da floresta amazônica.[1][1]

No BrasilEditar

No Brasil, na atividade comercial de silvicultura se destacam o eucalyptus (em especial as espécies eucalyptus grandis, eucalyptus saligna, eucalyptus urophylla e eucalyptus viminalise)[2][3] e o pinus (em especial o pinus elliottii, o pinus taeda e o pinus caribaea em menor escala), espécies que não são nativas do país.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b «Respostas comentadas Geografia – UFRGS/2010» (PDF). 2010. Consultado em 4 de abril de 2022 
  2. «Espécies de eucalipto mais plantadas no Brasil». Revista Campo & Negócios. 23 de março de 2022. Consultado em 4 de abril de 2022 
  3. Caires, Nilmara (16 de abril de 2020). «Eucalipto: por que se Tornou a Árvore mais Plantada no Brasil?». AgroPós. Consultado em 4 de abril de 2022 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Botânica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.