Abrir menu principal
Simão, irmão de Jesus.
Iluminura no Menológio de Basílio II.

Simão era um dos irmãos de Jesus no Novo Testamento, onde ele aparece como filho de Maria juntamente com os outros irmãos: Tiago, o Justo, José e Judas.

HistóriaEditar

Em Mateus 13:55, o povo pergunta sobre Jesus: "Não é este o filho do carpinteiro? sua mãe não se chama Maria, e seus irmãos não são Tiago, José, Simão e Judas? Não vivem entre nós todas as suas irmãs? Donde lhe vem, pois, tudo isso?" Em Marcos 6:3, a pergunta foi: "Não é este o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? e suas irmãs não estão aqui entre nós? Ele lhes servia de pedra de tropeço."

Em consonância com a sua doutrina sobre a virgindade perpétua de Maria, a Igreja Católica rejeita a ideia de que Jesus teria tido irmãos biológicos filhos de Maria (inclusive Simão), sugerindo que os chamados desposyni era ou filhos de José de um casamento anterior (meio-irmãos, portanto) ou então que eram "primos" de Jesus.[1] A Enciclopédia Católica sugere ainda que Simão possa ser a mesma pessoa que Simeão de Jerusalém ou Simão, o Zelote.[1] Estudiosos protestantes geralmente tomam Simão como sendo meio-irmão de Jesus. Católicos, Assírios, Igreja Católica Oriental e Ortodoxos acreditam na virgindade perpétua de Maria, assim como os líderes protestantes Martinho Lutero, Zwingli e John Wesley.[2]

Referências

  1. a b   "The Brethren of the Lord" na edição de 1913 da Enciclopédia Católica (em inglês). Em domínio público..
  2. «Luther affirmed Mary's perpetual virginity. It's a shame that many Protestants now reject it». Catholic Herald (em inglês). 6 de janeiro de 2017. Consultado em 5 de setembro de 2019