Abrir menu principal

Símbolos da notação musical moderna

artigo de lista da Wikimedia
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde dezembro de 2015). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.

Esta é uma lista dos principais símbolos e termos utilizados em partituras na notação musical moderna.

Índice

LinhasEditar

  Pauta ou Pentagrama
São cinco linhas e quatro espaços. A pauta musical serve para escrever as partituras (feitas com notas, pausas, claves, etc.)
  Linhas e espaços suplementares
São linhas que existem acima ou abaixo da pauta porque nem sempre as 5 linhas e 4 espaços são suficientes para receberem todas as notas musicais. Quando acima do nível normal da pauta, são chamadas de Linhas Suplementares Superiores (LSS); Quando abaixo do nível normal da pauta, são chamadas de Linhas Suplementares Inferiores (LSI).
  Linhas de compasso
Usada para separar dois compassos.
  Linha de compasso dupla
Usada para separar duas secções da música indicando mudanças em sua estrutura, tais como ritmo, tonalidade e andamento.
  Linha de compasso tracejada
Subdivide compassos.
  Barra dupla
Marca o fim de uma composição.

Figuras e pausasEditar

Valores de duração de notas e Pausas não são definidos absolutamente, mas são proporcionais à duração das demais notas e pausas. Para efeito de definição, a duração de uma semibreve será tomada como uma "duração de referência" (R).

OBS: Algumas notas não são mais usadas por isso podem ser descartadas. ex: Máxima, Longa e a Quartifusa.

Nota Duração Pausa
  Máxima
Arcaica. Não é usada desde a música medieval.
Duração R × 8
 
  Longa
Arcaica. Não é usada desde a música medieval.
Duração: R × 4
 
  Breve
Arcaica. Raramente utilizada na música.
Duração: R × 2
 
  Semibreve
É a figura usada atualmente como referência de tempo
Duração: R
 
  Mínima
Duração: R/2
 
  Semínima
Duração: R/4
 
  Colcheia
Duração: R/8
 
  Semicolcheia
Duração: R/16
 
  Fusa
Duração: R/32
 
  Semifusa
Duração: R/64
 
  Quartifusa
Uso extremamente raro
Duração: R/128
 
  Notas unidas
linhas de união conectam grupos de colcheias e notas menores, para facilitar a leitura.
  Nota pontuada
O uso de pontos à direita da figura permite prolongar a duração de uma nota. Um ponto aumenta a duração de uma nota em metade do tempo original. Dois pontos aumentam três quartos da duração original, três pontos aumentam sete oitavos e assim por diante. Pausas também podem ser pontuadas da mesma forma que as notas.
  Compassos de espera
Marcação abreviada de pausa, indicando por quantos compassos deve-se manter a pausa.

Marcas de interrupçãoEditar

  Marca de respiração
Indica o momento correto de fazer uma inspiração, pequena pausa antes da próxima nota.
  Cesura
Indica que o músico deve silenciar completamente seu instrumento entre uma nota e a próxima.

ClavesEditar

Claves definem a faixa de altura ou a tessitura que a pauta representa.

  Clave de Sol
O centro da espiral define a linha onde ela pousa como o Sol3 . Na posição mostrada, o Sol3 está na segunda linha da pauta.
  Clave de Fá
A linha entre os pontos indica o Fá abaixo do Dó central do piano, ou Fá2 . Nesta posição a quarta linha indica a nota Fá2.
  Clave de Dó
Esta clave indica qual linha representa o Dó central do piano - Dó3 . Nesta posição é a terceira linha que assume a nota Dó3.
  Clave de percussão
Usada para instrumentos sem altura definida, em geral instrumentos de percussão. Cada linha ou espaço representa um instrumento diferente em um conjunto de percussão, tal como uma bateria. Dois estilos de clave de percussão são mostrados aqui.

As claves de Dó, Fá e Sol podem ser modificadas por números de oitavas. Um oito ou quinze sobre a clave indica que a tessitura da pauta será elevada em uma ou duas oitavas respectivamente. De forma similar um oito ou quinze sob a clave rebaixa a tessitura em uma ou duas oitavas respectivamente.

Acidentes e armaduras de claveEditar

Acidentes modificam a altura das notas à sua direita e de todas as notas na mesma posição na pauta até o final do compasso corrente.

  Bemol
Abaixa a altura da nota que se segue em um semitom.
  Duplo bemol
Abaixa a altura da nota em seu nível em um tom (dois semitons).
  Meio bemol
Abaixa a altura da nota que se segue em um quarto de tom.
  Bemol e meio
Abaixa a altura da nota que se segue em três quartos de tom.
  Sustenido
Eleva a altura da nota que se segue em um semitom.
  Duplo sustenido
Eleva a altura da nota em seu nível em um tom (dois semitons).
  Meio sustenido
Eleva a altura da nota que se segue em um quarto de tom.
  Sustenido e meio
Eleva a altura da nota que se segue em três quartos de tom.
  Bequadro
Cancela qualquer acidente prévio na mesma nota.

Armadura de clave - define a tonalidade da música, indicando quais notas têm sua altura modificada por bemóis ou sustenidos durante toda a música ou até que uma nova armadura de clave seja utilizada. Se nenhum acidente for colocado junto à clave, o tom da música é Dó maior ou Lá menor. Os exemplos mostrados estão em clave de sol.

  Armadura com bemóis
Abaixa a altura de todas as notas indicadas pelos bemóis nas posições indicadas junto à clave e as notas de mesmo nome em qualquer oitava. Os bemóis são acrescentados de acordo com a sequência do ciclo das quartas, ou seja Si♭, Mi♭, Lá♭, Ré♭, Sól♭, Dó♭ e Fá♭. Tonalidades diferentes são indicadas pelo número de acidentes. Por exemplo, se os dois primeiros bemóis são usados (Si♭ e Mi♭), a tonalidade é Si♭ maior ou Sol menor.
  Armadura com sustenidos
Eleva a altura de todas as notas indicadas pelos sustenidos nas posições indicadas junto à clave e as notas de mesmo nome em qualquer oitava. Os sustenidos são acrescentados de acordo com a sequência do ciclo das quintas, ou seja Fá#, Dó#, Sol#, Ré#, Lá#, Mi# e Si#. Tonalidades diferentes são indicadas pelo número de acidentes. Por exemplo, se os quatro primeiros sustenidos são usados (Fá#, Dó#, Sol# e Ré#), a tonalidade é Mi maior ou Dó# menor.

Fórmula de compassoEditar

A marcação de Tempo define a métrica das notas, a duração dos compassos e a pulsação da composição.

  Fórmula de compasso
O numerador indica o tamanho do compasso em batidas ou pulsos. O denominador indica qual valor de nota (em frações de uma semibreve) serve de referência de tempo para o pulso. Por exemplo 4/4 indica que há quatro pulsos por compasso e a semínima (1/4 de uma semibreve) é a unidade de tempo.
  Tempo quaternário
Este é o tempo mais usado e representa abreviadamente uma fórmula de 4/4.
  Tempo 2/2
Indica um tempo de 2/2.
  Marca de metrônomo
Escrita no início da partitura ou após uma mudança de andamento, indica precisamente a duração de uma unidade de tempo (ou de um pulso), em batidas por minuto. Neste exemplo, a marca indica que 120 unidades de tempo (semínimas) ocupam um minuto, ou que a pulsação é de 120 batidas por minuto (120 BPM).

ArticulaçãoEditar

  Ligadura
A ligadura é um sinal de forma semicircular que se coloca acima ou abaixo das notas para ligar sons. Ela une duas notas de mesmo nome e mesma altura que estejam em compassos separados. As durações das notas são somadas e elas são executadas como uma única nota. (Se englobar mais de duas notas não será ligadura, e sim, legato).
  Legato
Notas cobertas por este símbolo devem ser tocadas sem nenhuma interrupção como se fossem uma só. Existem 2 tipos de legato: articulação e de frase ou fraseado. O legato de articulação liga duas notas de nomes diferentes, ou ainda, de mesmo nome e mesma altura, mas que estejam inseridas no mesmo compasso. O legato de frase ou fraseado liga três ou mais notas de nomes diferentes,ou ainda, de mesmo nome e mesma altura, mas que estejam inseridas no mesmo compasso.

[1]

  Glissando
Uma variação contínua de altura entre os dois extremos.
  Marca de fraseado
Indica como as notas devem ser ligadas para formar uma frase. A execução varia de acordo com o instrumento.
  Tercina
Condensa três notas na duração que normalmente seria ocupada por apenas duas. Se as notas forem unidas por uma barra de ligação, as chaves ao lado do número podem ser omitidas. Grupos maiores podem ser formados e recebem o nome genérico de quiálteras, em que um certo número de notas é condensado na duração da maior potência de dois menor que aquele número. Por exemplo, seis notas tocadas na duração que seria ocupada por quatro notas.
  Acorde
Três ou mais notas tocadas simultaneamente. Se apenas duas notas são tocadas isso é chamado de intervalo.
  Arpejo, Harpejo ou arpeggio
Como um acorde, mas as notas não são tocadas simultaneamente, mas sim uma de cada vez em seqüência.

DinâmicaEditar

Dinâmica musical é a forma como a intensidade ou volume de som varia ao longo da música.

  Pianississimo
Execução extremamente suave. Muito infrequentemente se vê dinâmicas mais suaves que esta, que são representadas com ps adicionais.
  Pianissimo
Execução muito suave.
  Piano
Suave.
  Mezzo-piano
Suave, mas ligeiramente mais forte que o piano.
  Mezzo-forte
Metade da intensidade do forte.
  Forte
Execução com intensidade elevada.
  Fortissimo
Muito forte.
  Fortississimo
Execução extremamente forte. Muito infrequentemente se vê dinâmicas mais fortes que esta, que são representadas com fs adicionais.
  Sforzando
Denota um aumento súbito de intensidade.
  Forte-piano
Uma dinâmica da música em que a música deve ser inicialmente tocada fortemente (forte), em seguida imediatamente suavemente (piano).
  Crescendo
Um crescimento gradual do volume. Esta marca pode ser estendida ao longo de muitas notas para indicar que o volume cresce gradualmente ao longo da frase musical.
  Diminuendo
Uma diminuição gradual do volume. Pode ser estendida como o crescendo.

AcentosEditar

Acentos indicam como notas individuais devem ser tocadas. A combinação de vários símbolos pode indicar com mais precisão a execução esperada.

  Staccato
A nota é destacada das demais por um breve silêncio. Na prática há uma diminuição no tempo da nota. Literalmente significa "destacado".
  Staccatissimo
A nota é mais curta ficando mais separada das demais.
  Acento
A nota deve ser atacada com vigor e suavizada em seguida.
  Pizzicato
Uma nota de um instrumento de corda com arco, em que a corda é pinçada ao invés de tocada com o arco.
  Snap pizzicato (pizzicato Bartók)
Em um instrumento de corda indica que a corda é muito esticada longe do corpo do instrumento e solta para provocar um estalo.
  Harmônica natural
Tocada em um instrumento de corda pela divisão suave da corda em frações da série harmônica. Produz um timbre diferente da execução normal.
  Tenuto
Uma nota sustentada. A combinação de um tenuto com um staccato produz um "portato", ou portamento em que cada nota é tocada pelo tempo normal, como o marcato mas levemente ligada às notas vizinhas.
  Fermata
Uma nota sustentada indefinidamente, tendo sua duração original prolongada ao gosto do executante. A fermata também pode aparecer sobre pausa, indicando uma suspensão, ou sobre a barra de compasso, indicando uma cesura.
  Sull'arco
Em um instrumento de corda, a nota é produzida pela subida do arco.
  Giù arco
Como o anterior, mas na descida do arco.

OrnamentosEditar

Ornamentos provocam diversas alterações na altura, duração ou forma de execução de cada nota.

  Trilo
Uma alternância rápida entre a nota especificada e o tom ou semitom imediatamente mais agudo, durante toda a duração da nota (forma geralmente tocada, pode variar consoante o estilo da peça. Ex: no Barroco, geralmente começa-se o trilo pela nota acima da que está escrita, e não pela nota real.)
  Mordente
A execução da nota especificada seguida do semitom acima do especificado e a volta à altura normal, durante o valor da nota Equivale a tocar três notas ligadas no tempo do valor da nota. Na forma da figura é chamado de mordente superior. Quando cortado por uma linha vertical, o semitom inserido na nota é abaixo da nota normal e o mordente é chamado de inferior.
  Grupetto
O grupetto é uma figura(ornamento musical) que se parece com um "S" deitado, que transforma a execução da nota marcada como se fosse um mordente superior e um inferior nesta ordem, de acordo com a duração da nota. Sua execução é feita tocando-se a nota acima da marcada, seguindo com a nota marcada, a nota abaixo da marcada e então a nota marcada novamente. O tempo da execução do grupetto deve ser o mesmo tempo da nota marcada.
  appoggiatura
A primeira metade da duração da nota principal é tocada com a altura da nota ornamental.
  acciaccatura
Semelhante à appoggiatura, mas a nota ornamental é tocada muito rapidamente e não chega a "roubar" metade do tempo da nota principal.

Oitavas

  Ottava alta
Ou oitava acima. Notas abaixo da linha pontilhada são tocadas uma oitava acima do escrito.
  Ottava bassa
Ou oitava abaixo. Notas abaixo da linha pontilhada são tocadas uma oitava abaixo do escrito.
  Quindicesima alta
Notas abaixo da linha pontilhada são tocadas duas oitavas acima do escrito.
  Quindicesima bassa
Notas abaixo da linha pontilhada são tocadas duas oitavas abaixo do escrito.

Marcas de pedalEditar

Marcas de pedal usadas pelos pianistas.

  Inicia pedal
Indica ao pianista que pise no pedal de sustentação.
  Libera pedal
Indica ao pianista que solte o pedal de sustentação.
  Marca de pedal variável
Denota o uso freqüente do pedal de sustentação. A linha inferior indica que o pedal deve permanecer abaixado por todas as notas em que ela se encontra. As marcas em V invertido indicam que o pedal deve ser liberado brevemente e apertado novamente.

Repetições e codasEditar

  Tremolo
Uma nota repetida rapidamente. Se a marca está entre duas notas então elas devem ser alternadas rapidamente.
  Marcas de repetição ou ritornelo
Delimitam uma passagem que deve ser tocada mais de uma vez. Se não houver uma marca à esquerda, a marca à direita faz retornar para o início da música.
  Simile
Indica que os grupos precedentes de compassos ou tempos devem ser repetidos.
  Chaves de volta
Denotam que uma passagem repetida deve ser tocada de forma diferente a cada vez. A chave 1 é tocada antes da repetição, o trecho anterior é repetido e quando chega novamente ao mesmo ponto, a execução passa para a segunda chave. Pode haver variações para uma terceira repetição e assim sucessivamente.
  Da capo
Indica que o músico deve repetir a última parte. Em obras extensas, freqüentemente indica voltar ao início da peça. Se seguido por al fine indica que a música só deve ser repetida até a marca fine. Se for seguida por al coda a música deve ir até a marca de coda (ver abaixo) e pular para o trecho final.
  Dal segno
Indica que a execução deve ir para o segno mais próximo. É seguido por al fine ou al coda, da mesma forma que da capo.
  Segno
Marca usada com dal segno.
  Coda
Indica um pulo para a frente na música até a passagem final, indicada pelo mesmo sinal. Só é usada depois que a música já foi executada uma vez e uma indicação D.S. al coda ou D.C. al coda foi seguida.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

  1. Curso de Formação de Regentes do Maestro Ricardo Podmowski