Abrir menu principal

Sinal de Hegar é um sinal médico que indica probabilidade de gravidez em mulheres. É percebido a partir da 8ª semana de gestação e consiste no amolecimento do istmo uterino percebido por meio do exame de toque ginecológico. Neste, o médico examinador realiza o toque bimanual, com uma mão palpando o fundo de saco vaginal anterior ou posterior e a outra pressionando a região suprapúbica. Então, nota-se uma área amolecida entre duas estruturas mais rígidas (o colo e o corpo uterino). As vezes o amolecimento do istmo é tão significativo que passa uma sensação de que o colo e o corpo uterino são órgãos separados.[1][2]

Foi descrito originalmente por Ernst Ludwig Alfred Hegar, um ginecologista alemão, em 1895.

Veja tambémEditar

Referências

  1. Montenegro, Carlos Antonio Barbosa. (2017). Rezende obstetrícia (13a. ed.). Rio de Janeiro: Grupo Gen - Guanabara Koogan. 233 páginas. ISBN 9788527730716. OCLC 972291883 
  2. Bastian, Lori A. (20 de agosto de 1997). «Is This Patient Pregnant?: Can You Reliably Rule In or Rule Out Early Pregnancy by Clinical Examination?». JAMA (em inglês). 278 (7). 586 páginas. ISSN 0098-7484. doi:10.1001/jama.1997.03550070078042. Consultado em 11 de agosto de 2019