Smart Fit

rede de academias esportivas

A Smart Fit é a 5º maior rede de academias esportivas do mundo e a maior da América Latina, com mais de 800 unidades no Brasil e outros 10 países da região, além de ter mais de 1,5 milhões de clientes matriculados.[3][4] Criada em 2009, com sede em São Paulo, é a rede low cost do Grupo Bio Ritmo, dono da rede de academias homônima Bio Ritmo.[5]

Smart Fit
Razão social Smartfit Escola de Ginástica e Dança SA
Subsidiária
Slogan “Vida Smart. Vida Fit”[1]
(em Português)

“El gimnasio inteligente”[2]
(em Espanhol)
Atividade Fitness
Bem-estar
Franquias
Fundação 2009 (12 anos) em São Paulo, São Paulo,  Brasil
Fundador(es) Edgard Corona
Sede São Paulo, São Paulo,
 Brasil
Área(s) servida(s) América
Proprietário(s) Grupo Bio Ritmo
Produtos Academias
Website oficial Smartfit.com
Smart Fit Shopping Metrô Itaquera, São Paulo

De acordo com a International Health, Racquet & Sportsclub Association (IHRSA), a Smart Fit é a 4ª rede que mais cresceu em unidades nos últimos cinco anos.[6]

HistóriaEditar

Em 2008, após um evento de empresários do setor fitness nos Estados Unidos, o empresário Edgard Corona observou o mercado norte-americano de academias e identificou diferenças junto ao mercado de academias do Brasil. De acordo com Corona: "O mercado norte-americano já contava com academias com mensalidades na faixa dos US$ 20, enquanto no Brasil só existiam duas opções: as mais caras ou as mais baratas, mas que tinham estrutura deficiente".[7]

Em 9 de Julho de 2020 a rede comunicou que fechou contrato para a compra do controle da MB Negócios Digitais, que atua no setor de fitness digital. O valor do negócio não foi informado.[8]

A oportunidade descoberta motivou a abertura de uma nova rede de academias low cost no ano seguinte. As primeiras unidades da Smart Fit foram abertas nas cidades de São Paulo, Porto Alegre, Brasília e Rio de Janeiro.[9] O conceito inicial criado da rede é baseado em valores de mensalidades acessíveis, áreas maiores de 2000 m² e um número reduzido de instrutores e funcionários.[10] Ao fim de 2018, a rede contava com 378 unidades e um aplicativo que monta treinos automaticamente com base no ritmo de atividades de cada aluno.[11]

A expansão da rede nos anos seguintes se deu por meio de franquias e parcerias em novos mercados, além de ter se acelerado após o aporte de R$ 520 milhões pela gestora de fundos Pátria Investimentos e do Fundo Soberano de Singapura no Grupo Bio Ritmo.[4][12]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Propmark (27 de janeiro de 2017). «Campanha apresenta a nova geração smart». Propmark. Consultado em 3 de fevereiro de 2017 
  2. Smart Fit. «Reglamento de uso de instalaciones» (PDF). Smart Fit Mexico. Consultado em 3 de março de 2017 
  3. {{citar web|URL=https://exame.abril.com.br/negocios/releases/smart-fit-sobe-no-ranking-e-entra-no-top-5-das-maiores-redes-de-academias-do-mundo/%7Ctítulo=Smart Fit sobe no ranking e entra no top 5 das maiores redes de academias do mundo|autor=PRNewsWire|acessodata=19/03/2020]
  4. a b Ana Carolina Soares (28 de outubro de 2016). «Como Edgard Corona criou a maior rede de academias da América Latina». Veja. Consultado em 3 de março de 2017 
  5. HSM Management (2 de dezembro de 2016). «CEO da Bio Ritmo e da Smart Fit compartilha sua receita de sucesso». Revista HSM. Consultado em 4 de março de 2017 
  6. Anna Paula Franco (10 de setembro de 2014). «Malhação é um grande negócio no Brasil». Gazeta do Povo. Consultado em 4 de março de 2017 
  7. Mariana Agunzi (22 de maio de 2016). «Das ruas para a rede Globo, Smart Fit cresce e conquista paulistanos». Folha de S.Paulo. Consultado em 4 de fevereiro de 2017 
  8. «Smartfit compra controle de empresa de fitness digital MB». G1. Consultado em 10 de julho de 2020 
  9. Guia da Semana (10 de abril de 2012). «Malhação sem peso no bolso». Guia da Semana. Consultado em 4 de março de 2017 
  10. Marcelo Onaga (1 de setembro de 2009). «Malhação para todos». Exame. Consultado em 4 de março de 2017 
  11. «Para malhar: Smart Fit lança app que monta treino e dá dicas de exercícios». TecMundo - Descubra e aprenda tudo sobre tecnologia. 15 de março de 2018. Consultado em 5 de dezembro de 2018 
  12. Exame (21 de março de 2013). «Bio Ritmo se expande na América Latina». Exame.com. Consultado em 4 de março de 2017 

Ligações externasEditar