So laang we's du do bast

"So laang we's du do bast" ("Tão longe que tu estás") foi a canção que representou o Luxemburgo no Festival Eurovisão da Canção 1960 que teve lugar em Londres em 25 de março daquele ano. Foi a terceira canção a ser interpretada na noite, a seguir à canção da Suécia "Alla andra får varann", cantada por Siw Malmkvist e antes da canção da Dinamarca "Det var en yndig tid" interpretada por Katy Bødtger.

So laang we's du do bast
País
Artista(s)
Língua
Luxemburguês
Compositor(es)
Henri Moots
Jean Roderès
Letrista(s)
Henri Moots
Resultado da semifinal
------
Pontos da semifinal
------
Resultado da final
13.º
Pontos da final
1
Cronologia de aparecimentos
◄ "Un grand amour" (1958)   
"Nous les amoureux" (1961) ►

A referida canção tem a proeza de ter várias originalidades: foi a primeira canção desse país a ser interpretada em luxemburguês (as anteriores tinham sido cantadas em francês, este idioma só se ouviria na competição 32 anos depois, em 1992, com "Sou fräi", interpretada por Marion Welter e Kontinent), foi o primeiro cantor masculino a representar o Grão-Ducado e foi o primeiro e um dos poucos cantores luxemburgueses a representar aquele país (a próxima seria Monique Melsen, em 1971. Apesar daquelas originalidades, os resultados foram desastrosos, pois terminaria em 13.º e último lugar, tendo obtido apenas um ponto (fornecido pelo júri da Itália). Não foi lançado nenhum disco com a canção, em luxemburguês, ele lançaria 41 anos depois uma versão em alemão intitulada "Solange du da bist" No ano seguinte, em 1961, o Luxemburgo seria representado por Jean-Claude Pascal com Nous les amoureux que acabaria por vencer a competição.

Autores

editar
  • Letrista: Henri Moots
  • Compositores: Henri Moots, Jean Roderès
  • Orquestrador: Eric Robinson

A canção é no estilo chanson com Felgen dizendo à sua amante que continuava a amá-la, apesar de ela se encontrar muito longe. Diz que ele continuaria a a amar se ela decidisse voltar para ele.

Outras versões

editar

A canção em luxemburguês nunca foi lançada comercialmente, nem incluída em qualquer compilação de Camillo Felgen, mas ele lançaria 41 anos depois uma versão em alemão, intitulada "Solange du da bist"

Ligações externas

editar