Abrir menu principal
مَوِّلَاي سَلِيمَانِ
Slimane
Sultão de Marrocos
Reinado 1792-1822
Predecessor Iázide
Sucessor Abderramão ibne Hixeme
Casa Casa de Alaoui سُلَاَلَةُ الْعَلَوِيِّينَ الْفِيلَالِيِّينَ
Nascimento 1766
Morte 28 de novembro de 1822 (56 anos)
Religião Islão

Mulai Slimane de Marrocos ou somente Solimão (1766-1728 de Novembro de 1822) (em árabe:مولاي سليمان) foi o Sultão de Marrocos de 1792 a 1822. Slimane foi um dos cinco filhos de Mohammed III que lutaram numa guerra civil pelo controle do reino. Slimane saiu vitorioso em 1795, e o país permaneceu em grande parte passivo durante as décadas subsequentes do seu governo. Ele era um membro da dinastia Árabe Alauita.

Slimane continuou a centralização e expansão do reino de seu pai e, mais notavelmente, acabou com a pirataria que há muito operava na costa de Marrocos. Como parte do longo conflito do Marrocos com a Espanha e Portugal, Slimane suspendeu todo o comércio com a Europa. No entanto, ele continuou as políticas do pai de relações estreitas com os Estados Unidos.

Mulai Slimane também é autor de alguns trabalhos. O mais famoso é o seu Inayat Ula li al-Majd. É dedicado a um dos seus professores, Mohammed ibn Abd al-Salam al-Fasi e discute as origens do Fasi al-Fihris. Outro ensaio famoso é o seu Hawashi 'ala Sharh al-Kharshi um trabalho sobre religião. Alguns dos seus outros trabalhos são Taqayid fi Hukm al-Ghina e Risala fi Hukm al-Ghina (Este último foi modelado após o Kitlb al-Sama' wa al-Raqs de Ibne Taimia). Mulai Slimane também é autor de várias cartas.

Veja tambémEditar

Referências

  • Stephan Ronart, Nandy Ronart: Lexikon der Arabischen Welt. Ein historisch-politisches Nachschlagewerk. Artemis Verlag, Zürich u. a. 1972, ISBN 3-7608-0138-2.
  Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.