Abrir menu principal

A solução dos dois Estados refere-se a uma hipótese de solução do conflito israelo-palestino que é objeto de discussão entre os atores-chave do conflito, tendo sido discutida sobretudo durante a conferência de Annapolis, em novembro de 2007.

Segundo essa hipótese, a solução do conflito residiria na criação de dois Estados separados na parte ocidental da Palestina histórica - um judeu e o outro árabe. Aos árabes residentes na Cisjordânia ou na Faixa de Gaza seria dada a cidadania do novo Estado palestino. Tal cidadania seria oferecida também aos refugiados palestinos. Quanto aos árabes residentes em Israel, teriam a oportunidade de escolher entre a cidadania israelense ou palestinal.

A solução de dois Estados se opõe a outras hipóteses, como o opção jordaniana ou a chamada solução do Estado binacional.[1]

Em 2008, a "New York Review of Books" realizou uma pesquisa sobre a situação no Oriente Médio e relatou que "ao longo dos anos, as sondagens demostravam considerável maioria, tanto em Israel quando na Palestina a favor da criação negociada de dois Estados distintos".[2] Uma pesquisa de 2007 evidenciava que, quando colocados diante da escolha entre uma solução de dois Estados e a solução de um Estado binacional, mais de um quarto dos palestinos residentes na Faixa de Gaza ou na Cisjordânia, rejeitava ambas as alternativas, enquanto 46% se declaravam a favor da primeira e 26% preferiam a segunda alternativa.[3] Tal solução encontra maior apoio nas sondagens israelenses, embora esse apoio tenha caído, nos últimos anos.[4] A solução dos dois Estados é a que foi aprovada pelas Nações Unidas, em 29 de novembro de 2012, com a resolução 67/19 [5]da Assembleia Geral, que reconheceu a existência do Estado da Palestina.

Referências

  1. One State Threat, The Reut Institute, 1º de novembro de 2004
  2. Hussein Agha, Robert Malley, How Not to Make Peace in the Middle East, The New York Review of Books, vol. 56 n° 1, 15 de janeiro de 2009.
  3. On Palestinian attitudes towards the Formation of the National Unity Government Arquivado em 1 de dezembro de 2007, no Wayback Machine., Jerusalem Media & Communication Centre, sondagem n° 61, primeira parte, março de 2007
  4. Is One State Enough?, The Reut Institute, 12 de junho de 2007
  5. (em castelhano) Resolución aprobada por la Asamblea General el 29 de noviembre de 2012 67/19. Estatuto de Palestina en las Naciones Unidas
  Este artigo sobre o Estado da Palestina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.