Abrir menu principal
Alto-forno quente: observe o fluxo de ar do forno no fundo para os dois alto-fornos e o ar quente do forno de primeiro plano sendo retirado para aquecer o forno.

Sopro quente refere-se ao pré-aquecimento do ar soprado em um alto-forno ou outro processo metalúrgico. Como isso reduziu consideravelmente o combustível consumido, o sopro quente foi uma das tecnologias mais importantes usadas durante a Revolução Industrial.[1] O sopro quente também permitiu temperaturas mais altas do forno, o que aumentou a capacidade dos fornos[2][3].[4]

Referências

  1. Belford, Paul (2012). «Hot blast iron smelting in the early 19th century» (PDF). Historical Metallurgy Society. Historical Metallurgy. 46 (1): 32-44 
  2. Landes, David S. (1969). The Unbound Prometheus: Technological Change and Industrial Development in Western Europe from 1750 to the Present. Cambridge, New York: Press Syndicate of the University of Cambridge. 92 páginas. ISBN 0-521-09418-6 
  3. Ayres, Robert (1989). «Technological Transformations and Long Waves» (PDF): 21. Consultado em 15 de julho de 2018. Arquivado do original (PDF) em 7 de julho de 2012<Fig. 7 mostra a série temporal da relação C/Fe> 
  4. Bartholomew, Craig L.; Metz, Lance E. (1988). Bartholomew, Ann, ed. The Anthracite Iron Industry of the Lehigh Valley. [S.l.]: Center for Canal History and Technology. pp. 15–17. ISBN 0-930973-08-9 
  Este artigo sobre metalurgia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.