Abrir menu principal
Soyuz 17
Insígnia da missão
Informações da missão
Sinal de chamada Зенит (Zênite)
Número de tripulantes 2
Lançamento 11 de Janeiro de 1975
21:43:37 UTC
Baikonur LC1
Aterrissagem 10 de Fevereiro de 1975
11:03:22 UTC
110km NE de Tselinograd
Órbitas 479
Duração 29d 13h 19m 45s
Navegação
Soyuz 16 Soyuz 16Apollo-Soyuz.png
Soyuz 18a

Soyuz 17 foi uma missão espacial russa à estação orbital Salyut 4, realizada entre janeiro e fevereiro de 1975.[1][2]

Índice

TripulaçãoEditar

Parâmetros da MissãoEditar

[1][2]

Pontos altos da missãoEditar

A Soyuz 17 transportou os cosmonautas Georgi Grechko e Aleksei Gubarev para a estação espacial Salyut 4 para uma estada com duração de um mês. Logo ao entrar na nova estação, eles encontraram uma nota bem-humorada de seus construtores, dizendo "Limpem os pés!".[1][2]

Quando a Soyuz 17 acoplou, a Salyut 4 estava em uma órbita circular incomum a 350 km de altitude. A astrofísica era um componente principal da missão (o motivo da alta altitude). O grupo descobriu que o espelho principal do telescópio solar havia sido destruído pela exposição direta à luz do sol quando o sistema de apontamento falhou. Eles consertaram o espelho e trabalharam em um método de apontar o telescópio utilizando um estetoscópio, um relógio, e os ruídos do espelho que se movia dentro do aparelho.[1][2]

Os experimentos realizados a bordo foram em sua maioria de natureza astronômica, com observações do Sol, da Terra, e dos outros planetas. Pela primeira vez, os cosmonautas poderiam falar com radioamadores na Terra por mais de sete minutos, devido aos novos sistemas de comunicação colocados na Salyut.[1][2]

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. a b c d e f Joachim Becker e Heinz Janssen (20 de abril de 2018). «Soyuz 17». SPACEFACTS. Consultado em 20 de julho de 2019 
  2. a b c d e f Mark Wade. «Soyuz 17». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 20 de julho de 2019 

Ligações externasEditar