Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Flamengo, veja Flamengo (desambiguação).

O Sport Club Flamengo (mais conhecido simplesmente como Flamengo de Recife, e popularmente pelo apelido de Quartel de Chuteiras, e O Primeiro Campeão) foi uma agremiação esportiva brasileira com sede na cidade de Recife, capital pernambucana. Fundado em 1914 como Cruz Branca Foot-Ball Club, o Flamengo de Recife foi fundamental na história do futebol de Pernambuco, pois o clube foi um dos membros fundadores da Liga Sportiva Pernambucana, que posteriormente seria a LPDT (Liga Pernambucana de Desportos Terrestres) a atual FPF (Federação Pernambucana de Futebol), além de ter sido o primeiro campeão estadual.).

Flamengo
SC FLAMENGO.png
Nome Sport Club Flamengo
Alcunhas Quartel de Chuteiras
Mengão dos Patativas
Alvinegro dos Patativas
Torcedor/Adepto flamenguista
Mascote Patativa
Principal rival Santa Cruz
Fundação 20 de abril de 1914 (105 anos)
Estádio Estádio Marechal Castelo Branco
Localização Recife, Brasil
Presidente
Treinador sem treinador
Competição Licenciado
Atualmente amador.
Ranking nacional sem ranqueamento
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Depois de participar de 31 edições do campeonato pernambucano, em 1947 com declínio e maus resultados na competição e com apenas 33 anos de fundação e após abandonar o torneio do mesmo ano, o Alvinegro dos Patativa como era chamado, fechara suas portas e decretava assim o seu licenciamento e o seu fim no cenário do futebol pernambucano.

HistóriaEditar

A origemEditar

A História do Sport Club Flamengo começa na segunda-feira, do dia 20 de abril de 1914, na Rua da Santa Cruz, no Bairro da Boa Vista em reunião extraordinária pelos senhores Alcebíades Braga, Antonio Alcântara, Carlos Tavares, Cícero Loureiro, Elteredo Antunes, Francisco Alves, Francisco Braga, José Rodopiano dos Santos, Mario Santos, Patrício Moreira e Vicente e Braz Croccio, foi fundado a agremiação que adotou como primeiro nome: Cruz Branca Foot-Ball Club. Entre outras definições ficou acertado o valor da mensalidade que seria cobrado para cada sócio: R$ 5.000,00 réis, tendo como seu primeiro presidente Alcebíades Braga.

O nome de Cruz Branca não durou um mês. Vinte e oito dias depois da sua fundação, em Assembleia Geral, realizado no dia 18 de maio de 1914, a diretoria decidiu aceitar a proposta feita pelo seu presidente e mudou o nome para Sport Club Flamengo, em homenagem ao Clube de Regatas do Flamengo.

Membro fundador e rivalidade com o Santa CruzEditar

O Flamengo foi um dos fundadores de grande importância no futebol de Pernambuco. No dia 16 de junho de 1915 junto aos clubes; Santa Cruz e João de Barros Futebol Clube ajudaram a fundar a Liga Sportiva Pernambucana (LSP), que atua em competições de futebol e dentre outras modalidades associadas ao futebol. Em 1918, passou a se chamar de Liga Pernambucana dos Desportos Terrestres (LPDT), mais tarde posteriormente viria a ser denominada de Federação Pernambucana de Futebol.

Apesar de grandes adversários, o grande rival do Alvinegro dos Patativas era o Santa Cruz, clube da mesma cidade Recife. Tudo nasceu pelo fato de ambos terem escolhido as mesmas cores: preto e branco. Então, a Liga Pernambucana determinou que um dos dois escolhessem novas cores. Ambos não demonstraram desejo em ceder. Mas após muita luta, o Flamengo levou a melhor e acabou sendo o responsável para que o Santa Cruz trocasse o alvinegro pelo Tricolor (vermelho, branco e preto). Da guerra nos bastidores se estendeu para os gramados, onde os jogos entre essas duas equipes eram ferrenhos e, muitas vezes, de partidas ríspidas.

O clubeEditar

O Flamengo treinava no campo do Derby, e, posteriormente adquiriu o campo da Magdalena. Já nos anos 30 e 40, treinava ora no campo do América, ora na Ilha do Retiro (Campo de propriedade do Sport).

SedesEditar

A sua primeira sede ficava localizada na Rua do Cotovello (atual Rua Visconde de Goiana) n° 02. Em 1919, transferiu a sua sede social para a Avenida Riachuelo, 182. Na sexta-feira, do dia 31 de outubro de 1924, inaugurou a sua nova e luxuosa Sede, na Rua da Imperatriz Teresa Cristina, 257 – 2º andar.

Então, no domingo, do dia 3 de fevereiro de 1929, outra mudança. O alvinegro se mudou para o prédio situado na Rua Aurora, 309, todos os quatro locais ficavam no Bairro de Boa Vista, no Recife. Em 1935, outra mudança de rua e bairro. Desta vez para a Rua da Hora, s/n, no Bairro do Espinheiro. Dois anos depois, passou para a Rua das Pernambucanas, 167, no Bairro da Capunga, no Recife. Em 1940, mais uma mudança. Dessa vez para a Avenida Rosa e Silva, 259, nos Aflitos.

TítulosEditar

Em seus 105 anos de fundação e desde do seu desligamento, o título de maior expressão é o seu único campeonato de 1915[2]. No dia 12 de dezembro de 1915, com uma vitória de 3 a 1 sobre o Torre Sport Club, o Flamengo sagrava-se campeão do I Campeonato Pernambucano de Futebol, organizada pela Liga Sportiva Pernambucana. O time-base campeão foi: Luiz Cavalcanti; Chico Alves e Rubens; Fred (Maciel), Ruy e Zezé; Waldemar, Gastão, Tayllor, Percy Fellows e Lelys.

O Jornal Diário de Pernambuco assim descreveu o título:

Títulos
ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
  Campeão Pernambucano 1 1915

Outras conquistasEditar

  •   Taça A Noite ‘Curso Simpatia’: 1915;
  •   Torneio Início da LSP dos Terceiros Times: 24 de junho de 1917;
  •   Taça dos Menores Correccionaes: 10 de março de 1918;
  •   Tarde dos Chronistas – Taça Emoção: 27 de novembro de 1921;
  •   Campeonato Pernambucano Segundos Quadros: 1921, 1922 e 1931;
  •   Taça Sete de Setembro (AL): goleada de 6 a 1 em cima do CSA-AL, em 1923;
  •   Taça Prefeitura Municipal de Fortaleza (CE): vitória por 4 a 2 em cima do América-CE, em 1924;
  •   Vice-campeão do Torneio Início da LPDT: 1926 e 1927;
  •   Taça Bittencourt: 1928;
  •   Taça Festival Varzeano Sport Club: 15 de novembro de 1929;
  •   Taça Casa Amarela: 1929;
  •   Super Campeonato Pernambucano: 1915 
  •   Torneio de Verão da Cidade do Recife: 1939.

  Campeão invicto

EstatísticasEditar

Campanhas de destaqueEditar

Sport Club Flamengo
Torneio Campeão Vice-campeão Terceiro colocado Quarto colocado
  Campeonato Pernambucano 1 (1915) 0 (não possui) 3 (1927, 1931 e 1932) 5 (1917, 1920, 1923, 1928 e 1934)
  Super Campeonato Pernambucano 1 (1915) 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui)
  • Quinto colocado: 4 (1916, 1918, 1924 e 1947)
  • Sexto colocado: 6 (1919, 1921, 1922, 1929, 1935 e 1943)
  • Sétimo colocado: 7 (1926, 1930, 1936, 1941, 1944, 1945 e 1946)
  • Oitavo colocado: 3 (1933, 1938 e 1940)

ParticipaçõesEditar

Competição Temporadas Melhor campanha Estreia Última P   R  
  Campeonato Pernambucano 31 Campeão (1 vez) + (1 Super campeonato) 1915 1947

Partidas históricasEditar

A seguir algumas das partidas mais importantes da história do futebol flamenguista.

Flamengo 3 a 1 Torre (12 de dezembro de 1915)

Nessa data o Flamengo sagrava-se campeão do I Campeonato Pernambucano de Futebol, organizada pela Liga Sportiva Pernambucana. Neste mesmo campeonato em partidas de desempate, viria a ser Super Campeão Pernambucano.[3]

Flamengo 5 a 2 Fluminense (28 de junho de 1931)

Primeiro clássico carioca longe do Rio. Nesta época outro clube pernambucano era homônimo de um dos maiores clubes do país, o Fluminense Football Club.

Flamengo 8 a 1 América (21 de julho de 1935)

Esta foi a maior goleada aplicada pelo Flamengo em sua história.

Náutico 21 a 3 Flamengo (1 de julho de 1945)

Esta foi a maior goleada da historia do campeonato pernambucano, e também foi a maior goleada sofrida na história do flamengo. Isso que no mesmo ano, o Flamengo já tinha sido goleado pelo Sport pelo placar de 16 a 0 mo dia 19 de junho

América 9 a 0 Flamengo (26 de maio de 1946)

Neste ano, o Flamengo abandonou a competição. Suas partidas restantes foram consideradas W.O, este era o preludio para o seu licenciamento.

Íbis 4 a 2 Flamengo (19 de junho de 1947)

Ultima partida oficial do Flamengo no estadual. As equipes se recusaram a jogar contra o Flamengo nessas primeiras partidas. Elas alegaram que o Flamengo deveria ter sido eliminado no Turno Eliminatório e, portanto, não deveria disputar o Primeiro Turno. Entretanto, os jogos foram considerados oficiais e os pontos das partidas foram atribuídos ao Flamengo. Posteriormente, o Flamengo viria a desistir de disputar o Segundo Turno.

Recordes e fatos históricosEditar

Do clubeEditar

  • Até 1938 desde da primeira edição do campeonato pernambucano em 1915, o Flamengo participou das 24 edições do campeonato entre os clubes da capital.
  • Em 1931, teve o primeiro clássico carioca longe do Rio de Janeiro. Na época estreava na competição um clube região Metropolitana do Recife, o Sport Club Fluminense. Nas três únicas ocasiões que as duas equipes se enfrentaram, o Flamengo saiu vitorioso. Nas campanhas em destaque foram 3 jogos, 3 vitorias (para o Fla contra 3 derrotas para o Flu), 15 gols marcados e 4 gols sofridos.
  • Dentre tantas histórias do Flamengo, uma, no mínimo curiosa, ocorreu no domingo, do dia 7 de agosto de 1921. O zelador da Sede do SC Flamengo, conhecido pela alcunha de “Homem de Aço” já trabalhava há um bom tempo no clube. Então, na manhã daquele dia, como de costume foi para a Sede realizar mais um dia de labuta. Então, após retornarem do treino, os jogadores do Flamengo foram surpreendidos com a ausência dos seus pertences (roupas e objetos de valor) e também do Zelador. Após os furtos, os jogadores foram até a Delegacia prestar queixa. O “Homem de Aço” fez a limpeza e, num piscar de olhos, desapareceu.
  • Coincidência ou não, o declínio do Sport Club Flamengo começou a partir de dezembro de 1935. Os jornais recifenses já especulavam que o clube se dissolveria. Naquele momento, a diretoria do Alvinegro dos Patativa publicou uma nota desmentindo que o clube estaria fechando às portas. Fato é que as campanhas seguintes até 1947 foram pífias, com o Flamengo figurando na penúltima e última colocações. Somado a brigas políticas com a Federação pernambucana e um desgaste com os principais clubes, a diretoria resolveu se afastar das competições futebolísticas. Em 1954, o Diário de Pernambuco fez uma matéria com um ar de saudosismo para relembrar os grandes feitos do Sport Club Flamengo. Contudo, o clube seguiu no ostracismo até desaparecer definitivamente deixando saudades da briosa agremiação 1ª campeã de Futebol de Pernambuco.
  • Um de seus maiores ídolos foi o José Henrique Tarço, o Zé Tasso, tendo o Flamengo como ultimo clube profissional em 1939.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Ultimo presidente que teve seu mandato até 1949.
  2. «Campeonato Pernambucano 1915». Por Futebol Nacional. 13 de setembro de 2015. Consultado em 19 de abril de 2019 
  3. «CAMPEONATO PERNAMBUCANO DE 1915». Por Sidney Barbosa da Silva em Campeosdofutebol.com.br. 23 de março de 2014. Consultado em 19 de abril de 2019