Abrir menu principal

Stavanger /stəˈvæŋər/ é uma cidade e um município da Noruega. A cidade é a terceira maior zona urbana[1] e uma área metropolitana[2] na Noruega (através de conurbação com vizinhos Sandnes) e o centro administrativo do distrito de Rogaland. O município é o quarto mais populoso do pais. Localizada na Península de Stavanger, no sudoeste da Noruega, a cidade foi fundada oficialmente em 1125, ano em que a construção da Catedral de Stavanger terminou. O centro de Stavanger tem muitas casas de madeira dos séc. XVIII e XIX,[3] que estão protegidas e consideradas parte da herança cultural da cidade. Tal fez com que o centro e o interior da cidade mantenham um carácter de cidade pequena, com uma proporção invulgarmente elevada de moradias isoladas,[4] contribuindo significativamente para o crescimento da população nas zonas circundantes da Grande Stavanger.

Stavanger
Vista de Stavanger
Brasão oficial de Stavanger
Brasão
Apelido: "Capital do Petróleo"
País Noruega
Município Stavanger
Estabelecido 1125
Presidente Christine Sagen Helgø
Área  
  Total 71 km2 km²
  Urbana 77.98 km2 km²
  Metropolitana 2,598 km2 km²
População  
  Cidade (2011) 130,426
    Densidade   1,800/km2/km²
  Urbana 237,369
  Metro 319,822
   -Densidade metropolitana   120/km2/km²
Website: www.stavanger.kommune.no/

Actualmente Stavanger é considerada o centro da industria do petróleo na Noruega, é uma das capitais da energia da Europa e é chamada muitas vezes de "capital do petróleo". O Forus Business Park, localizado na fronteira municipal de Stavanger, Sandnes e Sola, é um dos maiores parques de negócios com cerca de 2,500 empresas e aproximadamente 40,000 empregos. A maior empresa da Escandinávia, a Statoil, tem sede em Forus, e em adição, várias outras companhias ligadas ao petróleo e ao gás têm os seus escritórios noruegueses na cidade. Como resultado, a cidade é considerada muito internacional, com uma taxa de imigrantes de 20.2%. Várias empresas estatais também têm os seus escritórios em Stavanger. Stavanger também é a casa de várias instituições de ensino superior, sendo a Universidade de Stavanger (UiS) a maior delas. A cidade também tem o Hospital Universitário de Stavanger (SUS), Museu Norueguês do Petróleo, Instituto Internacional de Investigação, Teatro de Rogaland, o Instituto Culinário e o campo militar KNM Harald.

Instalações militares domésticas e internacionais estão localizadas em Stavanger, entre elas o Joint Warfare Center, pertencente à NATO. Outros estabelecimentos internacionais e agências locais, especialmente de empresas estrangeiras de petróleo e gás no exterior, contribuíram ainda mais para uma população estrangeira significativa na cidade. Os imigrantes representam cerca de 11.3% da população de Stavanger.[5] Stavanger, desde o inicio de 2000, tem uma taxa de desemprego mais baixa que a média europeia e norueguesa. Em 2011, a taxa de desemprego era inferior a 2%.[6] A cidade é frequentemente listada como uma das mais caras do mundo, e Stavanger tem sido descrita como a mais cara do mundo em certos padrões.[7][8][9]

Em cada dois anos, Stavanger organiza o Offshore Northern Seas (ONS), a segunda maior conferencia e exposição do sector da energia. O Festival de Comida Gladmat acontece todos os anos e é considerado um dos mais importantes da Escandinávia. A cidade também é conhecida por ser um dos principais aglomerados de culinária do país. Stavanger foi Capital Europeia da Cultura em 2008.

Índice

Origem do NomeEditar

Norse dê forma do nome era Stafangr. Originalmente este era o nome de uma entrada (chamada agora Vågen). O primeiro elemento do nome é stafr m “equipe de funcionários, vara”. Isto podia consultar ao formulário da entrada, mas também ao formulário da montanha Valberget (Staven “a equipe de funcionários” é um nome comum de montanhas elevadas e íngremes em Noruega). O último elemento é angr m “entrada, fjord”.[10]

TransportesEditar

Stavanger é servida pelo Aeroporto de Stavanger, Sola, oferecendo rotas para as cidades dos maiores países europeus, assim como um numero limitado de voos charter intercontinentais. O aeroporto foi nomeado o mais pontual da Europa pelo flightstats.com em 2010.[11]

Relações InternacionaisEditar

Referências

  1. http://www.ssb.no/emner/02/01/10/beftett/tab-2009-06-16-01.html
  2. «Cópia arquivada». Consultado em 11 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 13 de agosto de 2013 
  3. «Gamle Stavanger» (em Norwegian). 5 de janeiro de 2013. Consultado em 5 de janeiro de 2013 
  4. «Boforhold, flytting og befolkningsutvikling i storbyene» (PDF) (em Norwegian). sintef.no. 1 de janeiro de 2000. Consultado em 5 de junho de 2012 
  5. Facts on Stavanger's immigrant population «Fakta om innvandrer- befolkningen i Stavanger» (PDF). imdi.no. 2007. Consultado em 6 de junho de 2012 [ligação inativa]
  6. «Stavangerstatistikken - arbeidsløshet» (em Norwegian). stavanger.kommune.no. 6 de junho de 2012. Consultado em 6 de junho de 2012 
  7. «The World's Most Expensive Cities 2010». businessweek.com. 2011. Consultado em 6 de junho de 2012 
  8. «Numbeo Costs of Living». numbeo.com. 6 de junho de 2012. Consultado em 6 de junho de 2012 
  9. Results from ECA International survey «And the world's most expensive city for expats is ... Tokyo». numbeo.com. 7 de dezembro de 2011. Consultado em 6 de junho de 2012. Arquivado do original em 10 de junho de 2012 
  10. [1]
  11. «2010 Airports - Best On-time Performance Awards». flightstats.com. 2011. Consultado em 6 de junho de 2012. Arquivado do original em 27 de janeiro de 2012 
  12. http://www.macae.rj.gov.br/noticias/leitura?noticia=27089 -Prefeitura Municipal de Macaé
  Este artigo sobre Geografia da Noruega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.