Steno (cineasta)

Stefano Vanzina, nome artístico Steno (Roma, 19 de janeiro de 1915 – Roma, 12 de março de 1988), foi um diretor de cinema italiano.

Steno
Nascimento Stefano Vanzina
19 de janeiro de 1915
Roma
Morte 12 de março de 1988 (74 anos)
Roma
Sepultamento Cemitério Flaminio
Cidadania Itália, Reino de Itália
Filho(s) Carlo Vanzina, Enrico Vanzina
Alma mater
Ocupação Cineasta, Roteirista

BiografiaEditar

Steno começou como redator de um jornal humorístico. Foi desenhista desse mesmo jornal e se formou em Direito antes de se iniciar no cinema como assistente de diretores como Mario Mattoli e Mario Monicelli, com quem fez também roteiros de várias produções na década de 1940.

Com Monicelli ele realizou a direção de Al diavolo la celebrità, em 1949 e sozinho estreou como diretor em 1952 com Totò a colori. Foi um diretor que optou por comédias e sempre com um humor patético.

Entre seus maiores sucessos estão: Un Giorno in pretura (1954) com Silvana Pampanini; Un Americano a Roma (1954); Mio figlio Nerone (1956) com Alberto Sordi e Brigitte Bardot; Copacabana Palace (1962) e Il Trapianto (1970) .

FilmografiaEditar

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um(a) cineasta é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.