Stephan Eleutheriades

Stephan Cleóbule Eleutheriades (1922, Mangalia - 2011) foi um arquiteto, artista plástico e pintor brasileiro, originário da Romênia.[1]

Stephan Eleutheriades
Nome completo Stephan Cleóbule Eleutheriades
Nascimento 1912,
Mangalia, Roménia
Morte 2011
Nacionalidade Romeno
Movimento Modernismo

BiografiaEditar

Ainda na Romênia, Eleutheriades formou-se em arquitetura pela Universidade de Bucareste, em Bucareste, 1948. Pintor e artista plástico autodidata, começou a se dedicar à pintura de linguagem figurativa em meados dos anos 1940. Enquanto ainda era estudante, teve notável presença na Exposição Juventude Artístico de 1947, onde os críticos destacaram a sua capacidade de atingir construção composicional síntese racionalismo com vibração cromática lírica.[2]

Imigra para o Brasil em 1951, fixando-se no Rio de Janeiro, então capital do país.[3] Em 1952 participou do Salão Nacional de Arte Moderna (SNAM), no Rio de Janeiro; já em 1959 da V Bienal de São Paulo. Realizou diversas exposições no Rio de Janeiro e em Minas Gerais (Juiz de Fora e Belo Horizonte).[3]

O crítico de artes visuais brasileiro Ruy Sampaio[4], em texto de 1986, diz a seu respeito: "Suas casas, seus campos, suas ruas, suas pessoas, por uma síntese muito sofrida existencialmente e intelectualmente repensada, são as esquinas, os horizontes, os vultos e contornos da memória, adestrados ao tema da solidão. E se, enquanto fatura e valor visual, a cor em Eleutheriades é um dos pólos, o outro será esse sentimento trágico que outras vozes romenas trouxeram até nós, na ironia de Ionesco, no drama social de Panait Istrati, na linguagem mítica de Mircea Eliade."[1]

Suas obras estão em coleções particulares na Romênia, Brasil, França, Grécia, Alemanha, Canadá e Estados Unidos.[2]

ExposiçõesEditar

  • 1947 - Salão da Juventude Artística, em Bucareste, Romênia
  • 1952 - 1o Salão Nacional de Arte Moderna, Rio de Janeiro
  • 1956 - 1a Individual na "Petit Galerie", Rio de Janeiro
  • 1959 - Participação na 5a Bienal de São Paulo, Brasil
  • 1962 - 2a Individual patrocinada pelos "Cadernos Brasileiros", Rio de Janeiro
  • 1965 - 3a Individual na Galeria Goeldi, Rio de Janeiro
  • 1969 - 4a Individual na Galeria Goeldi, Rio de Janeiro
  • 1972 - 5a Individual na Galeria Marte 21, Rio de Janeiro
  • 1973 - 6a Individual na Galeria Guignard, Belo Horizonte
  • 1973 - 7a Individual na Galeria Marte 21, Rio de Janeiro
  • 1975 - 8a Individual na Galeria Marte 21, Rio de Janeiro
  • 1977 - 9a Individual na Galeria Irlandini, Rio de Janeiro
  • 1979 - 10a Individual na Pró-Música, Juiz de Fora
  • 1980 - 11a Individual na Pró-Música, Juiz de Fora
  • 1986 - 12a Individual na Galeria khan, Rio de Janeiro
  • 1986 - 13a Individual na Galeria Seta, São Paulo
  • 1986 - 14a Individual na Galeria khan, Rio de Janeiro

Referências

  1. a b Dicionário brasileiro de artistas plásticos (INL/MEC, v. 2, 1974), organização de Carlos Cavalcanti.
  2. a b Instituto Cultural Romeno. «Stephan Eleutheriades» (em romeno). Consultado em 6 de setembro de 2018 
  3. a b STEPHAN Eleutheriades. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa217241/stephan-eleutheriades>. Acesso em: 06 de Set. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7
  4. RUY Sampaio. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa3828/ruy-sampaio>. Acesso em: 06 de Set. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7
  Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.