Abrir menu principal
Steven Crowder
Steven Blake Crowder
Crowder na Conservative Political Action Conference de 2013.
Nascimento 07 de julho de 1987  (32 anos)
Grosse Pointe, Michigan, U.S.
Residência Dallas, Texas, U.S.
Nacionalidade Americano-Canadense

Steven Blake Crowder (Grosse Pointe, Michigan, 7 de julho de 1987) é um comentador político conservador Americano-Canadense[1][2] Ele é o apresentador do programa de Louder with Crowder,[3] um podcast de cobertura de notícias, cultura pop e política, transmitido no YouTube e no serviço de streaming do Conservative Review CRTV, no LouderWithCrowder.com, no Facebook, SoundCloud, e iTunes. Ele também é um ex-colaborador da Fox News,[4] um convidado regular em TheBlaze, um ex-dublador do desenho infantil Arthur e freqüentemente é destaque na Glenn Beck Program e The Dana Show.

Início da vida e carreiraEditar

Crowder nasceu em Grosse Pointe, Michigan,[5] e criado em uma família Cristã em Greenfield Park, Quebec. Logo no início de sua carreira, ele trabalhou dublando o personagem Alan "Cérebro" Podwers para a série de televisão de Arthur. Ele começou a realizar apresentações de comédia stand-up com 15 anos de idade. Em seguida, ele atuou em uma série de filmes, incluindo o papel de Doug Moore no filme de 2009 Para Salvar uma Vida. Mais tarde, ele se tornou um convidado frequente como um formador de opinião em programas de notícias, sendo o primeiro desses o Fox News, e isso quando ele tinha 21 anos de idade. De de 2009 a 2013, Crowder trabalhou para a Fox News, tendo saído da emissora em 2013 logo depois de criticar o apresentador Sean Hannity em uma entrevista de rádio. Crowder faz vídeos de opinião, notícias e de sátira política em seu canal no YouTube, StevenCrowder, que atualmente apresenta mais de 2 milhões de inscritos.[6][7]

Ativismo políticoEditar

Em 2009, Crowder postou regularmente vídeos em mídias conservadoras satíricas como Pajamas Media[8] e o Big Hollywood de Andrew Breitbart. Crowder serviu como mestre de cerimônias no Conservative Political Action Conference de 2011[9] e gerou polêmica com um vídeo de rap que ele estreou na edição de 2012 do evento.[10] Em outubro de 2012, o vídeo que Crowder lançou YouTube parodiando Lena Dunham fazendo campanha para Barack Obama foi mencionado na conservadora revista The American Spectator.[11] Em 2016, Crowder criou um vídeo curto para o site educativo Prager University em que ele critica o socialismo democrático.[12]

Vida pessoalEditar

Crowder se casou com sua esposa Hilary Crowder em agosto de 2012, e escreveu sobre os benefícios de permanecer em abstinência antes de seu casamento.[13] Crowder é também um fã de artes marciais mistas (MMA), e participa de competições de artes marciais. Ele era um defensor para a legalização do MMA em Nova York.[14]

ReferênciasEditar