Abrir menu principal
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita referências, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2018). Ajude a inserir fontes confiáveis e independentes. Material controverso que esteja sem fontes deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Suely Franco
Suely após a apresentação da gravadora "Recordar é Viver", em São Paulo, 2011.
Nome completo Suely Franco Mendes
Nascimento 16 de outubro de 1939 (79 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Ocupação Atriz, cantora e humorista
Atividade 1960–presente
Cônjuge Eduardo Sidney (1961–1964);
Carlos Koppa (1964–1974)

Suely Franco (Rio de Janeiro, 16 de outubro de 1939) é uma atriz, cantora e humorista brasileira.

BiografiaEditar

Iniciou sua carreira, no final da década de 1950, como garota propaganda na TV Tupi. Logo depois, passa a participar do elenco de atores dos teleteatros da emissora. Em 1960, a convite da atriz Zilka Salaberry, ingressa no Teatro dos Sete, companhia de Fernanda Montenegro e Fernando Torres. Sua estreia nos palcos acontece na primeira montagem oficial de O Beijo no Asfalto, de Nelson Rodrigues, em 1961.

Em 50 anos de palco, faz vários trabalhos, em especial comédias e musicais. Nas mais de 70 peças em que atuou foi dirigida por nomes como Bibi Ferreira, Flávio Rangel, Gianni Ratto, Sérgio Britto, Cininha de Paula, Ary Fontoura, Wolf Maya e Ítalo Rossi, entre outros.

Em sua trajetória recebeu vários prêmios, como os que ganhou por suas atuações nas peças A Capital Federal, O Mágico de Oz e Somos Irmãs. Seu trabalho mais recente é no espetáculo Recordar é Viver, onde atua ao lado de Sérgio Britto.

Na televisão, além da TV Tupi, passa pela Rede Manchete, TV Rio, Rede Record, Bandeirantes, e principalmente, na TV Globo, onde durante os anos de 2005 e 2006, ela interpretou a personagem Dona Benta no seriado Sítio do Picapau Amarelo.

Desde 1960 atuou em inúmeras telenovelas. Entre seus maiores sucessos na TV estão a Cordélia Fontana em O Espigão e a Mimosa de O Cravo e a Rosa. Também fez bastantes comerciais, um deles da Kodak.

Depois disso, foi escolhida para interpretar Dona Benta em uma das temporadas da série infantil de sucesso Sítio do Picapau Amarelo, baseado na obra de Monteiro Lobato. Em seguida, encarnou a interesseira e implicante Agripina na novela Sete Pecados.

O teatro é seu principal interesse artístico, tendo feito várias peças de sucesso incluindo Moça nunca mais e Corra que papai vem aí, em ambas atuando com Ary Fontoura.

Vida PessoalEditar

Durante 1964 a 1974 foi casada com o ator Carlos Koppa, com quem teve um filho chamado Carlos Franco Guimarães, nascido em 1970. Durante uma entrevista à Revista Quem, a atriz afirmou: "Namorar é maravilhoso, mas casar é um horror!"

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Ano Título Personagem Notas
1960 Gabriela, Cravo e Canela Malvina Tavares
1965 Rosinha do Sobrado [1]
1969 Era Preciso Voltar Marlene
1970 Simplesmente Maria Suzana
Toninho on the Rocks Tiê
1971 A Selvagem Carlota
Hospital Maria Celeste (Celeste)
1973 João da Silva Marieta
Chico City Vários Personagens
Rosa dos Ventos
1974 O Espigão Cordélia Fontana
1975 Cuca Legal Irene Marcondes Moreira de Barros
O Grito Laís
1976 Estúpido Cupido Irmã Consuelo
1980 Chega Mais Participação especial
Marina Donana
1981 Baila Comigo Rosa França (Rosinha)
Jogo da Vida Cacilda Barros
1982 Caso Verdade
Guerra dos Sexos Alessandra do Lago
1984 Transas e Caretas Gina
1985 O Tempo e o Vento Cantora Lírica
Tamanho Família Zuzu
1987 A Rainha da Vida Hilda
1991 Estados Anysios de Chico City Várias personagens
1992 As Noivas de Copacabana Júlia
1993 Mulheres de Areia Celina de Almeida Passos
1995 Tocaia Grande Marcolina
1998 Dona Flor e Seus Dois Maridos Norma
Labirinto Abigail
Mulher Nilda Episódio: "Escolhas"
Pecado Capital Djanira
1999 Torre de Babel Mãe homofóbica Participação especial
O Belo e as Feras Darci Episódio: "É Apostando que se Recebe"
2000 Você Decide Episódio: "Uma Lição das Arábias"
O Cravo e a Rosa Mimosa Gomes da Costa
2001 A Grande Família Juva Temporadas 1–2
2002 Sabor da Paixão Alba Reis
2003 Malhação Dona Laila Temporada 10
2004 Metamorphoses Lourdes
A Diarista Eulina Episódio: "Será que Ela É?"
2005–06 Sítio do Picapau Amarelo Dona Benta Temporadas 5–6
2005–07 Tecendo o Saber Sebastiana
2007 Sete Pecados Agripina da Silva
2008 Casos e Acasos Cacilda Antunes Episódio: "A Nova Namorada, o Chefe e o Dia Fértil"
A Favorita Geralda Queiroz
2009 Tudo Novo de Novo Aurélia Episódio: "Vende-se"

Episódio: "Sogras & Lagartos"

Cama de Gato Julieta Brandão
2010 S.O.S. Emergência Dona Darcelina
2012 As Brasileiras Verinha Episódio: "A Inocente de Brasília"
Amor Eterno Amor Dona Zilda
2013 A Grande Família Dona Juva Episódio: "Um Homem Chamado Flor"
Joia Rara Rosário Pacheco Leão (Rosarinho)
2014–19 Detetives do Prédio Azul Alberta Leal (Vó Berta)
2014 Em Família Flora
Questão de Família Sra. Vanessa Episódio: "Cercado"
Os Homens São de Marte... Lídia Episódio: "Homem ideal"
Trair e Coçar É só Começar Dalila Episódio: "Ela É a Dona de Tudo"
2016 Êta Mundo Bom! Paulina Soares[2]
2017–18 Os Suburbanos Teodora
2017 Os Homens São de Marte... Lídia Episódio: "Quando a Felicidade Bate a Sua Porta"
2019 A Dona do Pedaço Marlene da Conceição Valadares[3]

CinemaEditar

Ano Nome Personagem
1968 Dois na Lona Suely
1974 Quatro Contra o Mundo
Motel Dira
1984 Corpo a Corpo, Todos os Sonhos do Mundo
2001 Minha Vida em Suas Mãos Inês
2002 Querido Estranho Roma
2003 Cristina Quer Casar Eunice
2004 Redentor Tia de Célio (participação especial)
2006 Acredite, um Espírito Baixou em Mim Amanda
2011 Uma Professora Muito Maluquinha Aparecida (Cida)
2013 Minha Mãe É Uma Peça - O Filme Tia Zélia (Zélia Amaral)
2016 Minha Mãe É Uma Peça 2
Era O Hotel Cambridge Gilda
2017 Eu Fico Loko Tatiana Figueiredo
D.P.A - O Filme Alberta Leal (Vovó Berta)
2018 D.P.A. 2 - O Mistério Italiano

DublagemEditar

Ano Título Personagem Nota
1999 Tarzan Kala Filme
2001–03 A Lenda de Tarzan Série de televisão

TeatroEditar

 
Suely Franco e Umberto Magnani em cena da peça Elza & Fred: O Amor não Tem Idade, em 2014.

Principais PeçasEditar

Ano Título Notas
1960 Com a Pulga Atrás da Orelha de Georges Feydeau, direção de Gianni Ratto
1961 O Beijo no Asfalto de Nelson Rodrigues, direção de Fernando Torres
1963 Um Domingo em Nova York de Norman Krasna, direção de Fernando Torres
Oito Mulheres de Robert Thomas, direção de Luís de Lima
1964 Os Fantástikos de Harvey Schmidt e Tom Jones, direção de Antonio do Cabo
O Patinho Torto de Coelho Neto, direção de Antônio Ghigonetto
1965 Na Ponta da Corda de Alfonso Paso, direção de Fábio Sabag
1966 Onde Canta o Sabiá de Gastão Tojeiro, direção de Paulo Afonso Grisolli
1967 Deu a Louca em Hollywood texto e direção de Carlos Machado
1989 Moça, Nunca Mais de Ary Fontoura e Júlio Dessaune, direção de Ary Fontoura e Ivan Senna
Trair e Coçar, É Só Começar! de Marcos Caruso, direção de Attílio Riccó
1990 Três Solteironas Balançando o Rambo direção de Abílio Fernandes
O Mágico de Oz de Francis Mayer, direção de Fábio Pilar
1994 Mimi, Uma Odalisca Infiel de Camilo Átilla, direção de Odavlas Petti
1995 Corra, que Papai Vem Aí de Ron Clark e Sam Bobrick, direção de Ary Fontoura
Psicose textoo e direção de Edson França Bueno
1997 Cafona Sim e Daí? texto e direção de Sérgio Britto
1998 Somos Irmãs de Sandra Louzada, direção de Cininha de Paula e Ney Matogrosso
2000 Ai, Ai, Brasil de Clovis Levi, direção de Sérgio Britto
2001 Luta Secreta de Maria da Encarnação de Gianfrancesco Guarnieri, direção de Marcus Faustini
2006 Outono e Inverno de Lars Norén, direção de Eduardo Tolentino de Araújo
2008 A Mandrágora, de Maquiavel direção de Eduardo Tolentino de Araújo
Um Homem Célebre de Machado de Assis, direção de Pedro Paulo Rangel
2010 Recordar É Viver de Hélio Sussekind, direção de Eduardo Tolentino de Araújo
2017 Loucas por Eles de Marcos Carnevale, adaptação de Walcyr Carrasco, direção de Fernando Cardoso
2018 As Loucas (ao lado de Fafy Siqueira) de Gabriel Chalita, direção de Hudson Glauber
2018 Quarta-Feira, Sem Falta, Lá em Casa (com Eva Wilma) de Mário Brasini, direção de Alexandre Reinecke

Prêmios e indicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Nomeação Resultado Ref
1965 Troféu Jornal O Globo Melhor atriz revelação em teatro musical
Os Fantástikos
Venceu [4]
1972 Prêmio Molière Melhor atriz
A Capital Federal
Venceu
Prêmio Governador do Estado Melhor atriz Venceu
Troféu APCA Melhor atriz Venceu
1990 Prêmio Coca-Cola Melhor atriz de teatro infantil
O Mágico de Oz
Venceu
1998 Prêmio Shell Melhor atriz
Somos Irmãs
Venceu [5]
Prêmio Sharp Melhor atriz Venceu [6]
1999 Prêmio Shell (São Paulo) Melhor atriz Venceu [5]
2012 Prêmio FITA - Festival Internacional de Teatro Homenagem
Conjunto da obra
Venceu
2017 Prêmio Guarani do Cinema Brasileiro Melhor atriz coadjuvante
Era o Hotel Cambridge
Indicado
Festival Aruanda do Audiovisual Brasileiro Melhor atriz Venceu
2018 Prêmio Zilka Sallaberry de Teatro Homenagem especial
Conjunto da obra
Venceu
2019 Prêmio Bibi Ferreira Melhor atriz em peça de teatro
Quarta Feira, Sem Falta, Lá em Casa
Venceu [7]
Prêmio do Humor Melhor performance Indicado [8]

Referências

  1. «Rosinha do Sobrado». Memória Globo. Consultado em 9 de abril de 2018 
  2. Gshow (27 de novembro de 2015). «Veja o elenco da nova novela das 6, 'Êta Mundo Bom!'». TV - Gshow. Consultado em 14 de dezembro de 2015 
  3. Redação (27 de janeiro de 2019). «Laura Cardoso, Suely Franco e Genézio de Barros farão a novela "Dias Felizes"». Notícias de TV. Consultado em 30 de dezembro de 2018 
  4. Suely Franco - A Alegria de Representar (Coleção Aplauso)
  5. a b Histórico dos vencedores do prêmio shell
  6. Folha de Londrina (02.06.1999) Falta de parceiros ameaça Prêmio Sharp Acesso em 29/09/19
  7. Observatório do Teatro. Em seu maior ano, Prêmio Bibi Ferreira elege seus melhores do teatro musical e debuta no teatro de prosa com estranhezas Acesso em 29 de setembro de 2019
  8. Culturice. Conheça os vencedores da edição São Paulo do Prêmio do Humor de 2019 Acesso em 29 de set de 2019

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.