Abrir menu principal

Supercopa Brasileira de Voleibol

Supercopa Brasileira de Voleibol
Voleibol Volleyball (indoor) pictogram.svg
País  Brasil
Confederação CSV
Organizador CBV
Informações gerais
Número de equipes 2
Temporadas
Primeira temporada 2015
Temporada atual 2019
Primeiro campeão Minas Gerais ASE Sada Cruzeiro (M)
Rio de Janeiro Rio de Janeiro VC (F)
Atual campeão São Paulo Vôlei Taubaté (M)
Minas Gerais Praia Clube (F)
Maior campeão Minas Gerais ASE Sada Cruzeiro (M) (3 títulos)
Rio de Janeiro Rio de Janeiro VC (F) (3 títulos)

Supercopa Brasileira de Voleibol é uma competição organizada pela Confederação Brasileira de Voleibol. Participam do torneio duas equipes no feminino e duas no masculino e ambas qualificam-se por serem os campeões da Superliga e da Copa Brasil.[1][2]

Os direitos de transmissão da Supercopa no Brasil pertence ao SporTV em TV fechada.[3][4]

ResultadosEditar

MasculinoEditar

SUPERCOPA BRASILEIRA DE VOLEIBOL MASCULINO
Ano Sede Campeão Resultado Vice-campeão
2015
Detalhes
  Itapetininga
Ginásio Ayrton Senna
 
ASE Sada Cruzeiro
3 – 0
33–31, 25–14, 25–21[5]
 
Vôlei Taubaté
2016
Detalhes
  Fortaleza
Ginásio do Centro de Formação Olímpica
 
ASE Sada Cruzeiro
3 – 1
18–25, 25–18, 25–21, 25–20[6]
 
BVC Campinas
2017
Detalhes
  Fortaleza
Ginásio do Centro de Formação Olímpica
 
ASE Sada Cruzeiro
3 – 1
25–27, 25–22, 25–20, 25–22[7]
 
Vôlei Taubaté
2018
Detalhes
  Belo Horizonte
Arena Minas
 
SESI-SP
3 – 0
25–22, 25–19, 25–22[8]
 
ASE Sada Cruzeiro
2019
Detalhes
  Uberlândia
Ginásio do Sabiazinho
 
Vôlei Taubaté
3 – 1
21–25, 25–21, 25–16, 25–18
 
ASE Sada Cruzeiro

FemininoEditar

SUPERCOPA BRASILEIRA DE VOLEIBOL FEMININO
Ano Sede Campeão Resultado Vice-campeão
2015
Detalhes
  Itapetininga
Ginásio Ayrton Senna
 
Rio de Janeiro VC
3 – 0
25–16, 25–16, 25–22[9]
 
EC Pinheiros
2016
Detalhes
  Uberlândia
Ginásio Oranides Nascimento
 
Rio de Janeiro VC
3 – 1
25–12, 25–19, 25–27, 25–20[10]
 
Praia Clube
2017
Detalhes
  Fortaleza
Ginásio do Centro de Formação Olímpica
 
Rio de Janeiro VC
3 – 2
21–25, 25–22, 25–19, 19–25 e 15–10[11][12]
 
Minas TC
2018
Detalhes
  Fortaleza
Ginásio do Centro de Formação Olímpica
 
Praia Clube
3 – 1
27–29, 25–17, 25–22, 25–23[13]
 
Osasco VC
2019
Detalhes
  Uberlândia
Ginásio do Sabiazinho
 
Praia Clube
3 – 0
25–22, 25–22, 25–19[14]
 
Minas Tênis Clube

Ver tambémEditar

Referências

  1. «SUPERCOPA: CBV anuncia data e local da competição». CBV. 2 de outubro de 2015. Consultado em 10 de março de 2016. Cópia arquivada em 10 de março de 2016 
  2. «Supercopa de Vôlei abre a temporada do vôlei nacional em Itapetininga». globoesporte.com. Grupo Globo. 6 de novembro de 2015. Consultado em 10 de março de 2016. Cópia arquivada em 10 de março de 2016 
  3. «SUPERCOPA: Sada Cruzeiro e Funvic/Taubaté se enfrentam na disputa pelo título». CBV. 5 de novembro de 2015. Consultado em 10 de março de 2016. Cópia arquivada em 10 de março de 2016 
  4. «Supercopa reúne melhores times da temporada e terá rodada dupla em SP». globoesporte.com. Grupo Globo. 2 de outubro de 2015. Consultado em 10 de março de 2016. Cópia arquivada em 10 de março de 2016 
  5. Quaranta, Rodolfo; Sérgio Pais (6 de novembro de 2015). «Cruzeiro bate o desfalcado Taubaté e leva o troféu da Supercopa para MG». globoesporte.com. Grupo Globo. Consultado em 10 de março de 2016. Cópia arquivada em 10 de março de 2016 
  6. Silveira, Crisneive; Roberto Leite (29 de outubro de 2016). «Na terceira decisão contra Campinas, Cruzeiro é campeão da Supercopa». globoesporte.com. Grupo Globo. Consultado em 2 de novembro de 2016. Cópia arquivada em 2 de novembro de 2016 
  7. «Com vitória sobre o Taubaté Funvic, Sada Cruzeiro conquista tricampeonato da Supercopa». Consultado em 12 de outubro de 2017 
  8. «Sesi vence Cruzeiro e conquista título da Supercopa de vôlei». 20 de outubro de 2018. Consultado em 21 de outubro de 2018. Cópia arquivada em 21 de outubro de 2018 
  9. «Rio de Janeiro bate Pinheiros e leva para casa inédito título da Supercopa». globoesporte.com. Grupo Globo. 7 de novembro de 2015. Consultado em 10 de março de 2016. Cópia arquivada em 7 de novembro de 2015 
  10. «Rio se recupera da derrota no Carioca, bate Praia Clube e leva Supercopa». globoesporte.com. Grupo Globo. 7 de outubro de 2016. Consultado em 9 de outubro de 2016. Cópia arquivada em 9 de outubro de 2016 
  11. https://www.gazetaesportiva.com/campeonatos/superliga-feminina-de-volei/rio-bate-minas-no-tie-break-e-conquista-o-tri-da-supercopa-de-volei/
  12. Crisneive Silveira; Juscelino Filho (14 de outubro de 2017). «No tie-break, Rio supera Minas e fatura o tri da Supercopa de vôlei». Globoesporte.com. Grupo Globo. Consultado em 26 de fevereiro de 2018 
  13. «"Praia Clube vence Osasco e é o 1º campeão da Supercopa da era pós-Rio de Janeiro"». GloboEsporte.com. 11 de novembro de 2018. Consultado em 11 de novembro de 2018 
  14. «Praia Clube bate o Itambé Minas e conquista o título da Supercopa de vôlei». O Tempo. 1 de novembro de 2019. Consultado em 2 de novembro de 2019 

Ligações externasEditar