Superliga Brasileira de Voleibol Masculino de 2016 - Série B

Superliga B 2016
Voleibol Volleyball (indoor) pictogram.svg
Informações gerais
País  Brasil
Organizador CBV
Período de 16 de janeiro a 18 de março de 2016
Participantes 13
Resultados
Campeão Paraná M.V. Selmer/Caramuru (1º título)
Vice-campeão São Paulo SESI-SP B
Aumento Promoção Paraná M.V. Selmer/Caramuru
Estatísticas
Número de jogos 53
◄◄ 2015 Bola de volei de quadra.svg 2017 ►►
Página oficial da competição

A Superliga Brasileira de Voleibol Masculino de 2016 - Série B será a quinta edição desta competição organizada pela Confederação Brasileira de Voleibol através da Unidade de Competições Nacionais. Trata-se da segunda divisão do Campeonato Brasileiro de Voleibol Masculino, a principal competição entre clubes de voleibol masculino do Brasil. Participarão do torneio treze equipes provenientes de seis estados brasileiros e do Distrito Federal.

Equipes participantesEditar


Alfa/Monte Cristo (GO)

O Monte Cristo, campeão da edição 2013, voltou a Goiânia e à série B após mudança para Montes Claros para disputa da divisão principal em 2015.[1] Após um 6º lugar na Liga Nacional 2015, chegou à Superliga B com o objetivo de chegar às quartas-de-final.[2]

O clube treina e joga na Arena Monte Cristo, no bairro de Cidade Jardim, que tem capacidade para mil pessoas.[3]

APAN/Barão/Cremer (SC)

Time de maior tradição do estado de Santa Catarina, com sete participações na Superliga, chegou à Superliga B após vencer os Jogos Abertos de Santa Catarina e o Campeonato Catarinense de Voleibol.[4]

ASPMA/Berneck (PR)

O clube de Araucária (PR) disputou a Superliga B pela primeira vez em 2016. Chegou à competição após vencer o campeonato paranaense e tinha o objetivo de passar da primeira fase.[5]

Botafogo (RJ)

Campeão estadual do Rio de Janeiro, o Botafogo disputou pela primeira vez a Superliga B com o objetivo de voltar à elite, depois de ter formado bons times nas décadas de 1960, 1970 e 1980, tendo sido inclusive campeão nacional em 1976.[6]

Flamengo (RJ)

O Flamengo retornou a uma competição adulta de alto rendimento na modalidade após 19 anos de ausência,[7] tendo disputado por três vezes a Superliga nos anos 1990.[8] Depois de longo tempo sem ter uma equipe de voleibol adulto, o clube carioca tentou uma parceria com o time de Juiz de Fora para voltar a jogar a Superliga A. Porém, com a dificuldade em encontrar patrocinadores, decidiu montar um time com os jogadores da base do clube e alguns reforços, e disputar a divisão de acesso pela primeira vez, após ser vice-campeão estadual.

Itajaí Pró Vôlei/FMEL (SC)

Destaque nas categorias de base, o clube de Itajaí, no litoral catarinense, montou um time adulto para disputar a Superliga B pela primeira vez.[9]

M.V. Selmer/Caramuru (PR)

Estreante na Superliga B, a Associação Caramuru de Esportes, quer colocar o município de Castro/PR no mapa do voleibol nacional. Para viabilizar sua participação na Superliga B a equipe buscou o apoio do Poder Público Municipal e algumas empresas da região.[10]

Sada/Cruzeiro/Unifemm (MG)

Um dos principais clubes de vôlei do Brasil, o Sada Cruzeiro Vôlei participou da Superliga B 2016 com um time formado por atletas sub-19 e sub-21. Foi campeão em 2015, mas por já ter um time na elite, não tem direito à vaga.[11]

São Bernardo Vôlei (SP)

O tradicional clubes de São Bernardo participou pela primeira vez da Superliga B, com o objetivo de retornar à elite.[12]

SESI (SP)

O SESI participa da divisão de acesso com uma equipe sub-19 e sub-21 para dar oportunidade aos jovens de competirem em alto nível. Por já ter um time na elite, não disputa a vaga de acesso.[13]

Super Vôlei Santo André (SP)

Após o 6º lugar no campeonato paulista, a equipe chegou à Superliga B com o objetivo de chegar às semifinais, com a experiência de ter participado de três das últimas quatro edições. Em 2011, chegou a disputar a divisão principal.[14]

Uberlândia/Gabarito (MG)

O Uberlândia foi convidado por ser campeão da Liga Nacional sub-23 em 2015.[15] Apesar de estreantes, chegam à Superliga B com a expectativa de disputar o título da competição.[16]

UPIS/Brasília (DF)

A UPIS, de Brasília, será a única representante do Distrito Federal na edição 2016 da Superliga B. A equipe que estreou na competição nacional na temporada 2015, quer melhorar a péssima impressão que deixou na temporada passada, quando somou apenas dois pontos, terminando o campeonato na última posição, sem nenhuma vitória.

Equipe Cidade Última participação Temporada 2015
APAN/Barão/Cremer   Blumenau 2015
ASPMA/Berneck   Araucária estreante -
Botafogo   Rio de Janeiro estreante -
Flamengo   Rio de Janeiro estreante -
Alfa/Monte Cristo   Goiânia 2013 -
Itajaí Pro Vôlei/FMEL   Itajaí estreante -
M.V. Selmer/Caramuru   Castro estreante -
Sada/Cruzeiro/Unifemm   Sete Lagoas 2015
São Bernardo Vôlei   São Bernardo do Campo estreante 12º (Série A)
Sesi-SP B   São Paulo 2015
Super Vôlei Santo André   Santo André 2015
Uberlândia/Gabarito   Uberlândia estreante -
UPIS/Brasília   Brasília 2015

Fase classificatóriaEditar

As treze equipes participantes foram divididas em dois grupos. As equipes jogam em turno único contra as demais equipes de seu grupo e os quatro primeiros colocados em cada grupo se classificam para a segunda fase.[17]

ClassificaçãoEditar

  • Vitória por 3 sets a 0 ou 3 a 1: 3 pontos para o vencedor;
  • Vitória por 3 sets a 2: 2 pontos para o vencedor e 1 ponto para o perdedor.
  • Não comparecimento, a equipe perde 2 pontos.
  • Em caso de igualdade por pontos, os seguintes critérios servem como desempate: número de vitórias, razão de sets e razão de ralis.

Os quatro primeiros de cada grupo se classificam para a segunda fase

Grupo AEditar

Jogos Resultados Sets Pontos
Pos Equipe Pts T V D 3–0 3–1 3–2 2–3 1–3 0–3 V P R V P R
1   M.V. Selmer/Caramuru 14 6 5 1 0 4 1 0 0 1 15 9 1.667 545 515 1.058
2   São Bernardo Vôlei 12 6 4 2 3 1 0 0 2 0 14 7 2,000 495 431 1.148
3   APAN/Barão/Cremer 10 6 3 3 1 2 0 1 1 1 12 11 1.091 518 520 0.996
4   SESI-SP B 9 6 3 3 1 2 0 0 2 1 11 11 1,000 518 500 1.036
5   ASPMA/Berneck 9 6 3 3 0 2 1 1 1 1 12 13 0.923 560 560 1,000
6   Itajaí Pró-Vôlei/FMEL 5 6 2 4 1 0 1 0 2 2 8 14 0.571 458 519 0.882
7   Super Vôlei Santo André 4 6 1 5 0 0 1 2 3 0 10 17 0.588 572 621 0.921

Grupo BEditar

Jogos Resultados Sets Pontos
Pos Equipe Pts T V D 3–0 3–1 3–2 2–3 1–3 0–3 V P R V P R
1   UPIS/Brasília 10 5 3 2 2 1 0 1 1 0 12 7 1.714 427 406 1.052
2   Botafogo 9 5 3 2 1 1 1 1 1 0 12 9 1.333 482 461 1.046
3   Sada/Cruzeiro/Unifemm 8 5 3 2 0 1 2 1 0 1 11 11 1,000 501 467 1.073
4   Uberlândia/Gabarito 8 5 2 3 0 2 0 2 1 0 11 11 1,000 494 505 0.978
5   Flamengo 6 5 2 3 1 1 0 0 2 1 8 10 0.800 395 427 0.925
6   Alfa/Monte Cristo 4 5 2 3 0 0 2 0 1 2 7 13 0.538 446 479 0.931

ResultadosEditar

Para um dado resultado encontrado nesta tabela, a linha se refere ao mandante e a coluna, ao visitante. A inicial F representa que a partida contra este time foi realizada fora de casa.

Grupo A

  ASP BLU CAR ITJ SBV SES STA Pos
  ASP ASPMA/Berneck F 2-3 3-1 F F 3-2
  BLU APAN/Barão/Cremer 3-1 1-3 3-0 F F F
  CAR M.V. Selmer/Caramuru F F F 3-1 0-3 3-1
  ITJ Itajaí Pró-Vôlei/FMEL F F 1-3 F 3-0 3-2
  SBV São Bernardo Vôlei 3-0 3-0 F 3-0 F F
  SES SESI-SP B 1-3 1-3 F F 3-1 F
  STA Super Vôlei Santo André F 3-2 F F 1-3 1-3

Grupo B

  BFR CRF MON SDC UGA UPS Pos
  BFR Botafogo F F F 3-2 3-1
  CRF Flamengo 3-1 3-0 1-3 F F
  MON Monte Cristo Voleibol 0-3 F F F 3-2
  SDC Sada Cruzeiro/Unifemm 3-2 F 2-3 F F
  UGA Uberlândia/Gabarito F 3-1 3-1 2-3 F
  UPS UPIS Brasília F 3-0 F 3-0 3-1

JogosEditar

Primeira rodadaEditar

16 de janeiro de 2016
16:00
Relatório
Super Vôlei Santo André   3 — 2   APAN/Barão/Cremer Complexo Esportivo Pedro Dell Antonia, Santo André
25
14
23
25
15
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
Set 5
16
25
25
23
11

16 de janeiro de 2016
20:00
Relatório
Itajaí Pró Vôlei/FMEL   1 — 3   M.V. Selmer/Caramuru Ginásio Ivo Silveira, Itajaí
25
20
22
20
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
20
25
25
25

17 de janeiro de 2016
17:00
Relatório
SESI-SP B   3 — 1   São Bernardo Vôlei Vila Leopoldina, São Paulo
25
19
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
23
25
15
17

Segunda RodadaEditar

19 de janeiro de 2016
20:00
Relatório
UPIS/Brasília   3 — 1   Uberlândia/Gabarito Ginásio da AABB, Brasília
25
20
22
20
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
20
25
25
25

19 de janeiro de 2016
20:00
Relatório
São Bernardo Vôlei   3 — 0   ASPMA/Berneck Ginásio Adib Moyses Dib, São Bernardo do Campo
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
16
17
19

20 de janeiro de 2016
16:00
Relatório
Flamengo   3 — 1   Botafogo Ginásio Togo Renan Soares, Rio de Janeiro
27
29
19
25
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
25
27
25
21

20 de janeiro de 2016
19:00
Relatório
Sada/Cruzeiro/Unifemm   2 — 3   Alfa/Monte Cristo Ginásio do Unifemm, Sete Lagoas
28
27
23
25
12
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
Set 5
26
29
25
13
15

20 de janeiro de 2016
20:00
Relatório
APAN/Barão/Cremer   1 — 3   M.V. Selmer/Caramuru Ginásio Barão do Rio Branco, Blumenau
25
22
21
8
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
18
25
25
25

20 de janeiro de 2016
20:00
Relatório
Itajaí Pró-Vôlei/FMEL   3 — 2   Super Vôlei Santo André Ginásio Ivo Silveira, Itajaí
32
25
19
25
15
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
Set 5
34
20
25
22
13

Terceira RodadaEditar

23 de janeiro de 2016
16:00
Relatório
Super Vôlei Santo André   1 — 3   São Bernardo Vôlei Complexo Esportivo Pedro Dell Antonia, Santo André
20
25
16
23
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
25
22
25
25

23 de janeiro de 2016
16:00
[Relatório]
UPIS/Brasília   3 — 0   Flamengo Ginásio da AABB, Brasília
26
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
24
22
17

23 de janeiro de 2016
17:00
Relatório
Sada/Cruzeiro/Unifemm   3 — 2   Botafogo Ginásio do Unifemm, Sete Lagoas
23
30
19
25
16
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
Set 5
25
28
25
18
14

23 de janeiro de 2016
18:00
Relatório
ASPMA/Berneck   3 — 1   Itajaí Pró-Vôlei/FMEL Ginásio Joval Paula de Souza (Parque Cachoeira), Araucária
23
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
25
22
15
20

23 de janeiro de 2016
19:00
Relatório
Uberlândia/Gabarito   3 — 1   Alfa/Monte Cristo Ginásio Municipal Tancredo Neves, Uberlândia
31
25
30
25
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
29
21
32
22

24 de janeiro de 2016
17:00
Relatório
SESI-SP B   1 — 3   APAN/Barão/Cremer Vila Leopoldina, São Paulo
25
25
31
23
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
27
22
33
25

Quarta RodadaEditar

27 de janeiro de 2016
17:00
  Flamengo 1 — 3   Sada/Cruzeiro/Unifemm Ginásio Togo Renan Soares, Rio de Janeiro
14
25
9
24
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
25
21
25
26

27 de janeiro de 2016
19:00
APAN/Barão/Cremer   3 — 1   ASPMA/Berneck Ginásio Barão do Rio Branco, Blumenau
21
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
25
22
22
20

27 de janeiro de 2016
20:00
M.V. Selmer/Caramuru   3 — 1   São Bernardo Vôlei Ginásio Douglas Pereira, Castro
19
25
27
25
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
25
22
25
21

27 de janeiro de 2016
20:00
Itajaí Pro Vôlei/FMEL   3 — 0   Sesi-SP B Ginásio Ivo Silveira, Itajaí
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
19
21
22

27 de janeiro de 2016
20:30
Botafogo   3 — 2   Uberlândia/Gabarito Ginásio Oscar Zelaya, Rio de Janeiro
25
20
19
25
16
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
Set 5
19
25
25
23
14

30 de janeiro de 2016
17:00
Alfa/Monte Cristo   3 — 2   UPIS/Brasília Arena Monte Cristo, Goiânia
25
19
25
23
15
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
Set 5
23
25
22
25
7

Quinta RodadaEditar

30 de janeiro de 2016
16:00
Super Vôlei Santo André   1 — 3   Sesi-SP B Complexo Esportivo Pedro Dell Antonia, Santo André
25
20
20
15
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
22
25
25
25

30 de janeiro de 2016
16:00
São Bernardo Vôlei   3 — 0   APAN/Barão/Cremer Ginásio Adib Moyses Dib, São Bernardo do Campo
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
21
21
22

30 de janeiro de 2016
18:00
ASPMA/Berneck   2 — 3   M.V. Selmer/Caramuru Ginásio Joval Paula de Souza (Parque Cachoeira), Araucária
22
25
26
22
12
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
Set 5
25
17
24
25
15

Sexta RodadaEditar

3 de fevereiro de 2016
20:30
SESI-SP B   1 — 3   ASPMA/Berneck Vila Leopoldina, São Paulo
17
25
20
24
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
25
20
25
26

5 de fevereiro de 2016
19:00
APAN/Barão/Cremer   3 — 0   Itajaí Pró-Vôlei/FMEL Ginásio Barão do Rio Branco, Blumenau
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
17
18
22

5 de fevereiro de 2016
20:00
UPIS/Brasília   3 — 0   Sada/Cruzeiro/Unifemm Ginásio da AABB, Brasília
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
22
20
21

13 de fevereiro de 2016
18:00
Alfa/Monte Cristo   0 — 3   Botafogo Arena Monte Cristo, Goiânia
20
22
24
Set 1
Set 2
Set 3
25
25
26

13 de fevereiro de 2016
19:00
Uberlândia/Gabarito   3 — 1   Flamengo Ginásio Municipal Tancredo Neves, Uberlândia
20
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
25
23
21
16

13 de fevereiro de 2016
20:00
M.V. Selmer/Caramuru   3 — 1   Super Vôlei Santo André Ginásio Douglas Pereira, Castro
18
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
25
19
18
15

Sétima RodadaEditar

13 de fevereiro de 2016
16:00
São Bernardo Vôlei   3 — 0   Itajaí Pro Vôlei/FMEL Ginásio Adib Moyses Dib, São Bernardo do Campo
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
17
11
13

15 de fevereiro de 2016
20:00
ASPMA/Berneck   3 — 2   Super Volei Santo André Complexo Esportivo Pedro Dell Antonia, Santo André
25
23
25
25
20
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
Set 5
22
25
23
27
18

16 de fevereiro de 2016
17:00
Flamengo   3 — 0   Alfa/Monte Cristo Ginásio Togo Renan Soares, Rio de Janeiro
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
23
17
21

16 de fevereiro de 2016
19:00
Uberlândia/Gabarito   2 — 3   Sada/Cruzeiro/Unifemm Ginásio Municipal Tancredo Neves, Uberlândia
25
24
28
17
8
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
Set 5
21
26
26
25
15

16 de fevereiro de 2016
20:00
M.V. Selmer/Caramuru   0 — 3   Sesi-SP B Ginásio Douglas Pereira, Castro
23
18
21
Set 1
Set 2
Set 3
25
25
25

16 de fevereiro de 2016
20:30
Botafogo   3 — 1   UPIS/Brasília Ginásio Oscar Zelaya, Rio de Janeiro
18
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
25
18
18
15

PlayoffsEditar

As quatro melhores equipes de cada grupo avançam para os Playoffs. O sistema é uma disputa em melhor de três jogos, sendo o primeiro jogo na casa do pior colocado e o segundo e terceiro jogo (se necessário) na casa do melhor colocado da Fase Classificatória.
A fase de quartas de final obedece o ordenamento abaixo:

Jogo 1 (1º colocado do Grupo A x 4º Colocado do Grupo B)
Jogo 2 (2º colocado do Grupo B x 3º Colocado do Grupo A)
Jogo 3 (2º colocado do Grupo A x 3º Colocado do Grupo B)
Jogo 4 (1º colocado do Grupo B x 4º Colocado do Grupo A)


Os vencedores destes confrontos se enfrentam na fase semifinal conforme ordenamento abaixo:

Vencedor Jogo 1 x Vencedor Jogo 2
Vencedor Jogo 3 x Vencedor Jogo 4

Obs: Caso as Equipes do Sada/Cruzeiro/Unifemm e Sesi-SP avancem à semifinal, obrigatoriamente devem se enfrentar.[18]


A Final será disputada entre as duas equipes vencedoras da fase semifinal em um único jogo, na casa da equipe melhor classificada na Fase Classificatória. O Campeão garante vaga na Superliga 2016-17 - Série A. As demais equipes ainda terão uma chance de classificação para a Elite do vôlei nacional, disputando o Torneio Seletivo juntamente com os dois últimos colocados da divisão principal.
Obs: Caso a Equipe do Sada/Cruzeiro/Unifemm ou Sesi-SP seja campeão, a vaga para a Superliga Masculina 2016/2017, será do segundo colocado da competição. [18]


  Quartas-de-final Semifinais Final
   21 de fevereiro a 2 de março de 2016  5 a 13 de março de 2016  19 de março de 2016
                                   
  1ºA    M.V. Selmer/Caramuru 3 2 3  
4ºB    Uberlândia/Gabarito 1 3 0  
     M.V. Selmer/Caramuru 0 3 3  
     Botafogo 3 0 0  
2ºB    Botafogo 0 3 3
  3ºA    APAN/Barão/Cremer 3 0 2  
       M.V. Selmer/Caramuru 3
     SESI-SP B 0
  2ºA    São Bernardo Vôlei 0 3 3  
3ºB    Sada/Cruzeiro/Unifemm 3 1 0  
     São Bernardo Vôlei 2 1 -
     SESI-SP B 3 3 -  
1ºB    UPIS/Brasília 0 1 -
  4ºA    SESI-SP B 3 3 -  


Quartas de FinalEditar

Primeira Rodada
20 de fevereiro de 2016
19:00
Uberlândia/Gabarito   1 — 3   M.V. Selmer/Caramuru Ginásio Municipal Tancredo Neves, Uberlândia
18
23
25
22
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
25
25
23
25

20 de fevereiro de 2016
19:30
APAN/Barão/Cremer   3 — 0   Botafogo Ginásio Barão do Rio Branco, Blumenau
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
23
17
22

23 de fevereiro de 2016
18:00
Sada/Cruzeiro/Unifemm   3 — 0   São Bernardo Vôlei Ginásio do Unifemm, Sete Lagoas
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
23
19
23

20 de fevereiro de 2016
20:00
SESI-SP B   3 — 0   UPIS/Brasília Vila Leopoldina, São Paulo
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
23
11
17
Segunda Rodada
27 de fevereiro de 2016
20:15
M.V. Selmer/Caramuru   2 — 3   Uberlândia/Gabarito Ginásio Padre Pagnacco, Castro
25
21
25
25
14
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
Set 5
21
25
27
15
16

27 de fevereiro de 2016
16:00
Botafogo   3 — 0   APAN/Barão/Cremer Ginásio Oscar Zelaya, Rio de Janeiro
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
22
19
21

1 de março de 2016
19:00
São Bernardo Vôlei   3 — 1   Sada/Cruzeiro/Unifemm Ginásio Adib Moyses Dib, São Bernardo do Campo
25
23
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
19
25
17
17

27 de fevereiro de 2016
16:00
UPIS/Brasília   1 — 3   SESI-SP B Ginásio da AABB, Brasília
25
21
18
13
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
19
25
25
25
Terceira Rodada
28 de fevereiro de 2016
17:00
M.V. Selmer/Caramuru   3 — 0   Uberlândia/Gabarito Ginásio Padre Pagnacco, Castro
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
19
19
20

28 de fevereiro de 2016
20:00
Botafogo   3 — 2   APAN/Barão/Cremer Ginásio Oscar Zelaya, Rio de Janeiro
27
22
28
25
15
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
Set 5
29
25
26
21
9

2 de março de 2016
19:00
São Bernardo Vôlei   3 — 0   Sada/Cruzeiro/Unifemm Ginásio Adib Moyses Dib, São Bernardo do Campo
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
16
21
21

SemifinaisEditar

Primeira Rodada
5 de março de 2016
18:00
Botafogo   3 — 0   M.V. Selmer/Caramuru Ginásio Oscar Zelaya, Rio de Janeiro
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
22
19
22

5 de março de 2016
18:00
SESI-SP B   3 — 2   São Bernardo Vôlei Vila Leopoldina, São Paulo
25
21
17
25
15
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
Set 5
18
25
25
20
7
Segunda Rodada
12 de março de 2016
20:15
M.V. Selmer/Caramuru   3 — 0   Botafogo Ginásio Padre Pagnacco, Castro
29
25
26
Set 1
Set 2
Set 3
27
20
24

12 de março de 2016
16:00
São Bernardo Vôlei   1 — 3   SESI-SP B Ginásio Adib Moyses Dib, São Bernardo do Campo
25
19
22
21
Set 1
Set 2
Set 3
Set 4
15
25
25
25
Terceira Rodada
13 de março de 2016 M.V. Selmer/Caramuru   3 — 0   Botafogo Ginásio Padre Pagnacco, Castro
25
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
23
17
17

FinalEditar

18 de março de 2016
20:15
M.V. Selmer/Caramuru   3 — 0   SESI-SP B Ginásio Padre Pagnacco, Castro
26
25
25
Set 1
Set 2
Set 3
24
20
20

Classificação FinalEditar

Posição Equipe Classificação/rebaixamento
    M.V. Selmer/Caramuru   Superliga 2016-17 - Série A
    SESI-SP B   Superliga 2017 - Série B
    São Bernardo Vôlei   Superliga 2017 - Série B
4   Botafogo   Superliga 2017 - Série B
5   UPIS/Brasília   Superliga 2017 - Série B
6   APAN/Barão/Cremer   Superliga 2017 - Série B
7   Sada/Cruzeiro/Unifemm   Superliga 2017 - Série B
8   Uberlândia/Gabarito   Superliga 2017 - Série B
9   ASPMA/Berneck   Superliga 2017 - Série B
10   Flamengo   Superliga 2017 - Série B
11   Itajaí Pró-Vôlei/FMEL   Superliga 2017 - Série B
12   Alfa/Montecristo   Superliga 2017 - Série B
13   Super Vôlei Santo André   Superliga 2017 - Série B

PremiaçõesEditar

Superliga 2016 - Série B
 
M.V.SELMER/CARAMURU
Campeão
(1º título)

Ver tambémEditar


Referências

  1. «Campeão em 2013, Monte Cristo visita o Cruzeiro na estreia da Superliga B». GloboEsporte.com. 20 de janeiro de 2016. Consultado em 20 de janeiro de 2016 
  2. «Montecristo (MG)». CBV. Consultado em 21 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 25 de janeiro de 2016 
  3. Vasconcelos, Fernando (18 de janeiro de 2016). «De volta a Goiânia, Monte Cristo apresenta time para Superliga B». GloboEsporte.com. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  4. «Apan/Barão/Cremer». CBV. Consultado em 20 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 25 de janeiro de 2016 
  5. «ASPMA/Berneck (PR)». CBV. Consultado em 20 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 25 de janeiro de 2016 
  6. «Botafogo (RJ)». CBV. Consultado em 20 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 25 de janeiro de 2016 
  7. Leme, Tiago (13 de janeiro de 2016). «Fla vê vôlei com potencial de superar basquete, mas cita falta de patrocínio». GloboEsporte.com. Consultado em 20 de janeiro de 2016 
  8. «Flamengo (RJ)». CBV. Consultado em 21 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 25 de janeiro de 2016 
  9. «Itajaí Pró Vôlei/FMEL (SC)». CBV. Consultado em 21 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 25 de janeiro de 2016 
  10. «Cópia arquivada». Consultado em 25 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2016 
  11. «Sada Cruzeiro/Unifemm (MG)». CBV. Consultado em 21 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 25 de janeiro de 2016 
  12. «São Bernardo (SP)». CBV. Consultado em 21 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 25 de janeiro de 2016 
  13. «SESI (SP)». CBV. Consultado em 21 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 26 de março de 2016 
  14. «Super Vôlei Santo André (SP)». CBV. Consultado em 21 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 25 de janeiro de 2016 
  15. Aleixo, Caroline. «Uberlândia bate o martelo e disputará Superliga Masculina B em 2016». GloboEsporte.com. Consultado em 20 de janeiro de 2016 
  16. «Uberlândia/Gabarito (MG)». CBV. Consultado em 21 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 25 de janeiro de 2016 
  17. Aleixo, Caroline (11 de dezembro de 2015). «CBV fecha tabela da Superliga B e Uberlândia manda três jogos em casa». GloboEsporte.com. Consultado em 20 de janeiro de 2016 
  18. a b «Cópia arquivada» (PDF). Consultado em 28 de janeiro de 2016. Arquivado do original (PDF) em 1 de fevereiro de 2016