Abrir menu principal
Susana Zabaleta
Nome completo Susana Zabaleta Ramos
Nascimento 30 de setembro de 1964 (54 anos)
Monclova, Coahuila
México
Ocupação Atriz, cantora
[Site Oficial Página oficial]

Susana Zabaleta (Monclova, 30 de setembro de 1964) é uma atriz e cantora mexicana.[1]

Índice

BiografiaEditar

Estudou ópera em Florência, Itália, finalizando posteriormente a carreira de concertista na Escola Superior de Música, na Cidade do México. No inicio de sua carreira participou de concertos com a Orquestra de Cámara de Ollin Yoliztli, participando nas óperas La Traviata, Elixir de amor e Dido e Eneas.

Entre 1986 e 1988, atuou em peças como El violinista en el tejado, Barnum, Don Quijote de la Mancha, Mi vida es mi vida e Magnolias de acero.

Por sua qualidade em ambas facetas foi premiada com "La Revelación del Heraldo de México", "El Sol de México" e otros reconhecimentos por parte da Associação de Críticos no Teatro e Meios de Comunicação.

Em 1995 gravou seu primeiro disco, ¿O...fue un sueño?, com direção de Luis Carlos Esteban, em Madrid, Espanha. Susana também atuou em telenovelas como Al filo de la muerte (1991), La sombra del otro (1996) e Pueblo chico, infierno grande (1997).

Em 1996, desempenhou seu primeiro papel protagonico no filme Sobrenatural, no qual obteve importantes reconhecimentos como nos festivais de cinema de Porto Rico e Huelva. Nesse ano também protagonizou as cintas Cossi Fan Tutte (ópera no cinema) e Elisa antes del fin del mundo.

Em 1998 regressou a televisão, participando da telenovela Una luz en el camino, onde pela primeira vez realizou uma personagem antagonista, conseguindo uma excelente crítica pelo seu trabalho por parte dos meios de comunicação. No mesmo ano, protagonizou também a cinta mexicana Sexo, pudor y lágrimas, dirigida e escrita por Antonio Serrano, a qual foi um enorme êxito. Por sua personagem, foi possuidora de diversos prêmios, destacando o Premio Ariel como Melhor Atriz do ano.

Em 2000 atuou em El hombre de La Mancha, produção de Morris Gilbert e direção de Rafael Sánchez-Navarro. Neste mesmo ano, regressou a televisão personificando a antagonista da telenovela Mi destino eres tú, compartindo créditos estrelares com Lucero e Jorge Salinas. Nesta novela ela teve problemas com a produtora Carla Estrada.[2]

Em janeiro de 2001, filmou o filme Vivir mata, dirigida por Nicolás Echevarría, uma comedia romântica com Daniel Gimenez Cacho, Luis Felipe Tovar e Diana Bracho, o qual se estreou em fevereiro de 2002.

Em 2003 participou da telenovela Bajo la misma piel.[3]

Eventualmente gravou os discos Quiero sentir bonito (2004) e Para darle cuerda al mundo (2005), cantando temas originais Liliana Felipe, e pelo qual recebeu Disco de Ouro por altas vendas.

Em 2008 integrou o elenco da novela Fuego en la sangre.[4]

Em 2009 participou como conselheira do reality show Me quiero enamorar, de Televisa. Também formou parte de uma gira musical promovida pelo governo da Cidade de México, ao lado das cantorass Ely Guerra, Regina Orozco, Natalia Lafourcade e Amandititita.[5]

Em 2010, Susana revela à revista "Vanidades" sua bissexualidade, causada por uma violação que sofreu aos 13 anos de idade, o que impressionou a todo o público.

Em 4 de julho de 2011, Susana estreou como apresentadora de televisão, no programa chamado SuSana Adicción.[6]

Em julho de 2012, estréia a obra de teatro Amor, dolor y lo que traía puesto, ao lado de Silvia Pinal, Diana Bracho, Alejandra Barros, Gabriela de la Garza e Mariana Treviño.[7]

No mesmo ano, fez uma participação na telenovela Por ella soy Eva.[8]

Em 2 de outubro de 2013, Susana firma uma aliança discográfica por 5 anos entre Universal Music México e Consecuencias, sendo esta última o selo independente onde se encontra a maior parte de sua discografia previa.[9] Em 6 de outubro, ofereceu um concerto no Teatro da Cidade "Esperanza Iris" para apresentar seu álbum, La Sensatez y La Cordura.

CarreiraEditar

TelenovelasEditar

ProgramasEditar

SériesEditar

CinemaEditar

  • 2010 Boogie, el aceitoso
  • 2007 Colorín colorado este cuento no se ha acabado (Happily n'ever after) (Voz)
  • 2003 Simbad: La leyenda de los siete mares
  • 2001 Vivir mata
  • 1999 Crónica de un desayuno
  • 1999 Sexo, pudor y lágrimas
  • 1997 Elisa antes del fin del mundo
  • 1996 Sobrenatural
  • 1996 Cosi fan tutte
  • 1994 Soma
  • 1994 Pocahontas: interpretação de ¿Qué será quiero saber? e Colores en el viento, temas centrais do filme

TeatroEditar

  • 2014 Los Locos Addams
  • 2012 Amor, Dolor y lo que traía puesto
  • 2002 Los monólogos de la vagina
  • 2000 El hombre de La Mancha
  • 1997 La Gran Magia
  • 1996 Funesta
  • 1996 Matar o no Matar (El Hábito)
  • 1996 Una Sirena con Patas (El Hábito)
  • 1995 Pocahontas con La Malinche (El Hábito)
  • 1991 Cats
  • 1989 Que planton
  • 1989 Sorpresas
  • 1988 Don Quijote de la Mancha
  • 1988 Mi Vida es Mi Vida
  • 1988 Magnolias de Acero
  • 1986 El violinista en el tejado
  • 1986 Barnum

MúsicaEditar

  • 2014 Dancing Queens - Un tributo para ABBA (Disco de homenagem a ABBA - Participação especial com o tema "Gracias por la música")
  • 2013 La Sensatez y La Cordura
  • 2013 Nueva vida (Participação especial com a canção "Voy a ser madre")
  • 2011 Kinky, Retorcido
  • 2009 Amarrados
  • 2008 Las mujeres de Manzanero (Participação especial com o tema "Soy lo peor")
  • 2008 Del tingo al tango (Disco infantil - Participação especial com os temas "El cuero se me enchino" e "Cumbia de las lombrices")
  • 2007 Te Busqué
  • 2006 Matar o no matar (Disco de Liliana Felipe - Participação especial com as canções "Intento de liberación de lo obsceno" e "El protoplasma", dueto com Regina Orozco)
  • 2005 Para Darle Cuerda al Mundo
  • 2004 Quiero Sentir Bonito
  • 2002 El Pasado Nos Vuelve a Pasar
  • 2002 Navidad
  • 2000 Vacas sagradas (Disco de Liliana Felipe - Participação especial com a canção "¡Oh Monsiváis!" ao lado de Regina Orozco e Gabriel Minjares)
  • 1998 Mexican Divas (Participação especial com a canção "Desde el baño")
  • 1997 Desde el Baño
  • 1995 Soundtrack Pocahontas. (Participação especial com os temas "¿Qué será quiero saber?" e "Colores en el viento")
  • 1995 ¿O...Fue Un Sueño?

VideografiaEditar

  • 2006 DVD De la A a la Z

ÓperaEditar

  • El teléfono
  • La Traviata
  • Elixir de Amor
  • Dido y Aeneas

Prêmios e IndicaçõesEditar

  • 1996: Diosa de Plata - Sobrenatural
  • 1998: El Heraldo - Melhor atriz por Sexo pudor y lágrimas
  • 2000: Ariel - Melhor atriz por Sexo pudor y lágrimas
  • 2006: Disco de Ouro - Para darle cuerda al mundo
  • 2006: Disco de Platino - De la A a la Z
  • 2007: Luna del auditorio - Premio na categoria de Balada
  • 2008: Disco de Ouro - Te busqué

Prêmio TVyNovelasEditar

Ano Categoria Telenovela Resultado
2001 Melhor atriz antagonista Mi destino eres tú Nomeada

Referências

  1. «BIOGRAFÍA DE SUSANA ZABALETA». Musica. Consultado em 11 de fevereiro de 2016 
  2. «Pelea Susana Zabaleta por su karma con Carla?». El Universal. 30 de outubro de 2000. Consultado em 11 de fevereiro de 2016 
  3. «Susana Zabaleta será una bella y valiente marinera». Crônica. 28 de junho de 2003. Consultado em 11 de fevereiro de 2016 
  4. «Zabaleta llega con "Fuego en la sangre"». El Universal. 10 de julho de 2008. Consultado em 11 de fevereiro de 2016 
  5. «Susana Zabaleta y los Amorosos de Me Quiero Enamorar». TV y Espectaculos. 12 de outubro de 2009. Consultado em 11 de fevereiro de 2016. Arquivado do original em 16 de fevereiro de 2016 
  6. «Susana Zabaleta estrena el programa Su sana adicción». Excelsior. 4 de julho de 2011. Consultado em 11 de fevereiro de 2016 
  7. «Amor, dolor, ¡y lo que traía puesto!, mezcla de moda y sentimientos». La Jornada. 8 de julho de 2012. Consultado em 11 de fevereiro de 2016 
  8. «Aparece Susana Zabaleta en "Por ella soy Eva"». Starmedia. 5 de setembro de 2012. Consultado em 11 de fevereiro de 2016 [ligação inativa]
  9. «SUSANA ZABALETA FIRMA CONTRATO DISCOGRÁFICO CON UNIVERSAL MUSIC MÉXICO». Universal Music Magazine. 7 de outubro de 2013. Consultado em 11 de fevereiro de 2016 

Ligações externasEditar