Abrir menu principal
Suyane Moreira
Nome completo Suyane Moreira [1]
Nascimento 7 de novembro de 1982 (36 anos)
Juazeiro do Norte, CE
Nacionalidade Brasileira
Ocupação Atriz
IMDb: (inglês)

Suyane Moreira (Juazeiro do Norte, 7 de novembro de 1982) é uma atriz e ex-modelo brasileira. Começou como atriz no filme Árido Movie,[1] no qual foi descoberta. Em 2007 e 2008 atuou na minissérie Amazônia, de Gálvez a Chico Mendes[2] e Os Mutantes - Caminhos do Coração,[3] respectivamente, estabelecendo sua carreira de atriz.

Antes da carreira de atriz, Suyane foi modelo da Ford Models, que a contratou após ela ficar entre as cinco finalistas do Supermodel Brasil de 2000.[4] O contrato a levou a trabalhos no exterior, assim como a se tornar um dos rostos da marca M. Officer, de Carlos Miele.[1][4]

Índice

Primeiros anosEditar

Suyane cresceu com três outros irmãos nas cercanias carentes de Juazeiro do Norte. Aos dois anos, perdeu o pai e sua mãe, Antônia Moreira, teve que trabalhar como doméstica para sustentá-los. Neta de índios, até os nove anos a modelo vivia na roça, caçava insetos, não estudava nem penteava os cabelos.[1]

Antes de virar modelo, ainda na adolescência, Suyane foi recepcionista de concessionária de veículos e loja de calçados,[4] e no início da adolescência ela havia sido dançarina da bandas de forró em sua cidade. Chegou a se inscrever para o concurso que iria substituir Débora Brasil na banda É o Tchan!, mas não foi selecionada por ser muito magra e jovem (tinha apenas 14 anos).[4] Um ano depois ganhava da mãe um curso de modelo, como presente de debutante.[4] Contudo, por achar que o mundo da moda era só para as loiras sulistas, ela não se animou com a possibilidade de ser modelo. Até um dia ver a top model Naomi Campbell na televisão, seu grande modelo de inspiração.[4]

CarreiraEditar

ModeloEditar

A entrada dos anos 2000 coincidiu com a popularização das modelos nordestinas no mercado de moda brasileiro, já que até então as com biotipo europeu eram as preferidas.[5] Nessa época modelos provenientes do NorteNordeste, como Adriana Lima, Fernanda Tavares e Caroline Ribeiro, já estavam com suas carreiras em franca consolidação.[5]

No início de 2000, o 1,75 metro de altura e o biótipo exótico herdado dos antepassados indígenas e negros[4] de Suyane atraíram a atenção de um caça-talentos que havia ido a Juazeiro do Norte participar do evento em que ela havia sido convidada a desfilar, aos 17 anos, para o qual o pagamento seria uma calça de couro. Após ser garimpada por esse agente de moda, Suyane foi convidada a participar da etapa regional Norte–Nordeste do Supermodel Brasil em Fortaleza e acabou por vencê-lo. Dois meses depois estaria em São Paulo para a final nacional, na qual ficou em quarto lugar, entre as 52 mil candidatas inscritas nacionalmente.[4] Em menos de seis meses, já estava trabalhando em Nova York.

Sua primeira grande aparição nacional foi no São Paulo Fashion Week. O desfile, impactante, mostrava as modelos desfilando em meio a uma passarela que tinha como personagem central — sentada incólume e cercada de utensílios rústicos — a avó índia de Suyane, Joana Moreno. A M. Officer (responsável por lançar modelos como Isabeli Fontana e Raica Oliveira) foi seu primeiro grande trabalho. Até então só havia feito pequenos desfiles para as lojas de sua cidade. O contrato exclusivo com a Ford Models possibilitou outros trabalhos de peso, como as Vogues italiana e alemã,[4][1] assim como a L'Officiel francesa e um editorial para a i-D, a bíblia da moda britânica.[4] Fez ainda desfiles nas passarelas de Paris, Londres e Nova York e [1] em 2008 a modelo posou para o site Paparazzo.[6]

AtrizEditar

Em 2003, Suyane foi convidada a participar do longa-metragem Árido Movie, do cineasta Lírio Ferreira. Preparou-se para o papel com a atriz Myriam Muniz, que pôs Suyane na pele da índia Wedja, uma moça brejeira de sotaque nordestino e jeito agreste.[1] As filmagens tiveram locação em Arcoverde, Pernambuco, a alguns quilômetros de sua terra natal.[1] Em 2006, foi contratada para as filmagens da minissérie Amazônia, de Gálvez a Chico Mendes, da Rede Globo, na qual faz o papel de uma índia da tribo Ashaninka.[2] Em 2008 e 2009 participou de Os Mutantes - Caminhos do Coração e Mutantes - Promessas de Amor, como Iara. Já em 2010, foi a vilã Iaru, em Araguaia.

Já em 2012, protagonizou um dos episódios de As Brasileiras e integrou o elenco da telenovela Gabriela.

FilmografiaEditar

Vida pessoalEditar

A atriz foi casada com o ator Maurício Ribeiro, com quem tem dois fihos, Davi e Maria.[7] No passado já havia tido relacionamentos com um engenheiro paulistano e com o estilista Carlos Miele.[1]

Ligações externasEditar

 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Suyane Moreira

Referências

  1. a b c d e f g h i Nádia Pontes (2007). «Suyane Moreira estará na próxima temporada do 'Power Couple'...». purepeople.com. Consultado em 24 de abril de 2013 
  2. a b Da redação (22 de dezembro de 2006). «Grande elenco na festa da minissérie Amazônia». Portal Caras. Consultado em 24 de abril de 2013 
  3. Da redação (16 de agosto de 2008). «Boa forma de sereia». Portal Caras. Consultado em 24 de abril de 2013 
  4. a b c d e f g h i j Edwin Paladino (12 de março de 2001). «Iracema Fashion». Istoé Gente. Consultado em 24 de abril de 2013 
  5. a b Rodrigo Cardoso (2000). «O brilho da beleza que não vem do Sul». Istoé Gente. Consultado em 24 de abril de 2013 
  6. Adriana Nogueira (24 de agosto de 2012). «Suyane Moreira 'dança' enquanto fotografa para o Paparazzo». Ego – Globo.com. Consultado em 24 de abril de 2013 
  7. Sonia Vieira (14 de abril de 2012). «Suyane Moreira sobre o cabelo: "Me desapeguei"». Revista Quem. Consultado em 24 de abril de 2013