T. S. Ashton por volta de 1950.

Thomas Southcliffe Ashton (1899 – 1968) foi um historiador de economia britânico. Foi professor de "História Económica" no London School of Economics na University of London de 1944 a 1954. A sua obra mais conhecida The Industrial Revolution (1760 - 1830) (1961) (traduzida em Portugal, como "A revolução industrial: 1760-1830"), em que dá uma visão positiva dos benefícios da era da revolução industrial.

Ele doou dinheiro para a criação do T. S. Ashton Prize, um prémio anual da Economic History Society. O prémio é na atualidade de £750 e que é entregue todos os anos numa conferência, em honra do melhor artigo que foi escrito em Economic History Review nos últimos dois anos.

Carreira profissionalEditar

Thomas Ashton foi educado na escola secundária de Ashton-under-Lyne e na Universidade de Manchester. A sua carreira académica focou-se em economia e em finanças públicas. Ashton foi leitor-assistente em Economia na Universidade de Sheffield entre 1912e 1919, e entre 1919 e 1921 Leitor e Tutor na Universidade de Birmingham. Em 1921 foi nomeado como Leitor Sénior em Economia na Universidade de Manchester. . Foi professor de Economia na London School of Economics onde lecionou entre 1944 e 1954. Foi presidente da Manchester Statistical Society (1938 - 1940), e da Economic History Society (1960 - 1963).

ObrasEditar

As suas obras cobrem a economia do século XVIII e incluem as indústrias do ferro, aço e carvão:

  • Iron and Steel in the Industrial Revolution (1924)
  • The Coal Industry (with Joseph Sykes) (1929)
  • Economic and Social Investigations in Manchester 1833 - 1933 (1934)
  • An Eighteenth-Century Industrialist: Peter Stubs of Warrington 1756 - 1806 (1939)
  • The Industrial Revolution (1760 - 1830) (1948, 1997) edição online
  • An Economic History of the Eighteenth Century (1955) edição online
  • Economic Fluctuations in England 1700 - 1800 (1959) edited by EB Schumpeter
  • English Overseas Trade Statistics 1697 - 1808 (1960)

Ligações externasEditar