Abrir menu principal

TUE Série 8000 (CPTM)

(Redirecionado de TUE CAF 8000)
TUE Série 8000 (CPTM)
Entrega da Estação Quitaúna Osasco (35482446051).jpg
Trem Unidade Elétrico CAF série 8000
----
CAF 8000 - Gangway.JPG
Visão interna. Passagem livre entre carros.
----
Fabricante Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles - CAF
Fábrica Brasil Hortolândia, SP
Período de construção 2010–2012[1]
Entrada em serviço 2012
Total construídos 36[2]
Total em serviço 35[3]
Total desmanchados 0
Formação 8 carros (A-B-B-B-B-B-B-A)
Capacidade 2.008 passageiros por TUE (228 sentados)
Operador CPTM
Depósitos Pátio Presidente Altino
Linhas 8cinza.png Diamante

9greenturquoise.png Esmeralda

Especificações
Corpo Aço Inox
Comprimento do veículo com cabine: 21,92 m
intermediário: 20,61 m
Largura 3,05 m
Altura 3,93 m
Altura do Piso 1,33 m
Altura da plataforma 1100 mm
Portas 8 por carro (4 de cada lado)
Velocidade máxima 90 km/h[2]
Peso 179 toneladas
Aceleração 0,90 m/s2
Desaceleração Serviço: 1,10 m/s2
Emergência: 1,20 m/s2
Tipo de tração inversor VVVF IGBT
Motor motores assíncronos AC
Potência 2.860 kW
Tipo de transmissão elétrica
Tipo de climatização ar condicionado
Alimentação 3000 Vcc
Captação de energia Catenária
Classificação UIC Bo'Bo' + 2'2' + 2'2' + Bo'Bo'
Freios Elétricos regenerativos, 2 discos de freio(na alma da roda) por eixo
Acoplamento Scharfenberg
Bitola 1.600 mm

O TUE Série 8000 (CPTM) é um trem-unidade elétrico pertencente à empresa Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles (CAF) e alugado via parceria público-privada para a CPTM.[4]

HistóriaEditar

Projeto e fabricaçãoEditar

Durante o processo de modernização da Linha 8, a CPTM identificou a necessidade de operação de 36 trens. Por conta da indisponibilidade financeira da empresa, foi estudada uma parceria público-privada (PPP) com algum fabricante de trens. A CPTM cederia a frota de 24 TUEs Série 5000 (Fepasa) e as oficinas do pátio Presidente Altino, e a empresa privada parceira teria de fabricar ou adquirir mais doze novos trens, além de realizar a manutenção da frota, sendo remunerada pela CPTM.[5]

O processo de PPP foi lançado em 27 de maio de 2009, com o investimento inicial do parceiro privado previsto de novecentos milhões de reais (reforma de 24 trens e aquisição de doze novos) e o do estado de duzentos milhões de reais por ano, durante um período de vinte anos. O processo foi vencido pelo consórcio Paulista CTrens[6] (formado pelas empresas Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles e Inversiones en Concesiones Ferroviarias). No entanto, após a assinatura do contrato, o consórcio optou por fabricar 36 trens novos, financiados pelo BNDES.[7][8]

OperaçãoEditar

Os primeiro trens da Série 8000 foram apresentado à população durante a reinauguração da Estação Barueri, da Linha 8–Diamante. A primeira viagem comercial com usuários ocorreu em 6 de fevereiro de 2012.[9]

Em 7 de julho de 2019, por necessidade operacional, os trens da Série 8000 passaram a prestar serviços na Linha 9–Esmeralda, por meio da composição 8013-8016.[10]

Relação das composiçõesEditar

Abaixo a relação dos 35 trens em operação.[3]

Numeração Linha em operação Entrada em operação
8001-8004   Diamante 1/2/2012
8009-8012 3/2/2012
8061-8064 19/9/2012
8065-8068 10/10/2012
8069-8072 20/10/2012
8073-8076 24/08/2012
8077-8080 10/9/2012
8081-8084 2/10/2012
8085-8088 29/10/2012
8089-8092 6/11/2012
8093-8096 13/11/2012
8097-8100 26/7/2012
8101-8104 23/11/2012
8105-8108 27/11/2012
8109-8110/8051-8052[11] 16/3/2017
8113-8116 17/12/2012
8117-8120 26/12/2012
8121-8124 22/1/2013
8125-8128 30/1/2013
8129-8132 8/2/2013
8133-8136 7/3/2013
8137-8140 14/3/2013
8141-8144 3/4/2013
8049-8050/8111-8112[11] Imobilizado 16/3/2017
8005-8008   Esmeralda [12] 1/2/2012
8013-8016[12] 9/2/2012
8017-8020[12] 25/2/2012
8021-8024[12] 3/2/2012
8025-8028[12] 24/2/2012
8029-8032[12] 13/3/2012
8033-8036[12] 23/3/2012
8037-8040[12] 16/3/2012
8041-8044[12] 28/3/2012
8045-8048[12] 5/4/2012
8053-8056[12] 10/8/2012
8057-8060[12] 13/7/2012

Acidentes e incidentesEditar

  • 2 de março de 2018 - Colisão entre dois trens da Série 8000 na Estação Barueri. O acidente deixou quatro pessoas feridas.[11]

Referências

  1. «Frota de Trens CPTM». CPTM. Consultado em 10 de março de 2018. Arquivado do original em 12 de junho de 2018 
  2. a b «COMMUTER TRAIN S/8000 CPTM» (em inglês). CAF 
  3. a b «Entrega e Operação dos Trens» (PDF). CPTM. Consultado em 17 de fevereiro de 2018 
  4. Programa Estadual de Concessões. «Linha 8 - Diamante». Plataforma digital de parceiras. Consultado em 14 de julho de 2019 
  5. Mahmoud Aoki (28 de maio de 2009). «CPTM publica licitação para PPP da Linha 8-Diamante». Conlicitações. Consultado em 14 de julho de 2019 
  6. CTrens S/A (2012). «Balanço Anual» (PDF). Valor Econômico. Consultado em 14 de julho de 2019 
  7. Secretaria dos Transportes Metropolitanos (16 de março de 2010). «Governo anuncia 36 novos trens para a Linha 8-Diamante». Portal do governo do estado de São Paulo. Consultado em 14 de julho de 2019 
  8. «BNDES vai financiar 36 novos trens para CPTM». Band. 11 de março de 2011. Consultado em 14 de julho de 2019 
  9. CPTM (7 de março de 2012). «Linha 8-Diamante da CPTM recebe mais três novos trens». Portal do governo do estado de São Paulo. Consultado em 14 de julho de 2019 
  10. Ricardo Meier (6 de julho de 2019). «Linha 9-Esmeralda receberá 12 trens da Série 8000, hoje usados na Linha 8». Portal Metro CPTM. Consultado em 14 de julho de 2019 
  11. a b c G1 São Paulo (2 de março de 2017). «Batida entre trens deixa feridos na estação Barueri da linha 8 da CPTM». G1. Consultado em 7 de fevereiro de 2018 
  12. a b c d e f g h i j k l «Série 8000 é confirmada e vai prestar serviços na Linha 9-Esmeralda». Rede Noticiando. 6 de julho de 2019. Consultado em 8 de julho de 2019 

Ligações externasEditar