A TV Folha é o braço audiovisual do jornal Folha de S.Paulo. O material produzido pela equipe é publicado no site da Folha e exibido em um programa semanal na TV Cultura (domingo, 20h; com reprise na mesma noite, 0h).

HistóriaEditar

A estreia da TV Folha aconteceu em 2011. Em um ano, a equipe produziu mais de 560 vídeos, entre reportagens, entrevistas e musicais.

Em entrevista à TV Folha em julho de 2011, o então ministro Nelson Jobim admitiu ter votado em José Serra para presidente –e foi substituído quase que imediatamente pela presidente Dilma Rousseff.[1]

Meses depois, a TV Folha mostrou o presidente do Senado, José Sarney, utilizando um helicóptero do governo do Maranhão para fins privados.[2]

Outras irregularidades e demonstrações de abuso de poder—como um policial que grita “estrebucha” a uma vítima que agoniza no chão[3] ou guardas civis agredindo um repórter da própria TV Folha em uma manifestação pela legalização da maconha[4]—repercutiram de maneira contundente ao longo do ano.

Além da publicação diária de minidocumentários sobre cultura, economia, esporte, conflitos internacionais, personagens curiosos e política, no final de 2011 a TV Folha iniciou um novo projeto, desta vez para levar o material produzido para a TV aberta.

Referências

Ligações ExternasEditar

  Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.