Abrir menu principal

RecordTV RS

emissora de televisão brasileira de Porto Alegre, RS
(Redirecionado de TV Record RS)
RecordTV RS
Televisão Guaíba Ltda.
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Brasil
Tipo Comercial
Canais Digital: 21 UHF
Virtual: 2 PSIP
Outros canais 2 / 502 HD (NET)
3 (TVN)
16 (Blue TV)
17 HD (Tubaron)
ver mais
Analógico:
2 VHF (2007-2018)
Sede Bandeira de Porto Alegre.svg Porto Alegre, RS
Slogan 100% Rio Grande
Rede RecordTV
Fundador Edir Macedo
Pertence a Grupo Record
Proprietário Edir Macedo
Administração Reinaldo Gilli
Presidente Luiz Cláudio Costa
Fundação 1 de julho de 2007 (12 anos)
Prefixo ZYB 622
Nome(s) anteriore(s) TV Record Rio Grande do Sul (2007-2016)
Emissoras irmãs Rádio Guaíba
Cobertura Estado do Rio Grande do Sul
Coord. do transmissor 30° 4' 54" S 51° 10' 59.6" O
Potência 6 kW
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Página oficial recordtvrs.com.br

RecordTV RS é uma emissora de televisão brasileira sediada em Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul. Opera no canal 2 (21 UHF digital), e é uma emissora própria da RecordTV. Fundada em 2007, a RecordTV RS surgiu a partir da compra da antiga TV Guaíba e os demais veículos de comunicação do Sistema Guaíba-Correio do Povo, pelo atual Grupo Record. Seus estúdios ficam localizados no bairro Santa Tereza, e sua antena de transmissão está no alto do Morro da Polícia.

Índice

HistóriaEditar

 
Portaria da sede da emissora, no bairro Santa Tereza em Porto Alegre, 2010

AntecedentesEditar

Embora parte da programação da atual RecordTV São Paulo já tenha sido transmitida durante a gestão de Paulo Machado de Carvalho pela TV Difusora de Porto Alegre, a primeira transmissão da RecordTV para o Rio Grande do Sul ocorreu em 14 de novembro de 1996, pelo canal 18 UHF de Porto Alegre, uma concessão dada a rede para retransmissão de TV na capital gaúcha.

Rede PampaEditar

 Ver artigo principal: Rede Pampa

Em 30 de novembro de 1997, a TV Pampa terminou a afiliação que tinha com a Rede Manchete. Com isso, a Rede Record passou a ser retransmitida pela TV Pampa e a Rede Manchete ficou no ar pelo canal 48 UHF (atualmente ocupado pela Ulbra TV) até a sua extinção, em 1999. A concessão do canal 18 foi utilizada para a retransmissão da Rede Família em 1998, e logo depois, no ano de 2002, para retransmitir a extinta Rede Mulher, ambas pertencentes à Central Record de Comunicação.

Em 1.º de janeiro de 2003, a Record deixou de ser transmitida pela TV Pampa, pois esta afiliou-se à RedeTV!,[1] retomando então suas transmissões pelo canal 18 UHF.[2] Foi analisada a possibilidade de fazer afiliação com a TV Guaíba,[3] mas a diretoria da emissora gaúcha descartou esta possibilidade, pois queria manter sua programação independente.[4] Em 1.º de abril, três meses após trocar de afiliação, a TV Pampa deixa a RedeTV! e volta a ser afiliada da Record, alegando descontentamento dos telespectadores com a nova programação e prejuízos comerciais.[5] Em 1.º de novembro de 2004, a Record passou a ser transmitida também no interior do estado, pelas outras emissoras da Rede Pampa de Comunicação: TV Pampa Sul de Pelotas, TV Pampa Centro de Santa Maria e TV Pampa Norte de Carazinho, que eram afiliadas ao SBT.[6]

TV GuaíbaEditar

 Ver artigo principal: TV Guaíba

A TV Guaíba foi fundada em 10 de março de 1979 por Breno Caldas. Cobria a Região Metropolitana de Porto Alegre e alguns municípios do interior gaúcho, mantendo uma programação totalmente independente. Em 1984, a Companhia Jornalística Caldas Júnior faliu por dificuldades financeiras. Dois anos depois, as empresas integrantes do conglomerado foram adquiridas pelo empresário e economista Renato Bastos Ribeiro, que criou o Sistema Guaíba-Correio do Povo.

Em 21 de fevereiro de 2007, o diretor-administrativo do Sistema Guaíba-Correio do Povo, Carlos Bastos Ribeiro, irmão de Renato, anunciou que a emissora de TV, juntamente com a Rádio Guaíba e a Guaíba FM haviam sido vendidas à Central Record de Comunicação por 100 milhões de reais.[7] Em 12 de março, Carlos Ribeiro confirmou também a venda do jornal Correio do Povo ao grupo.[8]

O executivo da Rede Record e bispo da Igreja Universal do Reino de Deus Jerônimo Alves Ferreira foi apresentado oficialmente como novo presidente do Sistema Guaíba-Correio do Povo em 16 de março. Ele também era, na época, diretor-presidente do jornal Hoje em Dia, de Belo Horizonte, também pertencente à empresa.[9] As rádios e TV Guaíba passaram oficialmente ao comando da Record no dia 20 de março.[10] Com a mudança de controle da emissora gaúcha, foi elaborado um plano de investimento que envolveu a instalação de equipamentos de última geração, construção de uma moderna newsroom e cooptação de profissionais especializados na área técnica, comercial e jornalística. As emissoras concorrentes, RBS TV, TV Pampa, Band RS e SBT Porto Alegre perderam vários de seus profissionais para a futura TV Record RS.

A TV Pampa Porto Alegre teve seu contrato rescindido e novamente se tornou uma afiliada da RedeTV! a partir da estreia da emissora. No entanto, suas co-irmãs no interior do Rio Grande do Sul continuariam afiliadas a Record até o fim de 2009 por um acordo secundário.[11] A TV Guaíba levou ao ar sua programação pela última vez em 30 de junho, e o último programa a ser exibido foi o Musical. Minutos antes da 0h do dia 1º de julho, a TV Guaíba exibiu seu tradicional clipe de encerramento com imagens do Rio Grande do Sul ao som de uma versão instrumental de "Gauchinha Bem Querer", composta por Tito Madi.[12]

2007-presenteEditar

Após o encerramento, entrou no ar um slide com uma contagem regressiva para a inauguração, que trazia a seguinte mensagem: "Vem aí a TV dos Gaúchos".[13] A TV Record Rio Grande do Sul entrou no ar ao meio-dia, com um programete especial sobre o Rio Grande do Sul, transmitido apenas para as regiões cobertas anteriormente pela TV Guaíba.[14][15] Em seguida, foi exibido o programa Tudo É Possível.

No dia seguinte, estrearam os programas Rio Grande no Ar, Balanço Geral e Rio Grande Record. Às 20h, o Jornal da Record, além da apresentação de São Paulo, com Celso Freitas, teve apresentação de Porto Alegre, com André Haar, âncora do Rio Grande Record e Adriana Araújo, que veio de São Paulo especialmente para o lançamento da emissora.[16] Dos programas exibidos pela antiga TV Guaíba, o único que permaneceu na nova emissora foi o Motor Show, apresentado por Renato Rossi. Em outubro de 2008, o programa deixou a Record RS e foi transferido para a Band RS, retornando em 2015 até deixar de ser exibido novamente pela emissora pouco depois.

Em 2008, a TV Pampa Centro, TV Pampa Norte e TV Pampa Sul passaram a se chamar, respectivamente, TV Record Santa Maria, TV Record Carazinho e TV Record Pelotas, num projeto de alinhamento da linha editorial com a Record RS.[17] Porém após divergências entre os diretores da Rede Pampa e os executivos da Record, que culminaram na rescisão de contrato entre as partes,[18] as emissoras voltaram a utilizar seus nomes originais e passaram a retransmitir o sinal da RedeTV! tal qual a TV Pampa Porto Alegre, deixando cerca de 80% do estado sem sinal, com exceção do sul, que passou a ser coberto pela TV Nativa de Pelotas, que foi afiliada da rede entre 14 de julho daquele ano e 30 de junho de 2013, quando tornou-se uma emissora própria da Top TV.

Em 31 de maio, a Record RS passou a operar com uma nova antena e transmissor, localizados no Morro da Polícia, investindo 650 mil reais na substituição do antigo equipamento utilizado pela TV Guaíba.[19] Em outubro, a Record RS realizou uma promoção que consistiu em instalar antenas receptoras de TV aberta nas casas dos 100 primeiros porto-alegrenses que nela estivessem cadastrados, sem custo algum, visando a uma melhora de sua imagem nas regiões onde o sinal era mais fraco, e também um apelo para aumentar os índices de audiência na capital.[20]

Até fevereiro de 2012, Farid Germano Filho trabalhava na emissora apresentado o Rio Grande Record, mas pediu demissão da emissora, sendo posteriormente contratado pela TV Pampa.[21] Luiz Carlos Reche que apresentava o Esporte Record, foi demitido em dezembro do mesmo ano, e o seu programa foi cancelado.[22]

Em 24 de novembro de 2016, com a reformulação da marca da rede, a TV Record Rio Grande do Sul passou a se chamar RecordTV RS.[23]

Em 3 de dezembro de 2018, a RecordTV RS estreou uma edição matinal do Balanço Geral RS, também apresentada por Alexandre Mota, que acumulou a apresentação com a edição vespertina. Com isso, o telejornal Rio Grande no Ar perdeu meia-hora e passou a ter apenas 60 minutos de duração.[24] Pouco tempo depois, Nando Gross passou a apresentar o Balanço Geral RS Manhã, substituindo Alexandre Mota.

Em 3 de julho de 2019, o jornalista André Haar deixou a apresentação do Rio Grande no Ar para se dedicar a projetos fora da RecordTV RS.[25] Com isso, em 4 de julho, o telejornal passou a ser apresentado por Nando Gross, enquanto seu antigo posto no Balanço Geral RS Manhã passou a ser ocupado por Alexandre Gamón.[26]

Sinal digitalEditar

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
2.1 21 UHF 1080i Programação principal da RecordTV RS / RecordTV

Em 2 de dezembro de 2009, a então TV Record RS transmitiu pela primeira vez seu sinal digital através do canal 21 UHF. O filme Tropa de Elite, exibido pela Record no dia 10 de dezembro, foi a primeira produção gerada em alta definição a ser transmitida pelo canal. Em 27 de abril de 2015, a emissora passou a transmitir a sua programação local em alta definição.[27]

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a RecordTV RS, bem como as outras emissoras de Porto Alegre, cessou suas transmissões pelo canal 2 VHF em 14 de março de 2018, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[28] O switch-off aconteceu às 23h59, durante a exibição do Dancing Brasil.

ProgramasEditar

Além de retransmitir a programação nacional da RecordTV, a RecordTV RS produz e exibe os seguintes programas:

RetransmissorasEditar

Lista de retransmissoras
Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital
Agudo 13 - Alegrete - 02 (22) Anta Gorda 09 - Antônio Prado 07 -
Arambaré 14 - Arvorezinha 53 21 Bento Gonçalves - 32 (22) Bom Jesus 07 -
Camaquã 14 - Cambará do Sul 04 - Canela - 44 (22) Canguçu 08 22
Carazinho 15 20 Carlos Barbosa - 02 (22) Casca 05 - Caxias do Sul - 02 (22)
Ciríaco 03 - Dom Pedrito 10 - Dom Pedro de Alcântara 10 - Doutor Maurício Cardoso 11 -
Encantado 08 - Esmeralda 13 - Farroupilha - 02 (22) Flores da Cunha - 02 (22)
Gaurama 09 - Getúlio Vargas 07 - Gramado - 22 (21) Guaporé 11 -
Ibiaçá 09 - Ibiraiaras 06 - Ibirubá 05 - Igrejinha - 23 (22)
Ijuí 30 21 Iraí 02 - Itaqui 31 - Júlio de Castilhos 03 -
Lagoa Vermelha 13 - Lajeado - 02 (22) Marau 09 - Monte Alegre dos Campos 11 -
Muçum 02 - Nova Bréscia 06 - Nova Hartz - 02 (22) Nova Palma 05 -
Nova Prata 13 - Panambi 19 - Paraí 13 - Paraíso do Sul 13 -
Passo Fundo 28 20 Putinga 08 - Quaraí 11 - Rio Pardo 23 -
Rolante - 43 (22) Sananduva 04 - Sant'Ana do Livramento 21 - Santa Cruz do Sul 13 21
Santa Maria 23 02 (19) Santa Rosa 20 - Santa Vitória do Palmar 07 - Santiago 13 -
Santo Ângelo 38 21 Santo Augusto 05 - São Borja 02 - São Domingos do Sul 06 -
São Luiz Gonzaga 08 - São Marcos - 02 (22) Sapiranga - 02 (22) Serafina Corrêa 06 -
Taquara - 02 (22) Tenente Portela 08 - Teutônia - 02 (22) Torres 13 02 (21)
Tramandaí - 02 (22) Três Coroas - 02 (22) Uruguaiana 14 02 (22) Vacaria 11 -
Veranópolis - 02 (22) Vila Maria 06 -

Referências

  1. «TV Pampa deixa a Record pela RedeTV!». Coletiva.net. 13 de novembro de 2002. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  2. «Record terá sucursal em Porto Alegre». Coletiva.net. 20 de novembro de 2002. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  3. «Record analisa fazer rede com a Guaíba». Coletiva.net. 27 de novembro de 2002. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  4. «Guaíba nega parceria com a Record». Coletiva.net. 4 de fevereiro de 2003. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  5. «TV Pampa volta a ser afiliada da Rede Record». Coletiva.net. 31 de março de 2003. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  6. «Record formaliza adesão da Rede Pampa no RS». Coletiva.net. 14 de outubro de 2003. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  7. «Rádios e TV Guaíba foram vendidas para a Igreja Universal». Coletiva.net. 21 de fevereiro de 2007. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  8. «Correio do Povo também foi vendido». Coletiva.net. 12 de março de 2007. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  9. «Executivo da Record assume presidência do sistema Guaíba-Correio». Coletiva.net. 16 de março de 2007. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  10. «Guaíba faz mistério sobre seus novos diretores». Coletiva.net. 21 de março de 2007. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  11. «Record rompe contrato de transmissão com a Pampa». Coletiva.net. 12 de março de 2007. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  12. «Último encerramento da TV Guaíba (30/06/2007)». YouTube. 27 de maio de 2012. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  13. Kilpp, Suzana; Almeida, Émerson Vasconcelos; Conter, Marcelo Bergamin; Arrué, Laura Lucas (2010). «Figuras de Tempo Seta em Panoramas Televisivos» (PDF). Intercom. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  14. Prauchner, Letícia (1 de julho de 2007). «Record estréia com muita informação». Correio do Povo. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  15. «Estreia da TV Record RS (01/07/2007)». YouTube. 28 de maio de 2012. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  16. «Entra no ar o telejornalismo da Record RS». Correio do Povo. 3 de julho de 2007. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  17. «Record RS amplia cobertura do sinal no interior». Coletiva.net. 7 de março de 2008. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  18. «Rede Record rescinde contrato com a TV Pampa». Coletiva.net. 13 de junho de 2008. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  19. «Grupo Record investe na qualidade do sinal da TV». Coletiva.net. 2 de junho de 2008. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  20. «Record-RS distribui antenas de graça para seus telespectadores». NaTelinha - UOL. 10 de outubro de 2018. Consultado em 1 de dezembro de 2018. Arquivado do original em 14 de outubro de 2008 
  21. «RS: Farid Germano Filho, ex-Record, se acerta com a Rede Pampa». NaTelinha - UOL. 16 de maio de 2012. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  22. «Luiz Carlos Reche é demitido da Record/RS». Esporte e Mídia. 19 de dezembro de 2012. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  23. «A Record agora é Record TV». RecordTV. 24 de novembro de 2016. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  24. «Record TV RS amplia horário local e estreia Balanço Geral Manhã». Coletiva.net. 30 de novembro de 2018. Consultado em 25 de janeiro de 2019 
  25. «De comum acordo, André Haar se despede da Record TV RS». Coletiva.net. 3 de julho de 2019. Consultado em 8 de julho de 2019 
  26. «Record TV RS: Emissora reestrutura apresentação das manhãs». Coletiva.net. 4 de julho de 2019. Consultado em 8 de julho de 2019 
  27. «Record completa oito anos no RS e investe em sinal HD». Coletiva.net. 1 de julho de 2015. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  28. «Desligamento do sinal analógico vai até 14 de março em 117 cidades do Rio Grande do Sul». G1. 30 de janeiro de 2018. Consultado em 1 de dezembro de 2018 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons
  Base de dados no Wikidata
Precedido por
TV Guaíba
Canal 2 de Porto Alegre
2007-presente
Sucedido por
-