Abrir menu principal
Tamim ibne Bologuine
Rei da Taifa de Málaga
Reinado 10731090
Antecessor(a) Badis ben Habus
Dinastia Ziridas
Nome completo
تميم بن بلكين بن حبوس;
Tamīm ben Bulukīn ben Ḥabūs

Tamim ibne Bologuine (em árabe: تميم بن بلكين بن حبوس; transl.: Tamīm ben Bulukīn ben Ḥabūs) foi o último emir (rei) zirida da Taifa de Málaga, que reinou de 1073 a 1090. Sucedeu nesse posto ao seu avô Badis ben Habus

BiografiaEditar

Quando o seu avô morre em 1073, o território zirida no Alandalus é dividido entre Tamim e o irmão Abdalá ibne Bologuine. Este, apesar de mais novo que Tamim tinha sido nomeado sucessor de Badis em 1065, preferindo-o ao filho Macçane (tio de Tamim e Abdalá).[1] Quando subiu ao trono, Abdalá atribuiu o reino de Málaga ao seu irmão.[2]

Os dois irmãos perdem os seus reinos para o emir almorávida Iúçufe ibne Taxufine. Tamim e Abdalá são enviados como prisioneiros para o Magrebe Ocidental (atual Marrocos). O segundo fica preso em Agmate, perto de Marraquexe, enquanto que Tamim é enviado para o Suz. Os dois irmãos ficam no Magrebe Ocidental até morrerem.[2]

Notas e referênciasEditar

  1. Buluggin 1986, p. 16.
  2. a b Caldune 1854, p. 63-64

BibliografiaEditar


  Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.